Flamengo 1 x 1 Fluminense (por Walace Cestari)

45 minutos antes do nada, começou. E nada esperávamos. Afinal, havia pouco a esperançar na atual circunstância. Mas não é que o Flu começou bem? Marcando justo, ocupando espaços e buscando o ataque criamos oportunidades.

Os minutos foram passando e o ímpeto também. O Flamengo tomou conta da bola, alugou meio-campo, mas nada sabia fazer com o esférico. O Jogo, então, tornou-se erroso, repleto de faltas de chegada, toma-lá-dá-cá. Faltava espaço, sobrava marcação. Nem os sotaques se ouviam em talento. Sin duda, una pelea aburrida.

Mas aí foi a vez do Flamengo dar pressão e aumentar a temperatura do Fla x Flu. Teve blitz na área, defesaça de Cavalieri, bola na trave, sequência de escanteios… O perigo rondando a área protegida por Gum e Reginaldo. Isordil. Isordil. Isordil.

E no final do primeiro tempo, cai Gum na grama. Contusão. Não dá mais. O que devemos pensar? É sorte? Azar? Melhor com ele? Pior sem ele? Há horas em que a torcida fica órfã até mesmo sobre o que sentir. Nogueira em campo. Guerreiros. Guerreiros. Precisamos de vocês. Nesse primeiro tempo que já passou dos 43. De repente, mais uma chance. Dourado quase marca. Mais nada. É fim da primeira etapa.

A segunda etapa começou repetindo o início do jogo. De repente, preocupação: Scarpa parece passar mal. Uma jogada depois, é o lateral rubro-negro que estufa as próprias redes. A sombra de Gustavo fez um a zero pro Flu.

E aí o jogo mudou. O Flu recuou e esperava um contra-ataque. O Flamengo, já com Guerrero e William Arão veio para cima. Marcos Junior sente cãimbras e Romarinho é o responsável pela velocidade de contragolpe. Que não vem. E, em mais uma incrível e costumeira falha bisonha da zaga, Réver, mais solitário que feio em festa, cabeceia à queima-roupa e decreta o empate no Fla x Flu.

O Flamengo não parou. O Fluminense viu que precisava entrar no jogo. E o jogo ficou franco, aberto. Não que estivesse assim tão bem jogado, mas as falhas das equipes permitiam lances perigosos. Abel chama Peu: “menino, você vai jogar no lugar do Scarpa. Veja se avisa ao Sornoza para encontrar o jogo no meio”.

O final tenso foi de perde-ganha, com as duas equipes se lançando vorazmente ao ataque e contra-ataque. Trocação danada, repleta de erros, repleta de quases. Ninguém fez jus à vitória. Não produzimos volume para vencer. Por outro lado, escorreu suor que não merecia a derrota.

Nos noves fora, somamos um ponto. Improvável, até certo ponto. Fizemos no primeiro jogo de outubro toda a pontuação de setembro. Que seja o prenúncio de uma revolução. Outubro é tempo.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: wal

3 Comments

  1. Um comentário rápido, a narração do jogo sempre insistiu no fato do FLU não ter vencido o fla no ano. Como se tivesse perdido todos os jogos e ainda que eles só empataram no final. Narração muito ruim

    1. Se vc assiste os canais da platinada, seja aberto, sportv ou premiere, não espere nada diferente Nunca.

      ST

  2. Verdade Gaia, mas ou assistimos nessas drogas ou não assistimos. Os clubes se submetem ao monopólio da platinada e não temos alternativa.

Comentário