Não merece (por Ise Cavalieri)

Como diria a música, “Um sonho a mais não faz mal”, mas será que algum torcedor ainda acredita na vaga da Libertadores?

Por mais dura que seja, a verdade é que não merecemos essa vaga.

Nos jogos contra times tecnicamente mais fáceis, o Fluminense parece fazer questão de dificultar as coisas e entregar pontos cruciais.

Competir com esse time que oscila o tempo inteiro, além da falta de comprometimento, é pedir para passar vergonha.

É triste demais ver que o ano passou e nada foi aprendido. A postura do time continuou a mesma, apenas o modo de jogar foi que mudou um pouco por conta do comando de Cristovão (que, por acaso, vacilou várias vezes, com substituições bizarras), mas a panela continua e os jogadores não estão nem aí.

E ainda mais triste é ver times como o Cruzeiro, por exemplo, estar sempre no topo e em finais importantes – embora dessa vez, na Copa do Brasil, tenha jogado feito o Fluminense, totalmente sem vontade…-, garantidos na Libertadores e campeões mais uma vez do Brasileirão, enquanto o Fluminense começa o campeonato com todo o gás e na oportunidade de alcançar o topo, dá mole, desce a ladeira e termina o ano mais uma vez no zero.

O problema do clube é sempre agir como uma colônia de férias. Na época em que tentavam subir na carreira, certamente esses jogadores deveriam treinar em um sol de 40 graus e em terreno quase baldio. Entram no Flu, jogam como e quando querem, continuam recebendo o salário, recebem folga e passam a semana fazendo meio treino. Desse jeito nem o mais competente técnico dá jeito…

Fomos campeões em 2012, mas quase caímos em 2013 e, se não disputamos a série B esse ano, não foi por nós e sim por erro de terceiros. Infelizmente, por vezes dependemos de algum time, seja nesse caso ou na espera por vagas em competições. Até quando isso?

E até quando veremos declarações de desculpas esfarrapadas de jogadores, comissão técnica e até mesmo a diretoria? Que tanta dificuldade foi essa?

O susto do ano passado parece mesmo não ter surtido efeito…

Muito falaram, mas pouco fizeram nesses 12 meses.

O ano de 2014 já deu, que comecem a barca (onde metade do time está na corda bamba) e reformulem tudo para 2015. Laterais, volantes, ataque… SERIEDADE VONTADE e RESPEITO.

Não repitamos pela milésima vez os mesmos erros.

E mesmo que essa improvável vaga à Libertadores venha, disputá-la com essa panela de lentidão, desinteresse, falta de profissionalismo e vaidade é suicídio.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @isefinato

Imagem: google

O ENGENHEIRO E A ESFINGE 19 11 2014

3 Comments

  1. A questão Ise, não foi falta de interesse, foi falta de dinheiro assim como deixou bem claro o Wagner, segundo ele em 2012 as coisas deram certo, salários e bichos eram pagos sem nas datas certas, ou seja essa declaração do Wagner me faz lembrar da declaração do Vampeta quando jogava no flamengo, “fingem que nos pagam e fingimos que jogamos” se o fluminense nao tivesse atrazado salarios e bichos certamente eles teriam se empenhado mais e a libertadores estaria em nossas mãos. Mercenarios é…

  2. Espero q vcs do Panorama tengam alternativas, e já procurem um candidato para reconstruirno clube no fim do ano, pq o Peter e sua gangue vão terminar o q começaram faz 3 anos, destruir tudo o q foi construido, temos d reformular sim, mas começando por esse arremedo de presidente e seus vices, e ñ defendam esse bosta do Cristovão bosta, ele ñ deu padrão ao time o time éum bando e ñ coloqyem a culpa no Fred, basta lembrar o show d bola q levamos do Vitória no 1o turno do brasileiro

  3. O problema do Fluminense é falta de comando no Departamento de Futebol, pois ficamos reféns de alguns jogadores. Evidentemente que ocorreram problemas que não conheço, pois não vivo lá dentro. Mas, mesmo com problemas, se houvesse um comando forte, no mínimo estaríamos na Libertadores. ST

Comentário