Fluminense 0 x 1 Botafogo (por Lucio Bairral)

lucio panorama red

Fluminense e Botafogo. Semifinal do campeonato fluminense de futebol.

Após o título da Primeira Liga, fomos em busca do outro troféu, mesmo com tudo de arcaico e ultrapassado que simboliza a FERJ. Título é título, mesmo com as cartas marcadas de sempre. Teríamos que jogar muito mais do que o normal. Mas, nem de longe, jogamos.

O time tricolor enteou em campo com Diego Cavalieri, Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gustavo Scarpa, Gerson e Osvaldo; Fred.

O camisa 9, no jogo mais do que indicado para desencantar dos nove jogos sem gols que tinha até hoje: Botafogo é alvo preferido dele. Fez 13 gols em 19 jogos. Uma bela média, ainda mais para um clássico.

O início do jogo foi um teste para cardíacos. O Botafogo veio pra cima como se não houvesse o amanhã. Salgueiro, Ribamar, Gegê. Bola na trave. Os primeiros 20 minutos de jogo, até a pausa de hidratação, praticamente só eles jogaram. Somente aos 27 minutos Gérson deu um chute, torto, para o gol alvinegro. Com 32 minutos Botafogo chegou tocando e entrou na área, chutando por cima do gol do Cavalieri.

O desejo mais íntimo do torcedor tricolor, àquela altura, era que o primeiro tempo acabasse. Mais do que depressa. Absolutamente nada que o Fluminense tentou deu certo. E as preces foram atendidas. Conseguimos, incrivelmente, terminar o primeiro tempo sem sofrer gols. No intervalo Gérson saiu para a entrada do Douglas.

O segundo tempo teve uma leve melhora. Um chute de fora da área do Fred, Wellington Silva tomando sopa de garfo e Osvaldo levando lençol. Até que, aos 18 minutos, um escanteio cobrado na nossa defesa e o Ribamar cabeceou livre, no primeiro pau, para o chão. Como manda o almanaque. Não deu para o Cavalieri e o Botafogo fez o 1 a 0.

Era preciso fazer algo diferente. Levir colocou Magno Alves no lugar do Pierre. Com o objetivo de fazer o Fluminense entrar no jogo. Aos 28 minutos o Botafogo perdeu a chance de matar o jogo. Em uma jogada bem armada, Leandro perdeu um gol cara a cara com o Cavalieri. Em uma chance com o Osvaldo pela direita, em que Cícero dominou, mas não conseguiu chutar. E Fred, deitado, dividiu com Jefferson.

Com 35 minutos o Fluminense reclamou pênalti em dois lances. Nada aconteceu. Aos 37, Joel Carli do Botafogo foi expulso, dando o último suspiro de esperança para a classificação do Tricolor. Mas, nem que tivessem mais 10 minutos de acréscimo, o Fluminense faria o gol do empate. Não mereceu, não jogou nada.

Parabéns ao Botafogo e ao Vasco que, na bola, venceram seus adversários na semi. Que venha o Brasileiro.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @luciobairral

Imagem: lub

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres