Fluminense 0 x 1 Palmeiras: atuações (por Mauro Jácome)

O início foi equilibrado e as trocas de passes no meio-campo prevaleceram. O Palmeiras levava ligeira vantagem nas infiltrações. O sistema defensivo tricolor permitia a utilização da altura de Deyverswon e a movimentação de Willian e Dudu. O Fluminense chegava na área de Fernando Prass com bolas aéreas à procura de Henrique Dourado. Após os 15’, o Palmeiras intensificou as trocas de passes rápidas e obrigou à defesa tricolor a fazer faltas. Lucas e Nogueira levaram amarelo. Os espaços para chegar ao ataque foram diminuindo e o Fluminense não conseguia passar do meio-campo. O gol do Palmeiras estava por um detalhe e aconteceu aos 41’: Egídio, livre, pegou o rebote e mandou no ângulo. Um belo chute. O único lance de perigo para o Palmeiras foi num cruzamento de Leo, que Dourado escorou para Douglas, mas o meia tricolor não soube o que fazer com a bola e Prass salvou.

O segundo tempo começou como terminou o primeiro. O Palmeiras aproveitando melhor os erros do sistema defensivo tricolor. No entanto, talvez confiante na vantagem no placar, deixava espaços para o Fluminense chegar. Numa triangulação na entrada da área, Douglas soltou a bomba, mas Prass defendeu. Abel resolveu melhor o ataque e a marcação. Tirou Orejuela e Robinho, inúteis, e colocou Marlon Freitas e Wellington Silva. Depois entrou Sornoza. Não mudou muito. O Palmeiras ficou mais atrás, tentando encontrar um contra-ataque. O Fluminense tentando, aos trancos e barrancos, chegar ao gol de Prass, mas os passes eram defeituosos. O jogo chegou ao final sem nenhuma reação do Fluminense.

JÚLIO CÉSAR

Sem culpa no gol de Egídio. Impossível. Salvou o segundo aos 38’2ºT.

LUCAS

Não participou da transição, o que dificultou as opções de passes. No gol de Egídio, ficou olhando o lateral dominar, olhar e chutar.

FRAZAN

Ficou no meio do caminho em vários lances. É muito fraco. Se apertar, entrega.

NOGUEIRA

Pouca coisa superior ao companheiro de zaga, mas não quer dizer muito, pois falhou demais também. Deu sorte de o Daronco ter dado somente um amarelo numa entrada muito dura em Willian.

LÉO

Salvou uma saída em falso de Frazan, mas foi envolvido nas jogadas em velocidade do adversário. Foi para frente no primeiro tempo e tentou o fundo do campo. No entanto, quando os cruzamentos encontraram algum tricolor, não foram aproveitados. No segundo tempo, tentou vários laterais diretos, mas não acertou.

OREJUELA

Não conseguiu proteger os zagueiros, não conseguiu sair jogando, Abel não aguentou e tirou.

MARLON FREITAS

Mais participativo do que o equatoriano, mas…

DOUGLAS

Lutou, tentou organizar a saída de bola, mas a falta de movimentação dos companheiros dificultou o passe.

WENDEL

Longe daquele jogador que surgiu no time profissional. A bola tem caído em seus pés e morrido. Um driblinho pra cá, outro pra lá, mas nada de útil.

GUSTAVO SCARPA

Apagado e ausente. Só foi visto fazendo lançamentos sem destinatário. Péssima atuação.

ROBINHO

Não disse a que veio. Poderia ter ousado mais, mas olhou o jogo.

WELLINGTON SILVA

Continua sem querer partir para cima, o que sabe fazer. Joguinho inútil.

HENRIQUE DOURADO

Lutou muito com a zaga palmeirense pelo espaço aéreo. Difícil jogar sozinho na frente. Fica à espera de uma bola do Gustavo Scarpa.

ABEL

O Fluminense está muito mal. Precisa encontrar formas de motivar esse time. A queda de ritmo e o conformismo são flagrantes. A segunda divisão está logo ali.

PALMEIRAS

Não soube aproveitar melhor as facilidades que encontrou no jogo.

ARBITRAGEM

Amarrou muito o jogo no segundo tempo.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

Imagem: jam

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres