O Fluminense em riste (por Daniele Brandão)

Virada de turno, início de semestre.

O passado foi mais turbulento do que se esperava… Mesmo assim é necessário lidar com as dores.

De que maneira?

Não tenho muita certeza se é possível aprender algo com experiências ruins – ainda estou tentando descobrir, e tem sido trabalhoso. E nem acho que exista alguma fórmula padrão para isso.

Mas quem é acolhido no sofrimento consegue ir mais longe. Desertos são mais fáceis de atravessar quando se está acompanhado, não é? A caminhada se torna menos penosa.

Para Abel, as energias sinceras desta elementa que talvez nunca saiba lidar com perdas.

******

É hora de renovar as esperanças ou reativá-las, depende da sua forma de ver o jogo.

Estamos juntos nessa mais uma vez; eu apenas observando de longe, admirando a expressão das paixões alheias enquanto reinvento as minhas.

É aí que busco a inspiração tão necessária para tantas coisas na vida.

Começou outro ciclo.

Que venha o melhor para o Flu – e para todos nós.

Saudações Tricolores!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @FluminenseDNL

Imagem: Dan

1 Comments

  1. E este sentimento que estou sentindo tambem, com muita esperança que o time se encaixe como no inicio do trabalhos de Abel. Temos o exemplo do Corintians, que sem contratar nenhum craque famoso, simplesmente o time se encaixou, não teve muitas contusões e faz um bela campanha. Nós temos tudo para isso, é só repetir o inicio avassalador, desfeito por muitas contusões graves, e olhe que nem contávamos com o Wendell nem o Richarllison.. Tenho muita fé nesses dois jovens que estão chegando.
    ST

Comentário