Sobre reforços para um time forte do Flu (por Leonardo Maia)

Amiga, amigo tricolor, salve!

A respeito das contratações do Flu, a indefinição não é apenas de nomes, mas conceitual. O sonho de alguns na Comissão Técnica (e no scout) é que o clube trouxesse não um, mas dois atacantes. Veem o ataque como o principal problema do time (e mesmo quando Evanílson ainda estava).

Por isso, a improvisação de Marcos Paulo como segundo atacante. Porque nenhum dos demais rendeu o que esperava. E nem o MP… Luís Henrique ainda está verde. Por ora, fica como reserva imediato.

Para essa corrente, o ideal então é que cheguem dois atacantes de movimentação. A referência óbvia, imediata, é o Del Valle do Ramirez. Ou o Santos atual, ou o flamengo do ano passado…

##########

Neste esquema, Marcos Paulo (se não sair na janela) ou Nenê fazem o meia ‘flutuante’ por trás do ataque. Araujo é o outro meia-atacante pela centro-direita do campo.

Ganso e Miguel, os dois (bons) reservas.

Na visão dessa turma, a carência maior não está no meio, mas no ataque, na qualidade de assistência e finalização.

##########

Odair fica a meio caminho entre esses e os ‘tradicionais’, que preferem contar com um camisa 9 de referência, e preservar um esquema mais posicional.

Aí, se explica o pedido de um meia, que seja ao mesmo tempo municiador e faça gols (Araujo não faz…). Vai servir o 9 (que seria também contratado), e chegar no ataque, se aproveitando da movimentação do centroavante. Seria mais uma alternativa pro meio.

O problema de se adotar a primeira opção, de um ataque não posicional, de movimentação intensa, é já condenar Fred ao ostracismo precoce.

Daí, as dúvidas. As contratações já feitas engessam as futuras…

Seja como for, o Flu está no mercado e virão bons nomes.

#########

A dificuldade óbvia é que já há anos a Europa entendeu que a qualidade dos atacantes mundiais tem se concentrado sobretudo na América do Sul. E assim, um atacante sul-americano com todas as qualidades que o Flu deseja, provavelmente, só exista jogando fora do continente.

Por isso, sou de opinião que a primeira opção, do ataque não-posicional, de maior intensidade e movimentação, deveria prevalecer nesse momento nas Laranjeiras. Com o que há (ainda) disponível na América Latina, é algo mais viável.

##########

Duas notícias que repercutiram.

Witzel queria desapropriar Laranjeiras.

Ele, ou alguém do clube? Alguém lhe soprou essa ideia?

Não faltariam ‘tricolores’ para aplaudir algo assim. Aliás, abundam nas últimas gestões.

Não nos deixemos enganar: como não vemos outro, o ‘projeto’ pode ser mesmo o de liquidar a instituição.

Como já disse um mestre do capitalismo, toda crise é uma janela de oportunidades. Na catástrofe, se vende lenços; por que não vender Laranjeiras?

A ideia partiu mesmo do Witzel?

##########

Sobre a possível chegada do Paquetá: quem lê o PANORAMA sabe antes. Desde as minhas primeiras colunas aqui, disse que o Flu cogita (ou deveria cogitar) os bons jogadores vinculados ao Uram. Por que só os refugos?

Quando da vinda do Danilo Barcelos, tive a informação de que isso estaria casado com a chegada mais à frente de outro jogador mais interessante do Uram. Lucas Paquetá estaria nesse perfil. E também o Jorge, lateral.

Umas duas semanas atrás, o nome do Jorge já tinha aparecido, e a informação foi de que ele preferiu não vir agora, para poder consolidar sua posição na Europa. A resposta do Paquetá foi na mesma direção. Pode ter sido só um jogo de cena para a torcida, mas pode não ser.

Eu diria que há chances até mesmo dos dois virem. Se não agora, talvez no final do ano, ou para a Libertadores, se classificarmos.

São os dois melhores jogadores do Uram lá fora. E aqui, além do Diego Souza, dois jogadores dele também têm ido bem. Já falei de ambos e, a depender, podem também pintar mais adiante no Flu, ao menos para composição de elenco: João Paulo, na Ponte Preta, e Rubens, do Tombense, artilheiro do Mineiro e um dos artilheiros da Série C.

