Uma canção para Pablo (por Marcus Vinicius Caldeira)

Infelizmente, faleceu o grande músico, cantor e tricolor Pablo Amaral, do Galocantô.

Não tinha o contato diário com ele, mas muito contato virtual e nas rodas do Galocantô  (onde sempre falávamos de Flu) e nos jogos quando nos encontrávamos. Era um papo bom, inteligente, alegre e crítico quando tinha de ser, sem perder a mão.

Cavaquinista de mão cheia, cavaco reto, certeiro e malandreado como das antigas, além de cantar muito bem.

Aquelas noites de sábado no Trapiche Gamboa com Pablo e seu Galocantô…

Tricolor de arquiba, assistimos a um jogo juntos esse ano em Edson Passos. Gostava muito do Fluminense e de futebol, que infelizmente o vitimou (infarto jogando bola).

Sócio do clube, falava em fazermos uma roda samba com músicos tricolores lá. Infelizmente, não deu. A gente nunca deve adiar as coisas.

Cheio de vida e com muito por fazer, Pablo nos deixa muito cedo, o que potencializa a dor e a tristeza. Ainda mais que deixa orfâ uma filha linda, a quem ele amava muito.

Deus de fato é um gozador. Tanto traste no mundo e se vai um cara de bem como Pablo. Temos de nos resignar e chorar a perda.

A vida é um sopro e a gente briga por migalhas.

Descanse em paz, Pablo.

O samba, seus familiares, amigos e a arquibancada tricolor estão de luto.

 

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @mvinicaldeira

Imagem: vic

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres