O Fluminense e o risco de uma década perdida (por Leonardo Maia)

CONFIRA O PODCAST DO PANORAMA.

Paulo Victor, Madson (Mayke), Emerson Santos, Vítor Hugo e Diogo Barbosa; Ramiro (Rodrigo Dourado), Cazares e Scarpa; Marinho, Uribe e Pedro Rocha.

Ou então outro, com meio e ataque todo gringo: Danilo Fernandes, Saravia, Bruno Mendez, Anderson Martins e Carlos Augusto; Piris da Motta, Ramón Martínez e Araos; Berrio, Trellez (Caicedo) e Rojas (o do São Paulo).

Em comum, são todos jogadores com no máximo três partidas no ano (alguns voltando de contusão, mas sem a certeza de aproveitamento no elenco – a fonte foi o o site Ogol).

Se quiserem subir o sarrafo para quatro ou cinco partidas, monta-se quase uma seleção (entram, então, Gabriel, Luan, zagueiro, etc). E há, ainda, várias apostas, de jogadores Sub-20 com passagem pelas seleções de base, nessa mesma situação, com bem poucos jogos ou até sem ter jogado no ano.

Além dos encostados ou sem clube: Rafael Galhardo, Calazans, Maicon Bolt, Denilson, Carlinhos…

Para esses, o ano acabou talvez sem sequer começar.

xxxxxxxxxx

A informação inicial é de que o Fred viria ganhando 500 mil/mês. A galera chiou, e aí disseram que será menos. Alguém acredita? Que o Fred vem para ganhar menos do que o Ganso, do que o Nenê? Difícil. É disso para cima. Se não 500 mil, 499.999,99.

Faço então a pergunta: tendo 500 a 600 mil pra botar em um jogador, mesmo que esse seja o Fred (não o antigo, mas o velho…), não valeria mais a pena propor uma divisão de salários com os clubes atuais de alguns desses jogadores aí acima, e pegar uns três ou quatro, pagando de 150 a 200 mil?

Eu tentaria Diogo Barbosa, Cazares e Marinho.

Ou Scarpa, Madson (ou Mayke) e Pedro Rocha (ou Rojas).

O time iria a campo com Marcos Felipe, NIno, Matheus Ferraz e Diogo Barbosa; Yuri, Yago, Cazares e Miguel; Marinho e Marcos Paulo (Evanilson).

Ao menos, tem cara de time.

xxxxxxxxxx

Só para deixar claro: não tenho nada contra o Fred. É um grande ídolo, não está em discussão. Mas é preciso ver as coisas como elas são. Vem de cair com um time que tinha Rodriguinho, Thiago Neves, Robinho… Com esses e mais o Fred, caíram. De resto, Fred sempre dependeu de um time que jogasse pra ele, e não terá nada perto disso. Teve Deco, Conca e Thiago Neves para municiá-lo. E agora?

Mesmo na Seleção não foi diferente. A Seleção jogava para o Neymar, não para ele, e assim destacou-se como o cone da Copa.

Ou seja, se o objetivo maior era e é a vinda do Fred, a montagem do elenco tinha de ter sido outra, totalmente diferente. Com jogadores jovens, e bons meias, e não volantes.

Por outro lado, se ele ama tanto assim o clube, e deseja vir encerrar a carreira no Flu, porque não faz como o Juninho Pernambucano e volta recebendo apenas um salário simbólico? Libera a grana que ganharia para contratações, para que se monte um time competitivo, e aí sim, a coisa passa a fazer sentido.

Mostrar um pouco de gratidão a quem lhe deu tanto não seria nada mal. E de fato me incomoda, por maior que seja o nome, que ele seja colocado acima do clube.

xxxxxxxxxx

Tenho essa regra de ouro de que quem quer, monta time. Com a camisa que tem, e a tradição que defende, o Tricolor só se apequena querendo. E, infelizmente, por razões nunca muito claras, tem sido essa a opção desde a saída da Unimed: tornar-se pequeno.

Não há o que justifique nenhum desses timecos inexpressivos, exangues, de 2014 para cá.

Sobretudo, no ano passado e nesse agora, a condição para montarmos bom time era (e ainda é) cristalina. Esse ano, na verdade, era pra termos um timaço (voltarei a isso na próxima resenha)!

O Flu caminha para mais uma década perdida, desde 2013 ou 14, para cá. É bom que o Mário abra o olho e reveja algumas posições suas em relação ao futebol.

Mais uma vez, como nos tempos em que ocupou a Vice do Futebol, não se mostra capaz de fazer sequer uma contratação razoável. E já são 10 contratados esse ano.

Quem se salva, ou mesmo se salvará? Yago? Araújo? Pacheco?

Sinceramente, acho pouco, e acho fracos (ao menos, até agora). A verdade é que ele atropela o (bom) scout do clube e contrata com o álbum de figurinhas na mão.

Com um orçamento de quase 300 milhões/ano, não se percebe bem qual a ideia para a montagem do time, que dirá para o desenhar de um elenco.

Caminha-se para armar um master obsoleto, decadente, vendendo mais à frente os poucos bons garotos que nos sobraram para mantê-lo.

Tem como dar certo?

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

4 Comments

  1. Fred virá por 500 mil mensais e não jogará esse ano. Ou ainda há alguém que ache que o futebol retornará antes do fim do ano?

    1. Sim, a tendência é essa. Mas, vai depender muito do que acontecer na Europa. Se os campeonatos por lá voltarem, vão querer retomar aqui também. Sabe-se lá em que quadro…

  2. Também nao aprovo a volta do Fred. Só vai servir pra manchar sua bela história no Flu. Temos Evanilson numa crescente e num futebol cada vez mais competitivo, nao é qualquer veterano que dará conta do recado. Fred é goleador? Com certeza, mas Careca e Claudio Adão também são e nem por isso ninguém quer contrata_los…parece que nem depois do fiasco com Ronaldinho Gaúcho MB aprendeu a lição.

    1. Poderia dar certo se o time/elenco tivesse sido pensado para essa desejada volta dele. Uma molecada para correr e dois BONS meias. Ao contrário, ele vem para jogar ao lado de Gilberto, Egídio, Henrique, Hudson, Ganso e Nenê… Aí, o problema passa a ser outro, talvez. Terão de barrar quase todos esses aí para dar dinamismo ao time. E aí, era uma vez o vestiário.

Comments are closed.