Fluminense 1 x 3 Nova Iguaçu: atuações (por Mauro Jácome)

Mal o jogo começou e a defesa tricolor – mais precisamente Reginaldo – errou na saída de bola, também no combate e o Nova Iguaçu abriu o placar. Parecia que o time azul e alaranjado iria controlar o jogo, mas o Fluminense saiu rápido com Orejuela carregando da defesa para a intermediária de ataque e aprofundando para Mateus Norton. O garoto cruzou na cabeça de Pedro, que desviou para empatar. Um bonito gol tricolor. A partir do empate, o jogo ficou muito concentrado no meio-campo. Faltava ao Fluminense uma bola de qualidade e mais profunda para pressionar o gol de Jeferson. Aos 30’, Osvaldo carregou bem pelo meio, mas bateu cima do goleiro do Nova Iguaçu. Nova falha individual, dessa vez de Nogueira, Adriano roubou a bola e desempatou. Aos 42’, outra vez Osvaldo, driblou dois e bateu fraco.

A volta do intervalo não resolveu os problemas; pior: agravaram-se. O meio dava espaços e a defesa estava sobrecarregada. Adriano trabalhava com muita facilidade. O Nova Iguaçu criou oportunidades e até mandou bola na trave. O Fluminense não encontrava o caminho para criar oportunidades e errava um caminhão de passes. O Nova Iguaçu recuperava a bola e contra-atacava. O terceiro surgiu numa cobrança de falta e Cavalieri fez tudo errado. O Nova Iguaçu recuou para garantir o resultado e o Fluminense foi para cima. No entanto, não havia trocas rápidas de passes e facilitava a defesa adversária. Aos 42’, Pedro limpou e chutou rente à trave. No último lance do jogo, recebeu na meia-lua, driblou e bateu para fora.

DIEGO CAVALIERI

Demorou um pouco para reagir e atacar Adriano no segundo gol do Nova Iguaçu. O atacante ficou com muito espaço para avançar e bater. Cometeu uma falha terrível no terceiro gol: foi mal na bola e ainda a soltou para o meio.

MATEUS NORTON

Ótimo cruzamento para o gol de Pedro, de cabeça. Só.

REGINALDO

Um festival de lambanças no primeiro gol do Nova Iguaçu: errou o passe, deixou Adriano tomar a frente e levou um drible desconcertante dentro da área. Ficou sobrecarregado com os avanços de Calazans.

NOGUEIRA

Errou feio no segundo gol do Nova Iguaçu. Deu azar no terceiro, ao estar no caminho da bola rebatida por Cavalieri. No finzinho, quase entrega de novo. Horrível.

MARCOS CALAZANS

Na defesa, uma avenida. O Nova Iguaçu criou muito pelo seu lado. No ataque, carregou a bola em excesso, errou inúmeros passes e desperdiçou vários ataques. Com a entrada de Léo, foi para o meio. Continuou no mesmo nível.

OREJUELA

Muita presença na transição. Percebeu a dificuldade com a saída pelo Marquinho, chamou a responsabilidade para o passe. No segundo tempo, cansou e caiu de produção.

WENDEL

Responsável por auxiliar o estreante Mateus Norton e saiu muito da frente da área. No segundo tempo, tentou levar a bola mais à frente, mas esbarrou na parede do Nova Iguaçu.

MARQUINHO

Fez mais uma partida horrorosa. Muito aquém de Sornoza e Gustavo Scarpa. Não pode assumir a função de armador.

LÉO

Não mudou nada. Nem dava tempo.

MARCOS JUNIOR

Joguinho muito curto, pouco produtivo. Ainda, abusou dos passes errados. Mais uma péssima partida.

MARANHÃO

Uma única jogada: driblou e cruzou na cabeça de Pedro. Ficou muito sumido, apesar de estar descansado.

OSVALDO

Tentou levar vantagem em jogadas de velocidade: aos 15’, fez boa jogada pela esquerda e deu ótima assistência para Pedro; na metade do primeiro tempo, avançou e bateu em cima do goleiro Jeferson; depois, recebeu de Pedro, driblou dois e chutou para nova defesa de Jeferson. Antes de sair, ainda foi bem ao fundo e jogou para o meio. Marquinho e Pedro erraram no rebote. Usou bem a velocidade e fez boa partida.

LUCAS FERNANDES

Carregou demais a bola e sempre optou por um drible a mais. Improdutivo.

PEDRO

Movimentação e presença de área. Tem boa visão de jogo e usa isso para fazer o pivô ou para voltar em busca da bola e lançar os companheiros. Fez um belo gol de cabeça e, pouco depois, perdeu ótima oportunidade numa jogada de fundo de Osvaldo. No segundo tempo, mesmo isolado, teve três boas oportunidades: uma de cabeça e outras duas limpando e batendo rente à trave.

ABEL

Como deu a entender na semana, vai utilizar o Campeonato Carioca para preservar alguns titulares. Como é bem provável que o Fluminense não vai fazer muitas contratações para o Brasileiro, esses jogos servirão também para Abel dar ritmo para os reservas e para definir com quem pode e com quem não pode contar. A escalação do meio-campo não rendeu com Marquinho e Marcos Junior, responsáveis pela criação. Osvaldo, ao contrário de outras atuações, esteve bem e Pedro ficou um pouco isolado. A saída de Osvaldo para a entrada de Lucas Fernandes não foi a melhor opção. Poderia ter tirado Marcos Junior. Demorou para sacar Marquinho.

NOVA IGUAÇU

Jogou com inteligência na parte defensiva. Na frente, nos três gols, teve a colaboração do Fluminense.

ARBITRAGEM

Sem grandes problemas, mas foi um pouco complacente com o antijogo do Nova Iguaçu.

…SAINDO DE CAMPO

Com Reginaldo, Nogueira e Cavalieri jogando contra, Fluminense perdeu a invencibilidade.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

Imagem: jam

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres