Aos verdadeiros tricolores (por Paulo Rocha)

Chegou a hora de vermos quem é tricolor de verdade. No ponto em que chegamos – primeiro time fora da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro – é difícil acreditar que ainda existam supostos torcedores do Fluminense que queiram colocar mais lenha na fogueira. Sim, ninguém está satisfeito, estamos putos, mas é nestes momentos que devemos nos unir e pôr o clube em primeiro lugar para que o pior não venha a ocorrer.

Já vimos que o Fluminense é capaz de superar as mais incríveis demandas. Temos força física, mental e espiritual para guerrear com nossos opositores. Mas para que isso ocorra precisamos estar em conjunção conosco mesmo. Não há lugar para pessimistas, revanchistas, profetas do apocalipse. Só há lugar para os verdadeiros tricolores, seja na arquibancada do Maracanã, na frente da televisão, seja lá onde for.

Críticas são válidas, concordo, mas tudo tem a sua hora. E não é hora dessa porra. Vamos abraçar o time, os garotos, Abel. Vamos provar a eles que estamos juntos e que, com essa união de força, conseguimos superar quaisquer barreiras. Não fiquemos dando tanto ouvido à imprensa; fiz parte dela e sei que é composta também por indivíduos de caráter duvidoso. As aves de rapina espalhadas tanto nas redações quanto nos “aquários” destas adoram ver o Fluminense em dificuldades.

Portanto, foda-se o que escrevem os veículos das organizações globo. Esqueçamos esses imbecis – e olha que conheço muitos deles. Nem são más pessoas, mas no momento em que vendem a alma ao chifrudo passam a não ser mais dignas de atenção das pessoas de bem. Quer notícias do Fluminense? Busquem em sites isentos, administrados por gente honesta e trabalhadora, como esse Panorama Tricolor do qual tenho muito orgulho em fazer parte.

O que temos que entender é o seguinte: o momento transcende quem deveria ou não ser presidente do clube, quais os jogadores que deveriam ser escalados, qual o esquema tático a ser adotado pelo treinador. A hora é de amarmos o Fluminense com todo o nosso coração; mostrar aquele amor que nossos pais nos ensinaram a ter por essas três cores.

Nas horas mais difíceis da vida é que mais precisamos de apoio. Chega de brigas políticas, de bombardear jogadores com vaias. Queremos um novo 2009, não outro ano de 2013. Somente unidos conseguiremos, mais uma vez, provar o nosso valor. Rogo que os tricolores deixem de lado suas diferenças políticas e se unam pela nossa recuperação. Não esperemos incentivo da imprensa; ele não virá. Contemos somente com nossa fé. Ela é mais forte que qualquer coisa.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: paro

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres