O trava-língua (por Rods)

trava_linguas

Trotsky, Kandinsky, Tchaikovsky, Kaspersky, Kubrusly… Maurício Kubrusly? Não! Dubrisky… Hein? Drubiscky! Ricardo Drubscky. Ufa! É esse o nome do novo técnico do Fluminense. É difícil, mas com calma a gente consegue falar sem tropeçar. Aliás, aposto que muitos se sentiram falando aquele “trava-língua” dos tigres.

Três tigres tristes para três pratos de trigo.

Três pratos de trigo para três tigres tristes.

Enfim, a essa altura do campeonato você já viu todas (ou quase todas) as piadas com o nome da novidade tricolor. Mais uma, agora. Também já deve ter visto sua ficha técnica completa, com os times treinados, sucessos – incluindo a classificação do Goiás em cima de nós, na Copa Sul-Americana do ano passado –, fracassos e demissões.

Obviamente, não é um nome de muito brilho. Mas encarou a forte resistência contra seu nome, mesmo antes de pousar no Rio de Janeiro. Ou seja, peito ele tem. Também mostrou que fez o dever de casa ao citar o Telê em sua entrevista coletiva.

O que não bateu mesmo foi a desculpa financeira dada por Peter Siemsen. Sim, o Drubscky receberá um salário menor que o de Cristóvão. Sim, nosso orçamento atual é enxutíssimo. Mas se era pra ser assim, faço coro com meus amigos de Panorama: por que não promover o Marcão? Ou mesmo trazer o Duílio ou repatriar o Josué Teixeira? Seria possível escrever um parágrafo inteiro listando suas competências e os porquês de serem melhores opções.

A verdade é que a diretoria se perde um pouco mais a cada dia e o poder que conquistou com a saída da Unimed aos poucos se direciona para outras mãos. Fica o recado para os entendedores entenderem.

Mas voltando ao Drubscky, talvez o treinador de nome difícil, tenha encontrado o lugar para provar que futebol é fácil. É o sexto nome em dois anos, mas quem sabe seja o definitivo? Ele já está lá, então vamos apoiá-lo e sem travas!

—–

Colar de pérolas

No último fim de semana, faleceu minha tia-avó, a última representante daquela geração da família. Como não casou, ficou muito próxima de nós e era praticamente uma segunda avó. Muito querida, muito amada e não media esforços por ninguém. Combatia, especialmente, casos de injustiça. Quando eu tinha cerca de 6 ou 7 anos, fiquei maravilhado com um dos pequenos gestos de carinho que lhe eram comuns. Sorri e disse que ela merecia um colar de pérolas e prometi que lhe daria quando pudesse.

Passou o tempo e seu carinho seguiu presente. Preocupava-se e sempre perguntava se alguém precisava de algo. Não se importava muito com futebol, mas torcia pelo Fluminense, mesmo sendo paulistana, porque as vitórias tricolores me fariam feliz. Curtia todos meus posts do Panorama, sem mesmo ler, porque eu que tinha escrito. Foi assim comigo e com todos da família até o último dos seus dias.

Chegou sua hora de partir, como chega para todos nós e a verdade é que sua morte foi libertadora. O colar eu nunca pude dar. Mas espero que meu amor eterno brilhe mais que pérolas com você, onde estiver. Te amo e nunca te esquecerei.

Amigos tricolores, tudo na vida é finito. Aproveitem o hoje com os seus e nunca deixem de mostrar o amor e a amizade que sentem, pois, de repente, não existe mais um amanhã.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @Rods_C

Imagem: mensagenscomamor.com

#SejasóciodoFlu

capas o espirito da copa + cartas do tetra 02 2015

9 Comments

  1. Que sua tia avó siga bem no novo caminho.

    Detalhe, a eliminação foi pela sulamericana……pela copa do brasil foi o america RN.

    ST

    1. Muito obrigado, Carlos!

      Verdade, caímos fatidicamente para o América de Natal, apenas para sermos desclassificados pelo Goiás. Vou modificar no texto.

      Um abraço e ST!

  2. O nome já aprendemos… Estou curioso no grito do torcida no início do jogo… Sentimentos pela perda… Belas palavras. Devemos aproveitar o hoje sempre!

  3. voce comment =>ar e “Enfim, a essa altura do campeonato você já viu todas (ou quase todas) as piadas com o nome da novidade tricolor. Mais uma, agora. Também já deve ter visto sua ficha técnica completa, com os times treinados, sucessos – incluindo a classificação do Goiás em cima de nós, na Copa Sul-Americana do ano passado –, fracassos e demissões. ” <== sim ea mas e jogador ganhar ou vitora.. sm.. Copa Sul..

  4. Sobre o Estranhovsky:
    torçamos para que tenha sucesso no Fluminense.

    Sobre a sua tia-avó:
    Como já disse, ela teve uma pérola de sobrinho e nenhuma jóia seria tão valiosa quanto o amor dedicado em vida. Isso, com certeza vc fez muito bem.

    Sobre a finitude da vida:
    O amanhã realmente não nos pertence e quero registrar mais uma vez o meu carinho e dizer quanto vcs, amigos de Panorama Tricolor, tem somado em minha existência .

    Lindo texto,
    Pa-ra-béns!

    1. Pois é, Erica, agora só podemos torcer que dê certo.

      No mais, muito obrigado, de coração.

      Bjo e ST!

  5. Grande Rods, meus pêsames pela sua amada Tia-Avó. Com certeza ela deve estar curtindo também esse seu texto, sendo que esse ela leu.

Comments are closed.