Jogo feio & TN (por Gilmar Prado)

Jogo feio

Tem um negócio que dói no meu saco da alma.

É o Fluminense acabar de ganhar um jogo e nego vem: “É, mas não jogou nada, escuta o que eu tou te dizendo, assim não vai longe”.

O Flu 2010 segurava o 1 x 0, tomava pressão, o treinador fazia umas besteiras e… na última rodada, levantamos o caneco que não vinha há 26 anos.

Ano passado, bastou perder um jogo pro Grêmio (com Abelão abelando) e pro Atlético GO (uma vez na vida não jogamos nada) e os urubus abriram as asas: “Olha o que eu tou dizendo, a gente não vai ganhar nada…”. P*rra, de urubu já basta a torcida deles, não precisa nenhum na nossa! Final: Fluzão tetracampeão com 3 rodadas de antecedência.

Vamos parar com esse complexo de torcedor de time pequeno, deixa isso pros sem-título. Libertadores só teve um campeão na vida com lindo e maravilhoso futebol encantando a todos: Santos de Pelé. Vai fazer 50 anos disso. De lá pra cá, muita pedrada, porrada, chute, arbitragens safadas etc. Todos os times brasileiros que foram campeões da Libertadores depois do Santos tiveram que fazer com a bola no pé e também na mão.

Show, show, o Fluminense deu em 2008 no campo e nas arquibancadas. E mereceu tudo, mas não foi campeão. Quem mais vai tirar o São Paulo tri do mundo daquele jeito? E o Boca, que não era eliminado por brasileiros desde o mesmo… Santos de Pelé, 45 anos antes?

A torcida do Grêmio até hoje vibra com Rivarola, Dinho, Luis Carlos Goiano e Jardel. Nenhum destes deu qualquer show mas todos entraram pra história: foram campeões.

Copa do Mundo, outro mata-mata: seleção de 82 deu o maior show da terra. Mas quem gritou muito nas ruas com a vitória foi quem viu 94.

Eu, Gilmar O Prado (by Ródis), não quero show na Libertadores em 2013. Quero TÍTULO. Se o show vier junto, melhor ainda. Se não vier, dane-se. E quem for contra isso, que tenha vergonha e não comemore se o Flu for campeão com seu “jogo feio”. Bata pezinho em casa.

TN

Quem tinha que falar disso era o Leo Prazeres. Se fosse o Andel, ia contemporizar. O Caldeira também. Fala, Vivone! Fala Marcio Rocha!

É abestado. Ponto. Jogador que se automedica é abestado. Já assinou dois contratos com dois clubes na mesma semana (Flu e Palmeiras), já disse uma vez no passado que a chance de ficar no Flu de 0 a 10 era 3. Falou um monte de besteira quando foi urubu, depois se recuperou. Lutou paca ano passado. Não acertava um passe mas lutou. Ajudou no título do jeito que pôde. Com a camisa do Flu, não faz um partidaço há quatro anos e meio, mas ajudou no tetra. Suou a camisa.

Não fez nada por mal, a FraPréçi é que aumenta tudo pra sacanear. Foi apenas abestado.

Não doeu, passou, o Flu ganhou, segue em frente. Tudo certo. Agora, não se espere genialidade de abestado. Campeão carioca, campeão brasileiro, lutador, esforçado, mas abestado.

Amanhã a gente ganha do Voltaço e esquece isso de vez.

Gilmar Prado

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Contato: Vitor Franklin

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres