Magno Alves, Levir e Dryworld (por Erica Matos)

erica matos

Tivemos uma semana de notícias quentes e de futebol estranho.

O jogo de quarta-feira foi feio de se ver, apesar do resultado positivo. O melhor da semana foi ver Magno Alves bater mais um recorde com a camisa do Fluminense. No ano passado já tinha se tornado o jogador mais velho a marcar um gol na história do clube. Nesta semana, bateu o recorde como o atleta com mais idade a entrar em campo pelo Tricolor. Vejo garra, vontade e persistência no Magno. É a história reverenciando quem faz história.

Sexta, tivemos a notícia da chegada de Levir Culpi. Depois do “piti” de Cuca, que ficou estressadinho pelo fato do clube estar tentando negociação com dois treinadores, o clube acabou acertando com o ex-técnico do Galo. Aliás, acertar com um técnico é o que o Fluminense precisa desde a saída de Abel Braga. Desde 2013, nada se concretizou e a dança dos técnicos foi um samba do crioulo doido.

Desejo que Levir acerte conosco e faça valer a maravilhosa chance de dirigir o tricolor carioca.

Também tivemos também o lançamento do uniforme Dryworld. Chato foi ver a maneira com que a festa foi formatada. Acredito que um de lançamento de novo uniforme no Salão Nobre do clube deveria ser aberto no mínimos aos sócios contribuintes. A diretoria e o marketing parecem esquecer que o sócio tem inúmeros motivos para deixar o plano com o Flu. E soltou uma nota no site, que tentava consolar o sócio, dizendo que, apesar do evento ser fechado, não deveria haver preocupação, pois as redes sociais iriam registrar cada detalhe – o que não é suficiente para um contribuinte do clube.

Apesar dos pesares, temos uniforme novo, técnico novo e componente novo na diretoria. Esperamos que acertem e que honrem cada milímetro das três cores que traduzem tradição.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @ericamatos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres