Matando saudades dos três pontos (por Ise Cavalieri)

 

 

Ah… Que bom matar saudades dos três pontos, quase um mês sem saber o que era, desde a partida simplória contra o Palmeiras no Maracanã. Depois disso vieram a derrota para o Ceará, o empate com o Bahia e a vergonha contra o Inter.

O Fluminense até venceu na quarta-feira, mas não convenceu tanto assim; porém, a essa altura do campeonato, quem está ligando para convencer alguém? Chances não nos faltaram, mas a partida poderia ter sido muito melhor e o que, de fato, pode ter nos ajudado foi a instabilidade emocional do Corinthians após a expulsão de Romero.

Neste momento, muito mais do que vencer e convencer, o importante era vencer e conseguir os pontos (se possível os três, claro) para somar na tabela, afastar qualquer risco de se aproximar da zona de rebaixamento e, de quebra, beliscar qualquer vaguinha na Sul-Americana do próximo ano.

Mas haja dificuldade para largar a posição e subir um pouco mais. Se o Fluminense perde fica em nono lugar; se empata, nono lugar e, se ganha, nono lugar…

Infelizmente a distância do topo tem sido o resumo dos nossos últimos anos. Os planos de cada nova temporada vão dando lugar ao objetivo de apenas não chegar ao Z4 e, se possível, garantir uma vaga na Sul-Americana, já que os sonhos de levantar as taças parecem estar cada vez mais adormecidos.

E falando em Sula, depois de muito tempo decidindo fora de casa, eis que finalmente chega a nossa vez de ter essa vantagem. E independentemente da nossa situação, aí está a chance real para conseguir avançar até a final e terminar 2018 de forma razoavelmente produtiva.

Já no campeonato brasileiro, confrontos difíceis e fora, como o Cruzeiro neste sábado, que costuma jogar forte dentro de casa, e o líder São Paulo a seguir. Contando com os clássicos, serão dez jogos em casa, sendo necessário vencer sete partidas das dezoito restantes. Não será impossível terminar o ano com o coração tranquilo no brasileiro e com uma mãozinha na taça da competição internacional, no mínimo.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @iseffc

1 Comments

Comentário