Fluminense 2 x 0 Ponte Preta (por Paulo-Roberto Andel)

IMG_20150624_211442

Fluminense e Ponte Preta no gramado do Maracanã. Chuvinha, frio e trem. Sete e meia da noite. O torcedor é apaixonado. Oito mil maravilhosos doidos de pedra.

O segundo lance mais impactante – e, claro, negativo – no primeiro tempo foi o chute no rosto do Vinícius. Se regra vale, no mínimo era jogo perigosíssimo. Hoje em dia alguns diriam se tratar de “polêmica”. Há controvérsias, naturalmente.

Um bom chute de Gerson. Uma bola prensada do Édson na grande área. Giovanni salvou com o peito um cruzamento em que não se pôde entender a ação de Cavalieri.

E o primeiro lance? A promoção do gol de barriga no intervalo. O eterno presente em que vivemos.

A Ponte mais arrumada e consistente, satisfeita com um ponto fora de casa.

Vinte segundos do segundo tempo. Um chutão do Giovanni à esquerda. Marcos Júnio no lugar de Gerson. Um minuto de correria. Chute de Fred, defesa de Lomba. Em quatro minutos, mais presença do time perto da área do que em toda a primeira etapa. Depois a Ponte equilibrou.

Dez minutos. Pivô de Fred para Júnio, bom chute, Lomba deu de mão mole e Wellington Silva fez as vezes de artilheiro. Estopa, 1 a 0. Ufa. Quase Renato Cajá deu o troco numa cobrança de falta perigosa. E por 1,27 centímetros Júnio não fez o segundo. E por causa do pé de Lomba não fez o terceiro.

Aos 30, Marlon saiu sentindo cãibras, Victor Oliveira entrou e teve quem se preocupasse. Mais quinze minutos, Vinícius perdeu o gol mais feito do Sistema Solar – por azar. Scarpa no lugar de Wagner.

Para terminar, golaço de Vinicius, chutão no ângulo direito. Nocaute. Existe vida na Terra sem a Unimed, lembram?

Thiago Neves com o agasalho do Flu, rindo. Noite de créu. A julgar pelo 25 de junho que aí está, uma vitória humilde mas de barriga cheia.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @pauloandel

Imagem: pra

DE OSWALDO GOMES A FRED 22 06

2 Comments

  1. Neeeeeense…. Neeeense! A torcida como numa oração, entoou isso até o apito final! Foda! Amanhã, celebrar os 20 anos do gol de barriga!

  2. Boa vitória contra um time bem treinado. Prefiro, em jogos dentro de casa, o sistema com um atacante veloz. A entrada do MJ foi fundamental. Fora de casa pode variar. ST

Comments are closed.