Chega de lero-lero… exijo mais transparência e menos punhal nas costas (por Antonio Gonzalez)

LIVRO – COPACABANA CITY BLUES – POCKET

LIVRO – PEQUENOS RELATOS DA OPRESSÃO 2018 – POCKET FINAL

Tenho pouco para falar do jogo do domingo passado, treino no imperfeito gramado do Maracanã… quero dizer, no que sobrou dele.

Precisamos de pelo menos mais uns três jogadores cascudos. De resto, do jeito que pinta (TOMARA QUE EU ME ENGANE), faltam 46 pontos.

Levava tempo sem escrever…  que me desculpe o dono do pedaço, o meu brother Paulo-Roberto Andel; eu poderia ter me esforçado mais… entretanto, a falta de saco, a falta de paciência e a falta de uma visão mais ampla das pessoas sobre o que realmente está ocorrendo com o Fluminense me deixaram em estado de iceberg…

Porém, iceberg do tipo que caça o Titanic!

O Fluminense hoje gosta de fabricar crises: quando não são os esqueletos que o ex-Presidente Peter Siemsen deixou, o atual mandatário, o Presidente Pedro Abad, faz questão de criá-los.

E cá pra nós… ele está num momento em que, desde outubro até os atuais dias, cada vez mais se supera.

Vou além: falta identidade na mensagem.  O Clube é cego e mudo, sem cão guia e sem saber o real significado do alfabeto em libras.

Agora vamos fazer uma viagem pelo mundo sideral… Imaginem só um universo paralelo… onde…

Uma pessoa, numa fábrica, chega ao poder com o seu grupo de acionistas, mas faz a opção por ter vida de executivo. Fica pouco mais de quatro anos trabalhando num projeto de segunda linha e, posteriormente, um pouco mais de um ano trabalhando na principal vitrine da empresa.

Entretanto, ele que depois do terceiro ano, por optar pelas questões financeiras renegou ao seu grupo de origem, fracassa rotundamente quando o desafio que colocaram entre suas mãos era para pessoas com um estofo e carisma que jamais teve.

Cinco anos no front, muito dialeto rebuscado, mas o fracasso aconteceu…

E o que passou? Tomou um pé na bunda da pessoa que detinha o controle da maior fatia de ações da fábrica.

Para quem está de fora, a visão era a seguinte: foi demitido, mas o cara não vai sair com as mãos abanando… 60 e poucos meses devem ter nutrido a sua conta bancária com mais de 1 Mi e 300 mil reais no bolso…

Qualquer pessoa com a vida minimamente regrada, mesmo com diversões e putiferio, dava para deixar um mínimo de 60 mil na poupança por ano… se foram mais de 5 anos, ficariam uns trezentinhos no  banco, com direito a carro do ano etc…

Essa deveria ser a história de uma pessoa normal.  Entretanto o nosso trabalhador saiu desses cinco anos sem um puto no bolso, pois viveu muito acima das suas posses.

Conclusão: um cara que joga fora 1 Mi e 300 mil em 5 anos, não serve como exemplo de administrador de nada, por mais que seja de uma pessoa de confiança

Bem, voltemos para o mundo dos terráqueos…

Todos sabem o quanto tenho apoiado a gestão, ao ponto de, por ocasião da visita (jamais houve invasão) dos mais de 100 torcedores ao clube na reunião do Conselho Deliberativo na noite do dia 30 de janeiro passado, enquanto o Presidente Pedro Abad era retirado em forma de vapt-vupt pela escada da cozinha, euzinho aqui escutava a galera gritar: GONZALEZ… VENDIDO!

Ora bolas, já dizia o filósofo e Presidente do Corinthians nos anos 1970, Vicente Matheus que “QUEM ESTÁ NA CHUVA É PARA SE QUEIMAR”… portanto, não guardo raiva do Abad por isso, mesmo ele não tendo a delicadeza e a educação de me mandar uma mensagem de agradecimento… talvez se eu não tivesse pego o microfone naquele momento e distraído os visitantes (não posso esquecer de três nomes importantíssimos naqueles instante para que as coisas não ficassem piores: os de Fernando Cesar Leite, Rubens Langsdorff e Marcos Furtado) e me submetido ao “GONZALEZ… VENDIDO!”, certamente o mandatário teria grandes chances de entrar literalmente na porrada…

Mas vamos lá… de outubro pra cá o atual Presidente não deu uma bola dentro:

