FlaPress, André Santos, Papeletas … (por Paulo-Roberto Andel)

IMPRESSIONANTE

Incrível, fantástico, extraordinário! O MP-SP concluiu que alguém recebeu dinheiro para que Heverton tivesse sido relacionado irregularmente para a partida Portuguesa x Grêmio, válida pela rodada 38 do Campeonato Brasileiro de 2013 e, com isso, aumentando as suspeitas sobre a incrível coincidência daquela ocasião.

O único campeonato de futebol profissional disputado no planeta Terra onde, numa mesma rodada, dois jogadores irregulares FORAM à súmula e ao campo, sendo que o problema do segundo jogador poderia atenuar o do primeiro, nas perdas de pontos praticamente certas no tribunal esportivo, como sucedeu. Probabilisticamente, mais fácil você abrir a porta de casa e ET, o extraterrestre de Spielberg, te dizer bom dia.

Já se passaram onze meses daquele fatídico final de semana, onde milhões de torcedores de futebol no Brasil foram ludibriados por uma das mais perversas manipulações da informação que se tem notícia, a saber.

Rasgando regulamentos, tabuadas e o que mais fosse necessário, boa parte da imprensa esportiva brasileira não hesitou em apontar o Fluminense como o culpado por uma virada de mesa na ocasião, mesmo com todos sabendo das questões de matemática e lógicas inerentes à situação.

Era preciso apontar um culpado, provavelmente para que ninguém percebesse o que aconteceu nas redações e estúdios do Sudeste brasileiro entre os dias 07 e 08 de dezembro de 2013.

MANIPULAÇÃO

Todos os grandes veículos de comunicação esportiva do Sudeste divulgaram o fato de André Santos estar fora da partida Flamengo x Cruzeiro em 07 de dezembro de 2013 pela suspensão já conhecida. Houve quem o fizesse a menos de três horas antes do confronto, bastante badalado pelo fato da troca de faixas entre os dois times, tendo em vista seus títulos recentemente conquistados.

ANDRÉ SANTOS LANCENET 07 12 2013

Convido o leitor a fazer a busca de qualquer noticiário de pós jogo que MENCIONE o nome do jogador além da ficha técnica da partida, enviando o mesmo para este PANORAMA.

Não encontrará.

André Santos, um jogador falante, regularmente solicitado para declarações, recentemente envolvido numa confusão em jogo decisivo. Um prato cheio para ser abordado por qualquer jornalista.

Ninguém o fez.

A inacreditável versão geral é de que todos se esqueceram. Ninguém prestou atenção, era um jogo de festa. Dezenas de profissionais de imprensa envolvidos na cobertura do jogo. Ninguém se lembrou de que André Santos estava suspenso e sem garantias do efeito jurídico para atuar.

Mentira.

Probabilisticamente, um evento impossível.

Aconteceu a maior manipulação da informação esportiva do Brasil que se tenha notícia.

E ela tinha um motivo claro: a simples divulgação da escalação de André Santos mudaria todo o cenário de expectativas para o final da rodada de domingo, dia 08 de dezembro.

Trataram os leitores e espectadores como verdadeiros idiotas, incapazes de refletir sobre números, combinações e dados.

Não tivesse a informação sido manipulada, o Fluminense poderia se salvar com uma simples vitória, e não teria passado por “rebaixado” com a vitória do Coritiba sobre o São Paulo.

Quem se salvou do rebaixamento com o Caso Heverton foi o Flamengo.

Basta ler a tabela abaixo, obedecendo a princípios seculares estabelecidos por Pascal, Leibniz, Leithold, Cauchy e outros notáveis cientistas.

Se foi tudo coincidência, é hora de pedir um depoimento psicografado de João Alves, o deputado que, nos anos 90, acertou 200 vezes na loteria porque “Deus o ajudou”.

classificação brasileiro 2013 sem o desconto

Em nenhum momento, a análise de probabilidades de salvamento do Fluminense do descenso em 2013 passou pela Portuguesa. Ela estava vinculada aos jogos Atlético-PR x Vasco e São Paulo x Coritiba. Isso, claro, SEM a informação do que acontecera na véspera com André Santos, devidamente suprimida e manipulada por veículos de imprensa.

Hoje, não será surpresa ver algum noticiário com os seguintes dizeres: “Flu comprou Lusa após ter escalado irregularmente André Santos na partida contra o Bahia, ao vencer por 2 x 1 na Fonte Nova pelo Campeonato Brasileiro de 2013”.

A CEREJA DA FARSA

Em Joinville, diante do caos, a partida Vasco x Atlético-PR foi inacreditavelmente reiniciada, com horas de atraso.

Todas as outras partidas da rodada 38 tinham sido encerradas.

O Vasco vinha mal. Mas quem pode imaginar qual teria sido a injeção de ânimo que receberia, caso a partida fosse (mais do que normalmente) adiada e se soubesse que, em campo, não estava apenas a chance de se salvar, mas também a de rebaixar o rival da Gávea?

A marreta que esmagou o nome de André Santos dos noticiários da partida da véspera foi a mesma que esmagou o Vasco, obrigando-o a disputar uma partida sem as menores condições psicológicas e de segurança.

REFLEXÃO

Se, ao chegar até aqui, alguém ainda acredita que tudo isso é fruto de delírio, teoria da conspiração ou verborragia oca para proteger o criminoso Fluminense, algumas hashtags podem ser bastante úteis para reflexão:

#roubado

PanoramaTricolor

@PanoramaTri @pauloandel

Imagem: pra/google

radio panorama tricolor 11 11 2014

6 Comments

  1. Caro Andel, para quem quer acreditar somente naquilo que lhe convém, nada disto vai adiantar. A FlaPress (GLOBO) não vai aceitar mesmo que sejam apresentadas todas as provas. Como foi melhor apontar para o FLU, até hoje com a pecha de Rei do Tapetão, por conta de uma miserável garrafa de champagne, a alguns anos atrás. Foi o prato feito para eles. Seria preciso uma campanha de mais de 20 anos para retirar isto do FLU.
    Só os torcedores do FLU sabem das verdades incontestes. Quem mais se…

  2. Não acredito no envolvimento dos clubes ou empresas, essa manobra só poderia ser feita por quem “manda” (a poderosa globo) e pra ser sincero acho que o “suborno” ainda não foi pago, devemos aguardar que tipo de “maluco” vai fazer negócios com um clube corrupto. Reforma de estádio de time sem torcida? Patrocínio milionário? Parceria com donos de jogadores? Boa vontade de federação e confederação?

Comments are closed.