Depende de grana mas, sobretudo, do que formos disputar mais adiante.

#########

Luccas Claro renovou hoje. Bola muito dentro.

E o prazo final pro Dodi é setembro.

Se não renovar até o final do mês, deve vir algum volante na janela, para disputar posição. Volto ao tema numa próxima coluna.

A verdade, porém, é que o Flu prefere vender o jogador. A renovação saiu de graça, sem custos, e o valor estimado de mercado é hoje de 1 milhão de euros. Ao que consta, o jogador já estaria acertado para sair, e o Flu quer pelo menos 5 milhões para aceitar a liberação. Além do Dodi, um ‘ex sub 20’, hoje integrado ao elenco principal, também teve sondagens.

Se tudo ‘der certo’, sai nessa barca de outubro também o MP, por valor ainda não definido. Em um cenário ‘ideal’, se ele for negociado por valor semelhante à proposta do início do ano, o Flu do último trimestre estará bem modificado, com essas várias saídas. Mas também com algumas ótimas chegadas. Podem anotar!

##########

Começa domingo (20:30h), contra o Sport, uma sequência de jogos mais ‘fáceis’. Dos nove que restam no turno, Santos e Botafogo, aqui no Rio, e Galo, fora, os mais difíceis.

Nossa primeira metade de turno foi até muito boa, com um único resultado realmente ruim, que foi o empate em casa com o Dragão. Dois pontos pessimamente perdidos.

Mas, a hora é essa de recuperar esses pontos e ir brigar lá em cima.

Vou esperar chegar ao final do turno para uma avaliação melhor. Mas, como falei na última coluna, penso que Odair faz o que pode (e até um pouco mais) com o que tem. Ou com o que não tem.

Portanto, 2 a 0 Flu. Mas quem sabe quem fará os gols? Nem o Odair. Bom, chuto que serão dois de Fred, um de Araújo, um de Luís Henrique e, se jogar, dois de Marcos Paulo.

Se a conta aí der mais de dois, paciência…

#########

Seleção sem Luccas Claro nem Dodi? Fora, Tite!

##########

Como diria aquele antigo cronista social, não surpreenderia a essa coluna se o ataque do Flu de outubro em diante fosse Falcão Garcia e Nahuel Bustos.

Isso, naquele cenário ideal, de saírem jogadores por valores mais altos. Podem não ser esses dois, mas o patamar deverá ser esse.

Há interesse real em virar o jogo e começar a remontagem (prometida) de um time forte.

##########

Saudações tricolores.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

4 Comments

  1. A AUSÊNCIA DO IMPRESCINDÍVEL GRAVATINHA NO ÁTIMO ANTE A PENÚRIA GERAL E A VOCAÇÃO DEFENSIVISTA DESSE TEMEROSO ODAIR MAIONESE HELLMANN É NO MÍNIMO UMA DESATENÇÃO E NO MÁXIMO UMA HERESIA, PORQUANTO SEM O DISCRETO E INVISÍVEL PERSONAGEM A NEUTRALIZAR O ASSOMBROSO E SINISTRO SOBRENATURAL DE ALMEIDA A POSIÇÃO AGORA OCUPADA NA TABELA, OUTRA E PIOR SERIA..

  2. SONHAR É IMPORTANTE ! E pra sonhar tem que sonhar grande. Bem-vindos Paquetá e Jorge ! Junto com eles um centroavante que faça gols. ST

    1. Salve Luiz!!
      É sonho é não é… Temos a receber 30 milhões da Globo, e a oferta no início do ano pelo Marcos Paulo foi de 45 milhões. Se essa se confirmar, somando ao percentual sobre Evanílson e mais um ou outro penduricalho, chegamos a 100 milhões. Não é pouca coisa. Separando parte pra folha e pras dívidas, teríamos pelo menos uns 35 milhões para investir. Nada mal… Como tenho dito, Mário só não monta time se não quiser. ST!

Comments are closed.