  1. Repasse de 200 ingressos para as TOs durante alguns jogos. Conclusão: o Fluminense foi parar nas páginas policiais;
  2. Forma covarde da demissão dos oito atletas por Whatsapp, quando o combinado pelos membros do Conselho Diretor era outra coisa. Realmente havia que reduzir a folha, mas não transparecendo ser o Fluminense um clube sujo e covarde. Conclusão: o Fluminense vestiu a roupa de um clube trambiqueiro;
  3. O não pagamento do que se devia ao Gustavo TRAIDOR Scarpa, inclusive com o não depósito do FGTS, apesar de todas as indicações feitas por membro do Conselho Diretor. Conclusão: o jogador ganhou o passe na Justiça;
  4. A cabacice do caso Diego Souza, para não dizer outra coisa… alguém imagina esse jogador sendo vendido pela bagatela de 2 Mi de reais? Conclusão: nos tornamos um clube de otários.

Isso sem contar que a Comunicação, que equivocadamente estava debaixo da responsabilidade dele, e que era dirigida pela super competentíssima e conhecedora extrema do clube, a Carina Ceroy, dia sim e o outro também, fazendo cagada detrás de cagada.  Não bastava não fazer a defesa Institucional agressiva… tinha que confundir o Robinho com o Romarinho.

Muito se falou na profissionalização do clube, mas para que isso aconteça não basta contratar, tem que saber gerir… e  entre Tricolores, todos sabemos que apesar da honestidade, apesar dos 22 anos no cargo de auditor da Receita Federal, da sua formação em Engenharia de Computação pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), ele não é gestor.

Não me arrependo de tê-lo apoiado… era simples a matemática: impedimos a ascensão do Mario Bittencourt ao poder e teríamos a grande chance de implementar através dos quadros do Unido & Forte, novos conceitos de gestão para o clube.

E quando o próprio Abad me falou que o Fluminense não poderia voltar a ter nenhum presidente que tomasse decisões sozinho e inconseqüentes, confesso que eu alucinei…  ESTAMOS NO CAMINHO CERTO.

Passado um ano, eu posso afirmar que o Presidente Pedro Abad me mentiu… está agindo tal qual o seu antecessor ao tomar decisões solitárias e inconseqüentes…

E tem mais, está na cara que se isolou… e o pior, quer mandar no futebol, do qual nada entende… logo ele que em seu dia falou que “o futebol do Fluminense nunca esteve em melhores mãos que as do Mario Bittencourt”…

Não galera, ainda não estou rompendo com a gestão, tampouco decido os destinos do Unido & Forte.

Sei que o Presidente tem falado coisas a meu respeito… as paredes do Fluminense ouvem há mais de 40 anos… disso eu sei mais do que ele… Pouco me importa, o que me vale é a minha consciência e o meu sentimento para com o Fluminense.

Mas o momento pede muita reflexão.

Essa música na voz da Beth Carvalho traduz o sentimento de muita gente hoje dentro do clube…

“Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão!”

Um clube sem vida social, com um Parque Aquático caindo aos pedaços, com promessas não cumpridas de campanha…

E eu, assim como alguns, servindo de colchão entre as bases e o Presidente. As bases querendo gritar, exigindo transparência e eu, assim como alguns, pedindo calma em nome de um bem maior, mesmo sabendo que os anseios dos nossos companheiros e da nossa torcida têm razão em existir…

Se não bastasse o Assessor de Imprensa Artur Mahmoud, que não tinha gabarito para a função… e escolhido sabe-se lá por que…

Se não bastasse um ano e três meses de uma Comunicação capenga nas mãos de gente mais do que incompetente…

Se não bastasse uma Assessora Política que marcava os tempos sem saber o que é o Fluminense…

Se não bastasse tudo isso, ontem fomos, NÓS QUE O ELEGEMOS, receptores de uma grande punhalada nas costas…

A contratação do Fernando Simone como Assessor da Presidência.

Isso é sacanagem!

Imediatamente recebi este Whatsapp de uma pessoa que esteve na campanha do Mário Bittencourt e, obviamente, não votou no Abad:

“Simone é amigo pessoal do Mário e era homem de confiança dele enquanto vice de futebol…

Como o Abad vai confiar?

Será que não vazará nada?

Só tem maluco…”

Por enquanto só vou falar uma coisa: enquanto eu for Conselheiro do Fluminense (no mínimo por mais 20 meses,) eu não vou ser conivente com que se faça caridade com o dinheiro do clube.

No mais…

Menos mentiras…

Respostas são necessárias.

FORA FERNANDO SIMONE!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @TomRegueirasgon

#JuntosPeloFlu

Imagem: agon

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres