Modus Operandi (por Sergio Trigo)

sergio trigo green-1

“Futebol é um esporte que se ganha até mesmo dentro de campo”.

Manoel Scwhartz

Prezados amigos, saudações tricolores!

Assim como em várias outras oportunidades, fomos mais uma vez prejudicados pelos apitadores. Dessa vez, pelos apitadores e pelos “teleapitadores”, aqueles que o fazem pela televisão. Fato.

Assim como em várias outras oportunidades, fomos mais uma vez prejudicados pelos nossos. Por aqueles que tomam as decisões nas Laranjeiras. Em tudo o que cercou o Fla-Flu, o fatídico Fla-Flu da última quinta-feira, nos portamos de maneira equivocada. Não é preciso repetir aqui.

A caricata trapalhada protagonizada pela arbitragem serviu somente para ilustrar em cores vivas o modus operandi daqueles que comandam o futebol brasileiro, mas também daqueles que comandam o Fluminense.

E assim será até que as Laranjeiras entendam o que quer dizer “defesa institucional”. Não, não se trata de espernear depois de cada jogo em que formos prejudicados. Estamos fazendo isso quarta e domingo, percebem?

Vez por outra, bravatas são ouvidas aqui e ali, mas sabemos que nada se concretizará. Tem sido assim há bastante tempo. Não há porque acreditar. Na quinta, era tirar o time de campo e ver a merda que daria depois. Não fizemos. Talvez porque não houvesse por lá ninguém com autoridade suficiente para determinar a retirada. Ainda que plenamente justificável a ausência do presidente em função de problemas pessoais, onde estavam os outros tantos dirigentes do clube? Ou teria sido por sabermos que não teríamos forças para cuidar do que viria depois?

Também não se trata de ameaçar recorrer do erro de direito na justiça desportiva. Não é nada disso. É antes. É cuidar para que não ocorra. É rever o modo pelo qual o clube se faz representar (?) junto às entidades que comandam o futebol nacional. É repensar o posicionamento do clube perante à imprensa. É cuidar da imagem da instituição. O Fluminense precisa estar atento aos detalhes. A maldade mora nos detalhes.

Chega desse Fluminense sem pulso, sem força, sem voz. Chega desse Fluminense que toma sempre as mesmas decisões equivocadas e depois reclama dos resultados. Chega desse Fluminense que é prejudicado a todo tempo e não age para evitar que isso volte a ocorrer. Chega. Ninguém aguenta mais.

A frase no alto do texto pode ser lida de várias formas. Sugiro que a levemos um pouco mais a sério. Scwhartz tinha razão.

Ou muda, ou morre…

Saudações Tricolores!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @S_Trigo

Imagem: St

===

Se preferir, entre em contato por meio do endereço eletrônico strigo@globo.com, twitter (@S_Trigo) ou facebook.

===

P.S.: Se você, assim como eu, tem o hábito de guardar os ingressos de partidas do Fluminense, entre em contato comigo. Possuo uma coleção de ingressos de mais de mil partidas do nosso Tricolor e tenho interesse em trocar ou adquirir aqueles que ainda não possuo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres