Londrina 2 x 0 Fluminense (por Leandro Capela)

Sou daqueles que nunca fica satisfeito com derrota nenhuma. Nem mesmo em torneios tidos como de menor expressão, como a Primeira Liga. Há quem trate a competição como um bode no meio da sala. Não penso assim, apesar de não morrer de amores por essa copa. Perder para times menores não é nada trivial e não podemos admitir sob hipótese alguma, caso desta quarta diante do Londrina.

Especialmente quando advém de falhas grotescas de um jogador que nunca passou confiança alguma ao torcedor. Uma pena que o histórico Cavalieri tenha se acomodado com a reserva, pois Júlio César nunca esteve à altura do clube. É de se imaginar que a cúpula da bola esteja se movimentando para formar e contratar guardiões de meta com qualidade.

Mas também não podemos concentrar as críticas em um só jogador. A postura coletiva nas duas últimas partidas foi absolutamente preocupante e o time esteve irreconhecível.

Vivemos duas partidas de baixa, é verdade. Por outro lado, até o último sábado, estávamos em uma sequência de seis jogos sem perder, com direito a três vitórias, contando a Sul-Americana.

Vale lembrar também que ainda foram os primeiros 45 minutos do nosso maestro Sornoza, que precisa ganhar ritmo para voltar a demonstrar o futebol que nos encantou de janeiro a maio.

Dos principais ausentes, Scarpa teve seus lampejos contra o Galo e pode estar em vias de também restabelecer sua forma. Nosso Ceifador tem fato de gol e pode resolver pra gente quando precisarmos. Wellington Silva é um jogador agudo e veloz e já mostrou muito do que pode fazer. Wendel precisa ter a cabeça no lugar, mesmo com sua juventude.

Para a sequência do ano, cabe a nós dar apoio para que os destaques tricolores, sob a batuta do comandante Abelão, retomem sua boa forma e sigam em busca da vaga na Libertadores e no título da Sul-Americana.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @leandcap

Imagem: cale

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres