Sem maiores surpresas sobre o Flu (por Márcio Machado)

DOWNLOAD GRÁTIS – LIVRO – COPACABANA CITY BLUES

DOWNLOAD GRÁTIS – LIVRO – PEQUENOS RELATOS DA OPRESSÃO

Não creio que tenha surpreendido a ninguém os últimos resultados do Fluminense na última semana. A eliminação na Copa do Brasil, após o primeiro jogo ruim com o Avaí, e o jogo difícil contra a Cabofriense utilizando os reservas, demonstram que o time precisa de reforços. Mas, como tudo na vida, essa não é uma discussão simples como pode se pensar.

Muitos companheiros aqui no PANORAMA e na blogosfera tricolor estão pedindo reforços titulares de primeira linha. Goste-se ou não da situação, é difícil imaginar jogadores nesse nível para o clube, quanto mais dois, devido aos já conhecidos problemas de caixa.

Entendo que a prioridade é um goleador. Estamos com dificuldade de marcar gols, mesmo dominando times pequenos. Pedro é realmente bom tecnicamente, mas precisa ganhar muita experiência ainda e seria importante que fosse reserva – por mais algum tempo – de alguém tarimbado e com poder de decisão, mesmo que seja um caneleiro como o que jogou com a nossa camisa ano passado.

Para a meia, apesar de sua irregularidade, temos um camisa 10 de bom nível que é o Sornoza. Importante seria um reserva de bom nível para entrar e ajudar no segundo tempo, ou para variar o esquema jogando de inicio às vezes.

Não vejo como contratar no Brasil esses jogadores. Terá de ser na América do Sul, com experiência – pois o time precisa – e a busca pelos nomes já tem de ter começado ou, ao menos, já deveria.

Para as outras posições, sinceramente estamos na média do mercado. Talvez um zagueiro a mais, vindo de time pequeno para compor o elenco, diante do esquema de três defensores, seja útil. Mas não é fundamental.

As informações que consigo ter são de que a diretoria entende as necessidades mais ou menos como eu, e até pode estourar de leve o teto salarial de 100 mil para trazer jogadores que façam diferença. Acho que o momento é esse, pensando na própria sobrevivência da mesma – é uma diretoria fraca politicamente, até tenta acertar, mas passa longe de gerar um ambiente que mobilize o torcedor tricolor.

Somado a anos de frustrações, mais o aproveitamento politico e midiático das mesmas por gente que se interessa em acabar com o clube – ou assumi-lo -, e gera-se um ambiente de crise constante, que tornará insustentável o presidente Abad em caso de visita um pouco mais prolongada à zona de rebaixamento.

Certamente já nesta semana, veremos a fabricação de intrigas entre técnico e diretoria, além de prováveis negociações fracassadas que nunca existiram. É o padrão.

Se a diretoria tricolor não se mexer para reforçar o elenco, pode ser fatal para o futuro do clube. Algo terá de ser feito. Mas mesmo que ela se mexa, será contestada de qualquer maneira. Há muitos interesses em jogo.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#JuntosPeloFlu

Imagem: m2

2 Comments

Comentário