Esperamos mais (por Ise Cavalieri)

ise red

Todo carnaval tem seu fim, os trabalhos sendo retomados e eu de volta! Novos pensamentos, novas expectativas e as velhas decepções.

Gostaria de começar escrevendo que finalmente poderíamos começar um ano melhor. Por exemplo, a troca da fornecedora de material esportivo, aumentando a expectativa de uma imagem ainda melhor para nossos uniformes. Novas contratações e especulações de bons patrocínios. Mas, para não perdemos o costume, parece que continuamos presos lá em 2013.

Até eu, humilde torcedora, que sempre acredita que o Fluminense tem a capacidade de reverter qualquer situação, tenho me sentido desanimada em torcer. Ver que o apoio tem parecido ser em vão.

O Fluminense tem lembrado aquela paixão arrebatadora pela qual fazemos de tudo e em troca, só passamos raiva. Aquela paixão que sempre nos mostra que podemos ser mais trouxas do que achávamos que conseguiríamos.

Esforço-me para acreditar na possibilidade do elenco vir a melhorar com o decorrer do ano, mas tem sido inevitável não listar os inúmeros erros: passes horrorosos, falta de jogadas, não sabemos marcar, não brigarmos pela bola, darmos espaço para o adversário jogar com tranquilidade, nosso setor defensivo simplesmente não existe e nosso setor ofensivo (?) não funciona regularmente. Fred como única referência, a equipe rival marca e acaba qualquer tentativa. Se futuramente precisarmos bater penâltis, também não saberemos (do jeito que estamos, difícil acreditar).

Não se enganem pelo sobrenome, pois não defendo erro algum que nos prejudique. A verdade é que até Cavalieri vem se saindo mal e, por mais que tenhamos muito o que agradecer, ele tem merecido esquentar um pouco o banco.

A dúvida que fica é: o que era feito nos treinos na Era Eduardo Baptista e mesmo as antecessoras? O time está sendo pago para se coçar?

Se perder para o Flamengo é inadmissível, perder para o Botafogo é humilhação. Precisamos passar vergonha na Florida Cup, perder para o Volta Redonda e dois clássicos, para que alguma atitude fosse tomada.

Com a faxina que teoricamente começou a ser feita nas Laranjeiras – a se conferir de verdade os resultados e as motivações -, novos ares, quem sabe o ano começa de verdade para nós. Quem sabe a vinda de novos (e gabaritados) profissionais possam fazer com que o elenco jogue, até porque ninguém recebe um simples salário mínimo.

Já passou da hora de deixarem a brincadeira de mau gosto de lado… Vamos jogar bola!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @isefinato

Imagem: ic/pra

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres