Perdemos: um dia iria acontecer (por Marcus Vinicius Caldeira)

Infelizmente, ontem perdemos nossa invencibilidade no campeonato brasileiro ao sermos derrotados pelo bom time do Grêmio, no Olímpico. Óbvio que estamos chateados, afinal, ninguém gosta de ver seu time perder mas, sinceramente, não é para nenhum desespero ou decepção. Em 12 jogos é a primeira derrota. Se mantivermos esta performance, ou até um pouco menos, seremos campeões.Diante dos desfalques de Deco e Jean, Abel colocou o time ontem num 3-5-2 com Eusébio, Gum e Anderson na zaga e Fábio Braga e Edinho como volantes. No ataque, apenas Thiago Neves, Fred e Nem. Defensivista ao extremo? No começo tinha minhas dúvidas, pois entendia que era um bom sistema para liberar o ofensivo lateral Wallace e também o Carletto. Se fosse assim, o esquema até que não seria ruim. Com forte marcação e laterais liberados para subirem, o esquema poderia ser bom e dar resultado.Mas o fato é que, apesar do Wallace ter tentado ir ao ataque para ajudar os homens de frente, não foi o suficiente e o esquema realmente acabou se mostrando defensivista demais, donde criamos muito pouca coisa no ataque, embora eu tenha achado o primeiro tempo do time bom. Muita marcação, pegada, mas na saída para os contra-ataques houve muitos erros de passe e pouca gente no ataque contra mais gente deles na defesa. De concreto, uma cabeçada de Fred e um bate e rebate no começo na área onde Gum quase marcou. Em contrapartida, também não fomos muito pressionados no primeiro tempo.

O começo do segundo tempo é que foi sofrível mais uma vez, como havia sido contra a Ponte. O time recuou demais, embora continuasse marcando muito forte e roubando bem as bolas. Mas a transição para o ataque continuava ruim, principalmente porque Thiago Neves continua não jogando nem a metade do que pode jogar.

Porém, o triste é que o perdemos o jogo num lance de bola parada, onde um time que está cascudo e concentrado como o nosso deu um mole incrível. Ninguém cercou a bola e muitos se preparavam para a armação da barreira dando as costas para a jogada. Foi fatal! Toque para direita, defesa desarrumada e cruzamento para que no fim, Kleber empurrasse para dentro. É inadmissível tomar um gol assim!

Que este lance sirva de lição. Foi um gol bobo demais para um time que até então se mostrara cascudo e concentrado a todo momento e que almeja o topo.

Depois do gol, Abel desfez o esquema e colocou Wagner e Sóbis nos lugares de Gum e Edinho e depois Rafael Moura no lugar de Nem. Mas, já era tarde demais e tudo muito no desespero.

Não jogamos bem, é verdade. O esquema foi defensivista demais e se mostrou ineficiente. Perdemos. Não vou praticar a covardia do senso comum de culpar o treinador pela derrota, até porque ele já nos deu muitas vitórias. Era um jogo que podíamos perder. Insisto que se mantivermos esta performance de 7 vitórias, 4 empates e uma derrota a cada 12 jogos, ou até uma performance um pouco pior, seremos campeões.

Não há o que desesperar. Não há o que lamentar. Todos ao Engenhão, domingo.

Primeira finalíssima!

Marcus Vinicius Caldeira

@mvinicaldeira

Imagem: globoesporte.com

 

8 Comments

  1. Parabéns pelo texto! Realmente é ruim perder e estávamos desacostumados… ainda bem que foi agora. Você disse tudo “Não jogamos bem…” “O esquema foi defensivista demais e se mostrou ineficiente” e completou perfeitamente “Não vou praticar a covardia do senso comum de culpar o treinador pela derrota, até porque ele já nos deu muitas vitórias.” Acho que TODO TRICOLOR deveria neste momento avaliar essa verdade “Insisto que se mantivermos esta performance de 7 vitórias, 4 empates e uma derrota a cada 12 jogos, ou até uma performance um pouco pior, seremos campeões”. Por fim é hora do TRICOLOR acordar e comparecer em massa aos jogos. ST!

