Fluminense 2 x 3 Vasco: atuações (por Mauro Jácome)

DOWNLOAD GRÁTIS – LIVRO – COPACABANA CITY BLUES

DOWNLOAD GRÁTIS – LIVRO – PEQUENOS RELATOS DA OPRESSÃO

 
O Fluminense começou afobado e dando espaços na sua intermediária. Com isso, o Vasco chegava mais perto do gol de Júlio Cesar do que o contrário. Os passes errados na saída tricolor para o ataque também possibilitavam o maior volume de jogo vascaíno. De tanto permitir o Vasco trabalhar com a bola, o gol chegou em falha de Richard, na marcação, e de Renato Chaves, que cortou mal. A postura diferente dos jogos anteriores, recuado, sem compactação e erros infantis proporcionavam o domínio do Vasco. As tentativas de saída eram com chutões. No entanto, mesmo jogando mal, Gilberto conseguiu desgarrar pelo meio da defesa adversária, foi ao fundo e cruzou para Pedro bater de primeira e empatar. Depois do gol, o Fluminense conseguiu colocar a bola no chão e, assim, melhorou a transição.

O segundo tempo começou com a virada tricolor. O gol saiu de um erro vascaíno na saída de bola, em seguida, um erro no passe do contra-ataque, mas terminou numa falta sofrida por Gilberto. Sornoza bateu muito bem. Aos 10’, Sornoza puxou o contra-ataque e quase ampliou ao tentar encobrir Martin Silva. O jogo era eletrizante. O Vasco se mandava com tudo e o Fluminense contra-atacava. Após os 20’, o Fluminense voltou a errar muito e chamou o Vasco, que empatou com Paulinho, num chute de fora da área. Abel sentiu a pressão e colocou Marlon na lateral para liberar Ayrton. Aos 33’, em falta cobrada por Sornoza, Ibañez cabeceou e a bola raspou a trave. Abel colocou Pablo Dyego para matar o jogo nos contra-ataques, mas a marcação não conseguia roubar a bola. De tanto entregar a opção de ataque ao Vasco, a virada veio de castigo.

JÚLIO CÉSAR

Apesar da pressão do Vasco no primeiro tempo, pouco pegou na bola. No segundo tempo, esteve inseguro em alguns lances, soltando bola, errando soco. No gol de Paulinho, apesar da dificuldade, poderia ter se jogado para tentar a defesa. Tentou adivinhar a trajetória da bola no gol do Fabrício e deu o ângulo para a bola entrar.

GUM

Vinha fazendo uma grande partida, mas falhou e deixou Fabrício girar e arrancar para o terceiro gol.

RENATO CHAVES

Atrapalhado. Errou no gol de Geovani Augusto, ao cortar fraco, nos pés do adversário. Melhorou no segundo tempo, mas deixou espaços quando marcou fora da área.

IBAÑEZ

Um monstro no segundo tempo. Ganhou por cima, por baixo e fechou o lado esquerdo da defesa tricolor.

GILBERTO

Fez um mal primeiro tempo, apesar da boa jogada no gol de Pedro. Posicionou-se num buraco na defesa vascaína e cruzou com precisão. Foi poucas vezes na etapa complementar. Teve dificuldades para marcar quando tinha mais de um para marcar.

RICHARD

Péssimo começo. Errou passes, deu bote no vácuo, posicionou-se mal. Melhorou no segundo tempo, acertou a marcação e caprichou nos passes.

JADSON

Jogou mais adiantado, pela meia direita, para encostar em Gilberto e tentar passes verticais. Foi assim o ótimo passe para Gilberto no gol de empate. Começou bem o segundo tempo, mas cansou e sumiu, principalmente, no momento em que era para puxar os contra-ataques.

SORNOZA

O que não jogou no primeiro tempo, fez no segundo. Na virada, bateu a falta com maestria. Logo depois, quase ampliou num contra-ataque.

DOUGLAS

Entrou para melhorar a marcação, mas não conseguiu. O Vasco teve espaços para procurar o gol.

AYRTON

Não saiu da defesa no primeiro tempo. Na etapa complementar, desgarrou e investiu forte pelo lado esquerdo. Com a entrada de Marlon, foi para o meio-campo. Tentou algumas arrancadas, mas não teve sucesso.

MARCOS JUNIOR

A excessiva disposição de sempre que, ora puxa bons contra-ataques, ora faz opções precipitadas. Mas tem sido fundamental nesse time de Abel.

MARLON

Alguns chutões desnecessários, quando poderia ter segurado mais a bola.

PEDRO

Cresceu depois do gol. Saiu da área e ganhou quase todas de Paulão.

PABLO DYEGO

Não recebeu nenhuma bola limpa para contra-atacar. Um bom chute, que obrigou Martin Silva a grande defesa.

ABEL

O Fluminense não fez um bom primeiro tempo. Voltou bem do intervalo. Hoje, as substituições não corresponderam, principalmente quando inventou Marlon no lugar de Marcos Junior. Era o momento de ter colocado Pablo Dyego.

ARBITRAGEM

Um erro na origem do gol da vitória do Vasco, ao inverter um lateral para o Vasco.

 

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

#JuntosPeloFlu

Imagem: jam

2 Comments

  1. Júlio César voltou a ser o Júlio Chester de sempre, o Flu voltou a ser o Flu medíocre e covarde. Infelizmente rumo à segunda divisão. Dizer que o Sornoza bateu a falta com maestria é muito, o cara não sabe chutar, de 10 chutes 1 acerta o gol, veja todos os chutes dele desde que chegou ao Flu, a cobrança de falta foi ridícula, no meio da barreira, sorte que a barreira abriu. Menos ok

  2. Abel fez o time amarelar de novo
    Foi assim ano passado em momentos decisivos
    Pelo andar da carruagem, será assim esse ano novamente
    Parece que na hora H, o Abel desacredita que pode ir além, muito estranho

    ST

Comentário