Fluminense 4 x 0 Coritiba: atuações (por Mauro Jácome)

O Fluminense não gastou muito tempo para estudar o adversário. Ocupou o campo de ataque e, logo aos 7′, abriu o placar: trocou passes na intermediária, Michel Araújo ajeitou e bateu no ângulo de Wilson. Belo gol. O domínio continuou absoluto nos minutos seguintes ao gol, mas o ritmo caiu após a metade do primeiro tempo. O Coritiba aproveitou o relaxamento, adiantou as linhas, ocupou a intermediária tricolor, empurrou o Fluminense para trás e criou oportunidades.

O vestiário não mudou a postura do tricolor e o Coritiba continuou pressionando. Até bola na trave teve. No entanto, o improvável aconteceu: Igor Julião fez ótimo lançamento para Felippe Cardoso, que driblou Wilson antes de tocar para o gol vazio. O Coritiba desmontou de vez e o Fluminense passou a jogar em ritmo de treino. O terceiro não demorou: numa bola alçada por Nenê, Matheus Ferraz apareceu por trás da zaga e escorou para Nino ampliar. Numa arrancada de Dodi, foi empurrado dentro da área. Pênalti. Ganso foi para a cobrança e fez o quarto.

MURIEL

Duas boas defesas no primeiro tempo. Uma saída em falso no segundo tempo.

IGOR JULIÃO

Teve espaços no início do jogo, foi para o fundo do campo, mas cruzou errado. Ótima assistência para Felippe Cardoso no segundo gol.

WISNEY

Ficou quieto na lateral.

NINO

Atento, cobriu bem os companheiros de defesa. Acompanhou com precisão a linha da bola para marcar o terceiro gol.

MATHEUS FERRAZ

Ficou para trás quando o Coritiba impôs velocidade. Leu bem o cruzamento de Nenê no terceiro gol e teve visão para escorar para o meio.

DANILO BARCELOS

Um bom cruzamento para Wellington Silva. Na melhor chance do Coritiba no primeiro tempo, deixou Robson livre para finalizar.

HUDSON

Não tem pegada forte na marcação e deixa o adversário à vontade para se aproximar ao gol de Muriel.

DODI

Não fosse a arrancada para receber o pênalti, pouco teria aparecido com a bola nos pés. Ficou recuado para proteger os zagueiros e liberar Hudson.

NENÊ

Correu muito, mas jogou longe da área. Assim, perdeu o poder de decisão.

GANSO

Bateu o pênalti com categoria.

MICHEL ARAÚJO

Um golaço, mas participou pouco do jogo.

YAGO

Entrou para recuperar o fôlego do meio-campo.

WELLINGTON SILVA

No dia que estava mais participativo, logo se contundiu e saiu.

PACHECO

Tentou algumas arrancadas, mas sem sucesso.

FRED

Mal tocou na bola.

FELIPPE CARDOSO

Na primeira bola que recebeu, driblou Wilson e marcou o segundo. Inacreditável.

ODAIR HELLMANN

Esperava a escalação de Marcos Felipe no gol e a barração de Wellington Silva, além é claro, da saída de Egídio. Só o lateral esquerdo perdeu a vaga no time titular. Como é uma característica do time de Odair, mesmo em vantagem no placar e o jogo dominado, o Fluminense não parte para matar o adversário. Daí, sofre. Cabe ao técnico a tarefa de injetar ambição nos jogos e também no campeonato. No geral, o Fluminense é um time acomodado, apesar de que, HOJE, fugiu à regra e continuou atacando depois do segundo gol.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

3 Comments

  1. Boa Noite

    Apesar do placar elástico não gostei do jogo. O Fluminense como sempre quando aai a frente no marcador recua em demasia e isto é muito ruim. Tem que tentar matar o jogo fazendo mais gols. Hoje devido a fraqueza do adversário a partida não se complicou graças as bolas nas través do Muriel que continua falhando assustadoramente e precisa ser colocado no banco para a entrada de Marcos Felipe que joga muito mais do que o mãozinha de alface. Quem me surpreendeu foi o Felipe Cardoso que…

  2. Tivemos sorte, o atacante deles perdeu um gol sem goleiro e chutou duas na trave. Ou seja, o resultado poderia ser outro. F. Cardoso entrou e decidiu, mas isso nao muda o que a torcida pensa dele, ele está no lugar errado e teria mais êxito na P. Preta, Atl. GO ou Coritiba. Odair, Muriel, Egidio, W. Silva também deveriam vazar… E porque o sub 20 do fla e do Palmeiras entram e resolvem e o nosso só serve pra vendas mal explicadas e abaixo do preço?

  3. Dois detalhes me chamam a atenção nesta partida: primeiro, se o Coritiba consegue tomar de 4 de um time tão ruim quanto o Fluminense de forma tão passiva, fatalmente brigará contra a Série B.
    Segundo, que o Fluminense não ache que o placar elástico contra o Coxa, queira dizer muita coisa, pois o Coritiba é fraco e sem personalidade.
    Conclusão: o jogo contra o Bota Fogo pode ser um divisor de águas.

Comments are closed.