Barbas de molho, Fluzão! (por Paulo-Roberto Andel)

DOWNLOAD GRÁTIS DO LIVRO “RODA VIVA 4”

DOWNLOAD GRÁTIS DO LIVRO RODA VIVA 3

LIVRO – RODA VIVA 2 – POCKET PDF

É perfeitamente compreensível que quase todos os corações tricolores estejam atentos para a decisão de vaga na Sul-Americana. Jogo difícil diante do Nacional no Parque Central em busca de um título inédito e muito almejado, ok. Mas confesso que minha preocupação principal é outra, na verdade a outra decisão.

Explico. No próximo sábado, tem clássico diante do Vasco. Não importa que tenham um time fraco, que lutem contra o rebaixamento. O Fluminense tem no rival da Colina o seu adversário mais duro dos últimos 25 anos – desde a final carioca de 1993. De lá pra cá, salvo determinados momentos, sempre foi um inferno.

Outra coisa: ao contrário do que rezam os jêneos da Estatística (nenhum deles sequer pisou na porta do curso), não há motivo para nenhum oba-oba no Brasileirão. Ainda que esteja na décima posição, o Tricolor está a apenas seis pontos da zona de perigo. As chamadas probabilidades de rebaixamento são muito voláteis a cada rodada, conforme o desempenho (todos se lembram da reta final em 2009). Uma eventual derrota no clássico, aliada a certa combinação de resultados, traria de volta a insuportável tensão para os próximos compromissos até o fim do campeonato, já vivida tantas vezes nos últimos 15 anos nas eras Roberto Horcades, Peter Siemsen e Pedro Abad, com as participações especiais de Celso Barros, Mário Bittencourt, Pedro Antônio e grande elenco. Poderia deixar o Flu a três pontos da zona perigosa, por exemplo, faltando seis jogos.

Esforçado mas limitado, o Fluminense tem feito o que se convencionou chamar de campanha digna – outro achado de Siemsen. Para muitos, a colocação no Brasileiro chega a surpreender – esperava-se um drama intenso à essa altura, que felizmente não aconteceu, mas nem por isso o momento é de relax. A paulada do Santos na Vila Belmiro é a prova de que não temos condições de jogar competitivamente com um time reserva. Nem preciso relembrar o Fla-Flu.

Olho vivo, Fluzão. Tem essa importante decisão no Uruguai, todos queremos a classificação na Sula, mas espantar os riscos no próximo sábado é fundamental. Que ultrapassemos o Nacional, mas sem negligenciar o perigoso confronto com o Vasco. Seu Marcelo, sem inventar por favor. Barbas de molho.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @pauloandel

Comentário