Resoluções para 2013 (por Gustavo Reguffe)

Neste final de 2012, o Flu impingiu à certo marasmo à imprensa esportiva ao conquistar o campeonato por antecipação. Estando encerrados os dois assuntos mais excitantes do ano, o Brasileirão e Avenida Brasil (!), o que nos resta agora são as especulações para 2013, e algumas também podem virar novela.

O colunista Artur Xexéo, salvo engano, diz que, na falta de assunto para uma coluna, a melhor coisa a se fazer é lançar mão de um provérbio chinês. Pois bem, rendendo-se ao inexorável, lá vai: “Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos”.

Tudo bem, não é lá muito profundo, mas acredito ser apropriado para o momento. O que foi o ano de 2012 para nós, tricolores, senão fruto de um planejamento que vem se aperfeiçoando a cada ano? De uns cinco anos pra cá, os títulos têm sido mais frequentes, a participação na Libertadores mais constante e a marca Fluminense, cada vez mais poderosa.

O desafio agora é dar continuidade a esse trabalho; como falei acima, as especulações para a nova temporada começaram mais cedo esse ano. Um dos assuntos mais comentados, sem dúvida, é a possibilidade de um ou dois reforços para o meio de campo e ataque, sobretudo pelo peso dos nomes até agora repercutidos na imprensa: Conca, Ronaldinho Gaúcho, Montillo e até mesmo Kaká.

Pelo noticiário recente acredito ser difícil a contratação dos dois primeiros. Enfim, sobre esse assunto, já revelei aqui minhas preferências mas acho que se deve priorizar o que for mais viável para o clube, em todos os sentidos. Que se analise, portanto, em cada caso, o desempenho tático e técnico, profissionalismo, trabalho em equipe, viabilidade financeira e tudo o mais. E só então, de maneira sensata, sem desvarios, tomar uma decisão rápida e objetiva.

Outra “sementinha” que, acredito, devemos plantar, é o investimento em um zagueiro técnico e experiente. Teremos competições importantes pela frente e, inexplicavelmente, nossa comissão técnica parece não identificar tal carência. Insisto em bater na mesma tecla; desde a saída do Monstro Tiago Silva, não tivemos ali outro jogador de nível de seleção brasileira.

São assuntos importantes mas, felizmente, no capítulo “especulações que podem virar novela”, nossa temática é bem leve, tipo “Sessão da Tarde”. Diferentemente de outras equipes, cujos gêneros variam de comédia a policial, passando pelo drama…


Gustavo Reguffe

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Contato: Vitor Franklin

3 Comments

  1. Só atingiremos a performance desejada a partir do momento que conseguirmos sair jogando com excelência lá de trás.

  2. É isso mesmo. Entendo que precisamos acima de tudo e um jogador de meio campo, que saiba construir jogadas de ataque de qualidade e que seja um líder em campo. Se conseguirmos esse homem o time crescerá muito. Um bom nome é o Montillo.

  3. É isso aí, amigos, fazendo esses pequenos ajustes acho que teremos mais um ano promissor pela frente.

    Abraços

Comentário