O verdadeiro culpado (por Paulo Rocha)

paulo-rocha-novo-casal-20-red

Amigos tricolores, primeiramente, bom 2017 a todos. Eu pretendia escrever somente quando a bola voltasse a rolar; o panorama deste início de temporada, longe de ser promissor para o Fluminense, não vinha me animando. Contudo, a indignação me fez voltar antes do previsto a este espaço já que a vontade de dividir minha indignação falou mais alto.

Estamos impedidos de fazer contratações de vulto devido ao inchaço de nossa folha salarial. Temos uma verdadeira coleção de porcarias que recebem vencimentos muito além do que poderiam merecer. E sabe, torcida tricolor, quem é o principal culpado disso? É o tal de Jorge Macedo, o pior executivo de futebol que já vi atuar no Fluminense em meus quase 53 anos de vida.

Pois é, o tal gerente, executivo, sei lá que porra de nome poderia ter o cargo, deixou uma herança para lá de maldita. Nem vou citar o nome dos jogadores, eles não têm culpa, possuem família para sustentar etc. Após cagadas em profusão, o referido dirigente foi tardiamente defenestrado, porém, as merdas já estavam feitas. Um festival de merdas.

Alguns poderão vir com o discurso de que foi ele que trouxe Orejuela e Sornoza. Ora, terei o maior prazer de dar a mão à palmatória após vê-los jogar, caso correspondam positivamente. Meu receio é que ambos, descobertos pelo tal gerente, nos tragam mais vontade de deixar nossas camisas tricolores esquecidas em uma gaveta qualquer.

Lamento começar o ano desta forma. Pode ser que as coisas caminhem bem, afinal, já vi panoramas tão sinistros como o atual acarem em títulos – o Fluminense é enorme. Está nas mãos de Abel transformar o joio em trigo e nos fazer sorrir novamente.

Para finalizar: pensei que Alexandre Torres chegaria para nos ajudar a montar um elenco, não para tentar corrigir as merdas feitas antes de sua chegada. Boa sorte para ele. E para nós.

xxxxxxxxxx

A ida de Conca para nosso maior rival foi mais uma prova de como nosso clube carece de imaginação. Rifamos ídolo atrás de ídolo. E a diretoria vem a público dizer que foi uma coisa normal, de mercado. Vão para a puta que os pariu. Futebol mexe com o coração das pessoas, não é meramente um negócio.  Que o mercenário argentino tenha tanto sucesso lá quanto teve o ex-técnico Muricy Ramalho.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: paroc

fb_img_1483739539013

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres