Santos 3 x 1 Fluminense: atuações (por Mauro Jácome)

MAURO-JÁCOME-PINCEL-600x476~2

Santos 3 x 1 Fluminense – ATUAÇÕES

Cavalieri

Falhou feio no primeiro gol. Na etapa inicial, ainda salvou em duas oportunidades. Na complementar, viu o Santos chegar com perigo várias vezes: conseguiu pegar algumas, a trave ajudou em outra. Esteve no nível do grupo.

Higor

Na lateral direita, não teve muita participação porque o Santos optou pelo outro lado. Com a saída do Victor Oliveira, foi transferido para a lateral esquerda. No restante do primeiro tempo, a marcação tricolor melhorou, o Santos diminuiu o ritmo e, assim, conseguiu levar até o final. No segundo tempo, o time paulista intensificou as subidas pelo seu lado e foi envolvido em diversas vezes. Como está improvisado, é preciso dar descontos, afinal, não tem culpa de ser obrigado a jogar onde não tem muita intimidade.

Gum e Marlon

A proteção dos jogos anteriores à zaga não aconteceu e tiveram muitas dificuldades. Quando o Santos descia com intensidade, tinham que se virar para impedir a conclusão. O pior é que o Peixe joga muito pelos lados do campo, o que dificulta o sistema defensivo. No final, até deram sorte de ter sido só três.

Victor Oliveira

Completamente perdido na marcação, foi envolvido em todas as investidas do Santos por ali. Saiu logo aos 28’1ºT. Chega dessa invencionice! Esse cara não tem a menor condição de jogar improvisado contra times que sabem jogar.

Robert

Entrou para fazer a ligação entre defesa e ataque. Prendeu em demasia num campo complicado para se carregar a bola, assim, teve dificuldades de chegar à frente. No fim, marcou um bonito gol. Falta-lhe, ainda, espírito competitivo.

Pierre

No primeiro tempo, estava desesperado com a quantidade de jogadores de camisa branca com liberdade na intermediária tricolor e cometeu muitas faltas. No segundo, com a maior participação dos demais na marcação, conseguiu proteger melhor a zaga.

Jean

Enquanto esteve no meio-campo, errou muitos passes e não conseguiu impedir o amplo domínio santista. Com a saída do Victor Oliveira, foi transferido para a lateral direita e sumiu de vez.

Gerson

A dispersão de sempre. Com a entrada de Robert, recuou para a função de segundo volante. Limitou-se a tocar para os lados e não se comprometer.

Marcos Junior

Escondido nas vezes em que o Fluminense chegou à frente. Esteve muito distante do meio-campo. Parecia desligado, o que não é o seu normal.

Lucas Gomes

Uma boa chance de cabeça. Só.

Osvaldo

A inutilidade de sempre. Não realizou uma única jogada no primeiro tempo. Saiu no intervalo. Não dá mais para esse cara.

Magno Alves

Entrou no lugar de Osvaldo para tentar dar mais efetividade ao ataque. Mais uma vez olhou, olhou, olhou e nada.

Wellington Paulista

Na maior parte do jogo, esteve escondido entre os zagueiros do Santos. Tentou chutes de média e longa distâncias, para aproveitar o campo molhado, no entanto, desperdiçou oportunidades de passar para um companheiro melhor colocado. Outro que não vem acrescentando em nada.

Eduardo Baptista

Com os desfalques importantes, o técnico tricolor resolveu improvisar em ambas as laterais: Higor Leite na direita e Victor Oliveira na esquerda. Dorival Junior conhecendo o potencial de seu time, velocidade e trocas rápidas de passes, colocou três em cima de Victor Oliveira. Com isso, o Santos deitou e rolou até a metade do primeiro tempo e abriu dois gols de frente. Além disso, envolvido, o Fluminense fez uma marcação frouxa na intermediária. A zaga, que esteve bem protegida contra o Grêmio, hoje estava exposta. Contra um time que toca bem, tinha que ter começado fechadinho. Além disso, não podia ter dado um gol de graça com foi no caso do primeiro. Displicência de Diego Cavalieri. Aos 28’1ºT, tirou o Victor Oliveira para tentar amenizar a tragédia e conseguiu diminuir o ritmo do jogo e até teve um pouco de posse de bola, no entanto, insuficiente para chegar ao gol de Vanderlei. 2 x 0 no primeiro tempo foi pouco. No segundo, até que o Fluminense teve coragem em tentar diminuir, mas atacava com poucos e estavam sempre em minoria. Mesmo assim, os atacantes perderam algumas oportunidades. 3 x 1 ficou de bom tamanho. Poderia ter sido pior.

Arbitragem (Sandro Meira Ricci)

Um errinho aqui, outro ali, mas, no saldo, teve uma arbitragem tranquila.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

CAPA O FLUMINENSE QUE EU VIVI AUTÓGRAFOS

2 Comments

  1. Alguém pode me explicar qual o mistério em relação ao Vinícius? Mistério, pelo menos, para mim. Por que o cara nem é relacionado? Bom de bola, recebe salário pra ficar no Rio enquanto o time entra em campo todo desfalcado e tendo que depender de W. Paulista e Magnata.

  2. O Marco Junior e o Gérson tem que aprender a cair menos, acho que é um pouco fruto da limitação física deles mas que irrita .. IRRITA.

Comentário