Fluminense 0 x 1 Flamengo: atuações (por Mauro Jácome)

1º TEMPO

Fluminense jogou muito aberto em sua intermediária. Com isso o Flamengo chegou várias vezes com perigo. Outro problema foi a dificuldade de segurar a bola. Foram muitos passes errados pelo chão e pelo alto, o que facilitou a pressão rubro-negra. A desvantagem na disputa entre Renato Chaves e Guerrero proporcionava, pelo lado do Flamengo, a conclusão de quem vinha de trás, levando perigo a Cavalieri. A primeira chegada do Fluminense à área de Alex Muralha foi aos 27’, numa arrancada de Richarlison, parado com falta. Além de não conseguir articular os ataques, o Fluminense dava muitos espaços com uma marcação à distância. Aos 33’, não bastasse as dificuldades para jogar e marcar o time do Flamengo, Renato Chaves furou na frente de Everton, que só teve o trabalho de bater para o gol na saída de Cavalieri. 0x1. A melhor jogada do Fluminense no primeiro tempo foi aos 43’, quando Wellington Silva lançou Léo no fundo, que cruzou, mas Rafael Vaz e Muralha evitaram o empate. O Fluminense fez um primeiro tempo muito ruim.

2º TEMPO

Com a inversão do lado de Richarlison e de Wellington Silva e com mais decisão, o Fluminense cresceu no jogo. Ficou aberto aos contra-ataques, mas criou chances. Aos 14’, Richarlison aproveitou boa jogada de Henrique Dourado e bateu para o gol, a bola desviou e Rafael Vaz e foi no travessão. No entanto, o Flamengo fechou a intermediária e o Fluminense não encontrou mais espaços para levar perigo ao gol de Muralha. Além disso, Henrique Dourado estava preso entre os zagueiros para aproveitar as bolas aéreas. Nos últimos minutos, o Fluminense se livrou de tomar mais gols.

DIEGO CAVALIERI

Soltou uma bola perigosa no primeiro chute do Flamengo. Fez uma boa defesa em chute de Mancuello, aos 18’1ºT. Aos 18’2ºT, fez boa defesa em chute cruzado de Guerrero. Uma bonita defesa no final do jogo. A insegurança na saída em bolas altas irrita a torcida. Também não consegue repor a bola com rapidez.

LUCAS

Com Trauco e Everton pelo seu lado no primeiro tempo, não conseguiu sair e foi envolvido algumas vezes. No segundo tempo, subiu e fez boas jogadas pelo lado, mas olhava para a área e só via rubro-negros.

RENATO CHAVES

Logo no começo de jogo, tomou uma decisão muito arriscada em fazer a obstrução em Guerrero. O árbitro poderia ter marcado a falta. Furou absurdamente no gol de Everton. Esse lance é para deixá-lo na geladeira por um bom tempo. Perdeu quase todas as disputas para Guerrero.

HENRIQUE

Tentou fazer a sobra de Renato Chaves, mas não foi fácil. Perdeu algumas bolas aéreas quando disputou com mais de um adversário.

LÉO

Teve que correr atrás de Berrío porque deu espaços para ele receber o passe. Ainda tinha Willian Arão, que chegava pela direita, para marcar. Na frente, chegou no fundo uma vez no primeiro tempo, mas cruzou sem olhar.

OREJUELA

Teve que correr para todos os lados para cobrir laterais e zagueiros. A marcação frouxa e a recomposição lenta dos companheiros dificultaram a vida do equatoriano. Errou passes, alguns perigosos.

WENDEL

Também não encontrou o jogo. Ficou no meio do caminho em vários ataques do Flamengo. Quando teve a bola dominada, Richarlison, Wellington Silva e os laterais estavam bem marcados.

DOUGLAS

Entrou melhor no jogo. Tentou carregar o time à frente e ainda concluiu ao gol.

SORNOZA

Ajudou na marcação, mas não conseguiu articular a transição.

RICHARLISON

Começou o jogo muito afobado e errou vários passes. Depois do gol do Flamengo, ficou muito preso à marcação. Poderia ter dado sequência com mais rapidez.

PEDRO

Mal tocou na bola.

WELLINGTON SILVA

No primeiro tempo, alguns dribles, mas esteve muito cercado e não conseguiu dar continuidade. Um bom lançamento para a infiltração de Léo.

MARCOS JUNIOR

Correu para um lado, para o outro, ficou impedido, mas nada de útil.

HENRIQUE DOURADO

Posiciona-se muito mal na área. Ninguém o encontra. Cometeu muitas faltas nas disputas aéreas. Não é jogador para ser titular. Talvez, o terceiro reserva.

ABEL

Escalou o que se esperava. No segundo tempo, tirou Wendel e Wellington Silva para colocar Douglas e Marcos Junior. Wendel não fazia uma partida como as anteriores. No entanto, poderia ter tirado o inútil Henrique Dourado e centralizado o Richarlison. Colocou o Pedro, mas não tirou o Henrique Dourado, quem saiu foi o Richarlison.

FLAMENGO

Marcou muito bem o Fluminense, matando as principais armas do Fluminense.

ARBITRAGEM

Não marcou uma obstrução de Renato Chaves logo no começo. Deu um cartão desnecessário a Léo, num lance de choque normal. No segundo tempo, puxões de Trauco e de Willian Arão não foram punidos com o cartão.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

Imagem: jam

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres