Obrigado aos idiotas… (por Paulo-Roberto Andel)

… da imprensa esportiva!

Graças à esquizofrenia de parte da imprensa esportiva contra a liderança do Fluminense – justificada por mesquinhos interesses econômicos – e comprada com rigor por torcedores de intelectualidade limitada, o caos reinou nos últimos dias em estúdios, redações e mídias diversas.

O que conseguiram com isso?

Unir a torcida tricolor para preparar a festa inesquecível de logo mais.

Não confundamos os bons jornalistas com os verdadeiros esgotos da imprensa e seus lacaios. Houve quem tivesse bom-senso neste período, ainda que não constituísse a maioria.

Os cães ladraram. A caravana do Fluminense segue seu caminho hoje.

Basta um a zero.

Basta ter de novo nove pontos à frente, forçando o rival a ter que vencer seu próximo jogo de qualquer maneira, justamente contra quem sempre entregou mas agora não pode por conta da matemática.

O “timinho” de 1951 abriu caminho para o título mundial de 1952 com várias vitórias magras.

Uma vitória simples logo mais e os estúdios ficarão aterrorizados.

Olho no Coritiba, mas também olho no Atlético. Engana-se quem pensa que não devemos atentar para as duas frentes: o Coritiba é o respeitável adversário de hoje, o foco de logo mais; o Atlético é o adversário de todo o resto do campeonato, ao lado do exército da mediocridade que lhe apoia essa choradeira constrangedora .

Hoje vamos gritar e cantar como nunca.

Hoje vamos mostrar a nossa força que nunca se cala, nem diante da ditadura contra faixas.

Hoje o neofascismo de parte dos jornais vai ter que se curvar às cores do Fluminense.

Mexeram no vespeiro errado. Tentaram humilhar de forma torpe, insana e imbecil a torcida apaixonada do time que ditou os paradigmas do futebol brasileiro.

Ela vai berrar e cantar por um continente inteiro.

Isso vai dar repercussão.

Humildade, tenho de sobra. Agora, não me peçam cautela quanto à confiança nessa vitória de logo mais.

Depois de trinta e quatro anos nas arquibancadas, não tenho como não acreditar numa vitória do Fluminense esta noite – quanto mais esse Fluminense que aí está, monumental, oceânico. Só descreem de nós os que pecam pela ignorância profunda. Basta ler ou, ao menos, ver a história. Não estou aqui para ter medo. Desde criança, meu time sempre foi um sinônimo de tradição, luta, garra, amor e vitória. Não tenho medo. Muitos torcem para times grandes: o meu é gigante.

Tirem-me das arquibancadas caso eu tenha perdido essa confiança.

Caso suceda isso, é porque morri.

Então enterrem meu coração em Álvaro Chaves.

 

Paulo-Roberto Andel

Panorama Tricolor/ FluNews

@PanoramaTri @pauloandel

Contato: Vitor Franklin

 

7 Comments

  1. Paulo, muito obrigado pelo texto.

    que nosso grito preencha a noite carioca!

    abs e ST

    luciano

  2. Não podemos esquecer que todo movimento de manipulação das massas geralmente começa de maneira tola(aos olhos dos tolos e menos avisado) e levaram a mesma massa ao ódio e a agressividade.Sendo assim,a mesma midia que diz ser contra a violência são os mesmo que a incentiva levando de maneira sistemática contra o Fluminense sem respeitar a tradição do clube e de seus torcedores.ST

  3. Ganhamos. Agora eles que corram atrás. E os babacas do Sportv devem estar se rasgando de raiva. kkkkkkkk. Seremos campeões. Sds Tricolores….

  4. Paulo, excelente. Parabéns! Escrevo sabendo o resultado. E foi o que você profetizou. Por outro lado, tudo em excesso tende a cair em descrédito. Muitos dos que contribuíram com o nhém-nhém-nhém, cara-de-paumente, mudaram o discurso e combatem o monstro criado.

Comments are closed.