Flamengo 0 x 0 Fluminense (por Lucio Bairral)

lucio panorama red

Domingo de sol. Dia lindo. O gramado, um tapete.

Tudo pedia um Fla x Flu. No Maraca.

Porém esse, por mandos e desmandos, por não ter o Maraca, teve que ser fora. Foi no Pacaembu, em São Paulo.

Mas Fla x Flu sempre é clássico em qualquer lugar.

O Fluminense iniciou o jogo melhor. Atacando, dominando as ações.

Aos três minutos, uma descida com o Diego Souza e um bom cruzamento pela direita. A bola passou por Fred e Gustavo Scarpa. Lance de perigo.

Logo depois, em novo lance do Diego Souza, Juan recebeu o cartão amarelo.

Até os dez minutos, o Fluminense mandava no jogo. Aí o Flamengo equilibrou a partida.

Com 13 minutos, em uma espanada do Wellington Silva, que deveria ir pra frente e a bola foi contra o patrimônio, Cavalieri abafou Wallace, que poderia ter feito o primeiro gol do jogo.

Aos 21 minutos, em uma boa descida do Flu, Scarpa foi à ponta esquerda e cruzou. Fred, no meio da área tentou se antecipar e teve sua camisa puxada por Juan.

Muito pênalti. Não marcado.

A resposta foi um cruzamento rubro-negro, onde Guerrero não conseguiu alcançar a bola.

Logo depois, aos 28 minutos, Cícero subiu e cabeceou forte. A bola passou muito perto. Parte da torcida tricolor já comemorava o gol.

O clima quente, por causa do sol forte, fez com que o ritmo diminuísse no final da primeira etapa.

Em um último lance de velocidade, um contra-ataque bem encaixado do Fluminense, Cícero passou por dois marcadores e tocou para Gérson. Ele dominou e chutou ao gol.

A bola bateu no braço de Juan, que estava na entrada da área. Pra mim, falta. Pra alguns, pênalti.

Aos 41 minutos, Juan subiu com o Fred em uma disputa pelo alto. Deixou o joelho nas costas do Artilheiro. E segue o jogo…

Fomos para para o intervalo com o mesmo placar do início. E com uma posse de bola superior a 60%.

Na volta para o segundo tempo, Levir não alterou a equipe.

E no primeiro lance de perigo, em uma descida com velocidade, Diego Souza conduziu a bola e Scarpa ficou de frente para o gol. Arriscou o chute, defendido pelo goleiro. Fred pedia a bola, aberto pela esquerda.

Aos três minutos Gum saiu jogando e perdeu uma bola, ligando o contra-ataque. Quase Márcio, camisa 11 do Flamengo, fez o gol.

Aos 15 minutos, Pierre parou a jogada, derrubando Márcio. Cartão amarelo.

Fred, cansado, deu lugar a Osvaldo. Ele entrou puxando um rápido ataque e Rodinei precisou pará-lo com falta. Mais um amarelo. O terceiro do jogo.

Com 17 minutos, o Flamengo colocou velocidade com Rodinei, que entrou na área e cruzou rasteiro, para Guerrero, que foi bloqueado pela zaga.

Aos 20, um bom lançamento para Gérson, que cruzou rasteiro, buscando Osvaldo que vinha entrando pelo outro lado. O Goleiro rubro-negro interceptou.

Diego Souza, quando foi substituído pelo Marcos Júnior, recebeu cartão amarelo enquanto saía de campo. A arbitragem interpretou que ele estivesse fazendo cera.

Até os 30 minutos, algumas poucas chances de gol, com vantagem para o Fluminense em relação à posse de bola.

Com 33 minutos, uma triangulação do Flamengo e Gum fez uma falta no Guerrero, que fazia o pivô na entrada da área.

Na cobrança, Alan Patrick chutou na barreira.

Aos 40 minutos, Magno Alves foi chamado para entrar em campo no lugar do Scarpa.

Restava ao Tricolor esperar aquele golzinho no final. Aquele mesmo, que nos acompanha durante toda a história. Que acabou não vindo, mesmo com o Fluminense todo na área de ataque nos últimos minutos.

O time sofreu bem menos riscos que nos últimos jogos. Dá para ver uma melhora da equipe em campo.

Levir parece que já tem trabalhado bastante. Que continue assim.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @luciobairral

Imagem: self

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres