A paciência acabou, Diniz! (por Aloísio Senra)

Tricolores de sangue grená, por muito tempo tivemos que aturar as teimosias de Abel Braga, que acabavam culminando com derrotas, desclassificações e, eventualmente, a sua saída do clube.Eis que Fernando Diniz, o treinador do Tiki-Taka, do jogo bonito de pé em pé, começa a assumir ares de Abelão com sua teimosia em manter jogadores que, claramente, não têm condições de serem titulares. Se é verdade que a roubalheira absurda contra o Goiás nos impediu de obter três pontos em casa, e é fato que vencer o Santos na Vila é para poucos, é correto afirmar que o pênalti perdido por Luciano no Maracanã e o gol feito também chutado por ele pra fora na Vila Belmiro fizeram toda a diferença no placar, bem como é impossível não atribuir a culpa nos gols tomados pelo Fluminense em Santos a Bruno Silva. Pedro já voltou, Allan é mais eficiente como segundo volante. O que falta para esses dois jogadores serem sacados do time? A paciência acabou, Diniz!

Não se pode entrar com três volantes jogando em casa. Você tem o Léo Artur, que o coloque para jogar enquanto Ganso não volta! E essa lateral esquerda? Vai ficar eternamente subaproveitando o Caio Henrique? Ou Mascarenhas volta ou tragam alguém logo pra esse setor, nem que tenha que subir um garoto da base. Estamos jogando abaixo do nosso pleno potencial, e isso é péssimo. Penúltima colocação após duas rodadas jogadas é algo inadmissível. Neste domingo teremos o Grêmio no Sul. Os caras virão com reservas. É hora de escalar esse time direito, com Léo Artur e Pedro, tirando Bruno Silva e Luciano da equipe. Se isso continuar, você vai jogar todo o seu bom trabalho por terra. Seja humilde, ouça a torcida. Ela sempre tem razão. E ela quer que você escale, para essa partida, Rodolfo, Gilberto, Nino, Matheus Ferraz, Mascarenhas, Caio Henrique, Allan, Léo Artur, Everaldo, Pedro e Yony González. Satisfaça a torcida, e ela vai te apoiar, mesmo nas más, mesmo em caso de derrota.

Após esta partida você terá a semana livre, Diniz. Claro que eles precisam de folga, mas é necessário trabalhar deficiências também, porque a sequência só nos traz pedreiras. Teremos um perigoso clássico contra o Botafogo no sábado que vem, e depois duas partidas consecutivas contra o Cruzeiro, ambas no Maracanã, uma sendo o jogo da ida das oitavas da Copa do Brasil (sim, sorteio maldito) e a outra válida pela 5ª rodada do Brasileirão. O Cruzeiro é uma das melhores equipes do Brasil na atualidade. Eles têm Fábio, Dedé, Egídio, Jadson, Thiago Neves e… Fred. Além de toda a dificuldade, ainda vamos ter que jogar contra o Frederico e torcer pra não levarmos gol dele. Será realmente uma prova de fogo para as nossas pretensões no ano. Se não tivermos condições de enfrentar o Cruzeiro e, pelo menos, realizar duelos equilibrados, teremos a certeza de que vamos sofrer o resto do ano. Para tal, nosso técnico terá que colaborar. À torcida resta lotar as partidas em casa e empurrar o time. É o nosso papel. Temos que fazê-lo bem.

O que joga a nosso favor é a história. O Fluminense quase sempre se dá melhor contra o Cruzeiro, ainda que Mano Menezes seja um treinador copeiro. Também costumamos surpreender quando ninguém acredita em nós, e não somos favoritos nesse confronto. Porém, acreditar na mística e no peso da camisa não pode ser nossa única motivação. O time precisa sair desse marasmo e voltar a jogar bem. Terá as partidas contra Grêmio e Botafogo para mostrar serviço, e esperamos que cheguemos à quinta rodada com seis pontos. Menos que isso já nos colocará numa situação bastante desconfortável logo no início da competição. Sabemos como a mídia reagirá a isso. Enfatizarão nossa colocação na zona de rebaixamento (ou próxima a ela), encherão o treinador de perguntas enviesadas durante as entrevistas coletivas, valorizarão charges nos sacaneando… o de sempre. Que façamos o papel de time gigante que somos e evitemos, pois, essa situação. Vamos pra cima!
A
Curtas:

– Guilherme chegou. Mais uma opção para a meia ofensiva. Menos um motivo para escalar três volantes.

– João Pedro e Marcos Paulo estão sendo subutilizados. Precisam receber mais chances, pois têm qualidade. Só vão se habituar a jogar nos profissionais… jogando.

– O VAR nos assaltou contra o Goiás de uma maneira que eu jamais havia visto. Contra o Santos, nem houve consulta ao VAR no lance do suposto pênalti (não achei que houve). Até quando vamos aguentar calados? Notinha oficial não resolve nada!

– Pedro voltou com tudo, metendo a bola na rede na única chance que teve. Não pode ser reserva de jeito nenhum.

– Palpites para as próximas partidas: Grêmio 0 x 2 Fluminense; Fluminense 2 x 1 Botafogo.

O TRICOLOR – informação relevante.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

2 Comments

  1. Super de acordo com essa escalação: banco para Luciano e Bruno Silva.

    Para mim, João Pedro (e não Yoni) é reserva de Pedro. E meninos como Marcos Paulo e Zé Ricardo devem ser testados em jogos.

    Abraços!!!

  2. Concordo em parte. Bruno e Luciano e acrescento Airton não nos servem.
    Caio Henrique ok.
    Ninguém mais nos teme. A responsabilidade é das diretorias incapazes e . ..
    Tenho 80 anos e nasci no Flu. Vejo jogos desde 1946.
    Time atual é dos piores já vistos por mim.
    Paro por aqui antes q ofenda esses dirigentes incompetentes.

Comments are closed.