  2. concordo com o texto 100%. fico triste em vêr pelas redes o tanto de tricolores que culpam o Abel por tudo e nāo se permitem analisar o que o nosso treinador já fez e está fazendo positivamente com o Flu.

  3. Parabéns pelo post Caldeira, é isso não jogamos bem e como analisou fiz o mesmo, o esquema fez efeito no primeiro tempo e Wallace jogou bem, apesar da distância que o Nem estava para ele.
    Enfim, todos no Domingo no Engenhão.
    Abs

  4. Saudações Marcus,

    Foi o jogo da improdutividade contra a… improdutividade. Ruim demais da conta.
    Infelizmente a improdutividade do grêmio foi mais eficiente e nos custou três pontos, que como você colocou uma hora aconteceria, menos mal que foi agora.
    Com a formação que entramos em campo, tenho a certeza que Abel buscava exclusivamente o empate. Não me lembro de em outros jogos termos entrado com essa formação, daí minha certeza. 0 x 0 estava bom para o nosso treinador. E pelo nível do futebol apresentado seria justíssimo esse placar.

    Abel levou 70 minutos para perceber que não estava funcionando e quando, mais uma vez, tentou alguma coisa não tinha mais conserto.

    Que fique claro que, com o nível “espetacular” do futebol apresentado por ambas as equipes o gol poderia acontecer a qualquer momento para qualquer um dos lados, bastava alguém falhar. Falhamos nós, venceu o grêmio.

    STRI.

  5. Caldeira, concordo com sua visão, perder um jogo é normal, até demorou a acontecer. O problema de ontem é que o Fluminense tem o elenco muito superior ao Grémio e não pode jogar recuado contra time nenhum. Foi só encontrar um atacante minimamente competente para levarmos um gol, depois uma defesa melhor organizada para impedir um gol nosso.
    Concordo que seremos campeões mantendo o nível de resultados, mas até agora o Grémio foi o segundo adversário forte que enfrentamos, o outro foi o Inter (empatamos). O Flu tem que acordar, se fizer esse joguinho de ontem contra Altético-MG e Vasco, perde novamente. Ainda tem todo o segundo turno, Corinthians e Santos estão de volta.
    O futebol apresentado pelo Fluminense é ruim, a derrota de ontem pode ter sido a primeira de muitas!

    S.T

  6. Boa tarde a todos. O esquema realmente não funcionou, mas não acredito que o esquema não era pra empatar. Sem Deco e Jean, o toque de bola perde muito no meio. Acredito que ele tentou os 3 zagueiros para liberar os laterais, principalmente o Wallace, mas, não deu certo.

    O que me deixou mais p… da vida ontem foi a desatenção na hora da cobrança que originou o gol. Nem em pelada, isto ocorre!

    1. Ooooops, que escorregada: “não acreedito que o esquema tenha sido para empatar”. Agora sim, faz sentido! Rsrsrs

      1. Marcus,

        Carletto é ruim demais, Wallace ainda é promessa. Se a intenção do Abel era liberar os dois errou feio.

        Quanto ao Wallace, vamos com calma. O garoto é bom? É. Já fez uma partida boa, mas como disse ainda é promessa, ainda não dá para confiar. E muitos holofotes podem acabar estragando o garoto. Vide W.Nem que ultimamente ainda esquecendo do futebol que sabe jogar e está mais preocupado em ser “gênio”.

        Mas parece que pelo andar da carruagem as coisas irão se ajeitar:
        – Uma hora perderíamos, não foi de forma digna, mas aconteceu.
        – Uma hora o Edinho sairia e aconteceu.
        – Uma hora o Anderson sairia e aconteceu.

        Agora:
        Resta o Abel virar macho.

        Domingo é dia de leste superior.

        PS.: Falar em Abel, alguém sabe a droga que o cara usa? Estou precisando de uma dose. Estava vendo um vídeo da entrevista dele pós-jogo e vou te falar, o bagulho é bom

        STRI.

Comments are closed.