São Paulo 1 x 1 Fluminense (por Paulo-Roberto Andel)

Começamos até bem, mas o São Paulo marcou seu gol muito cedo, em mais uma bobeada da vazada defesa tricolor, e é claro que isso atrapalha as coisas, mas o Fluminense não chegou a ser pressionado nem sufocado. E nem precisou: criou suas próprias dificuldades, ora falhando no penúltimo toque, ora errando na marcação. Mas teve uma chance espetacular de empate aos 27 minutos, com Dourado cabeceando sozinho em cima do goleiro Renan Ribeiro.

Dali em diante, o Flu esteve mais efetivo no ataque, especialmente pelo lado esquerdo, até que aos 39 teve um lance incrível (com o jogo já parado) em três finalizações consecutivas contra o goleiro são-paulino. O empate não veio, mas deixou a impressão de que, com os ajustes do intervalo, o Fluminense poderia reagir de vez no placar. Richarlison, Wendel e Calazans foram incansáveis no primeiro tempo. Jovem Flu!

Na volta para a etapa final, toma lá, dá cá: falta na intermediária, Scarpa tocou, Wendel ajeitou e fuzilou o canto direito de Renan, num golaço daqueles que desafiam definições e enchem os corações de ânimo. E quase virou na sequência, em grande chute de Scarpa e nova intervenção do goleiro.

Calazans, machucado, cedeu lugar para o retorno de Welington Silva. A seguir, outra perda: Wendel, também contundido, saiu para a entrada de Marquinho: glup! Para finalizar, o cansadíssimo Scarpa por Renato.

Nos quinze minutos finais, o São Paulo assustou com um chute do jovem Lucas Fernandes – eles também têm um – por cima do travessão. As alterações colocarariam o Fluminense em situação defensiva, tentando garantir o empate, mas o mandante avançava e deixava espaços generosos de contragolpe, infelizmente não aproveitados. De toda forma, a reação depois do primeiro gol e a luta no segundo valeram a pena, afora o golaço de Wendel.

A vitória teria sido bem melhor, mas o empate ficou redondo para o Tricolor no Morumbi. Renovar o trabalho para pontuar diante de Chapecoense e Bahia, brigando pelo G4. Estou com o Walace: eu acredito na rapaziada.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @pauloandel

Imagem: rap/curvelo

4 Comments

  1. Bateu com o q escrevi no @Samba Tricolor de Coração
    sobre as subsituições gosto de opinar como faria, reproduzindo Perdemos o Wendel por contusão e cansaço, entrou Marquinhos, aff! perdemos o meio campo, agora é segurar o resultado. Botava o Mascarenhas no meio é mais técnico e garoto, corre mais.
    Saí Scarpa e entra Renato aos 36 do 2 tempo, enfraquecendo mais o meio campo, mais ñ temos jogadores para reposição, eu tentaria o Lucas no meio campo, pela habilidade e lançamentos. 4 pontos em 6…

  2. Dois pontos importantíssimos perdidos para um dos piores times do São Paulo de todos os tempos. Abel abdicou de qualquer chance de vitória ao colocar o zero à esquerda e o péssimo Renato no jogo.

    Parabéns aos “competentes” que bancaram a permanência do fraquíssimo (em todos os sentidos) zagueiro Henrique no clube.

    Se for para vender alguém, que seja o Scarpa, enquanto ele ainda tem mercado e valor. Não está jogando nada e não é por causa da contusão…

  3. Parabens Andel pelo livro Onde voce estava naquele inesquecivel gol de barriga[estava bebado pra caralho] Parabens Andel,Parabens Super Ezio,
    25.06.1995

Comentário