Entre Fred e Levir, os dois (por Marcus Vinicius Caldeira)

CALDEIRA

A que ponto chegamos.

A torcida agora se divide entre apoiadores do Levir Culpi e apoiadores do Fred. As pessoas nem têm as informações corretas sobre o que de fato ocorreu e já saem a fazer pré-julgamentos e a emitirem veredictos. Já deve ser o efeito colateral Moro na sociedade brasileira.

Vamos aos fatos: Fred não treina; Levir não relaciona Fred para o jogo. Todo o resto é disse-me-disse vindo de construções feitas pela imprensa.

Entendam. Não estou dizendo que não aconteceu o que a imprensa está noticiando. Fred estaria puto com Levir e até dito “ou ele ou eu”. Só não quero tirar conclusões precipitadas. Acredito na construção da jornalista Carla Matera, que é tricolorzaça, do bem e cobre o clube há anos, mas nem por isso acho que seja a verdade absoluta. Temos que esperar.

Que há um problema, sem dúvida. Agora, a dimensão desse problema é que iremos saber mais tarde. E, espero, o desfecho.

Levir chegou agora. Diego Souza saiu. No Atlético aconteceu o mesmo com R10 e Tardelli. Quando veio para cá, já sabia do Fred e do seu histórico. Não é obrigado a aceitar tudo. Quem escala é ele e pronto. Porém, já sabia de como as coisas aqui funcionam. Acho que não adianta esticar a corda de primeira.

Por outro, lado, Fred conhece o estilo Levir e deve fazer a autocrítica de que não está bem e chegando ao final do seu ciclo. Deveria baixar a bola também e se esforçar mais para melhorar seu rendimento. Mas também parece que preferiu esticar a corda.

No meio disso tudo, a diretoria para administrar mais uma crise. A solução de contorno é colocar os dois numa sala e lavar roupa suja para se acertarem, para o bem da instituição. Tem de fazer esse papel de apaziguador. Aparar as arestas. Então, se não for possível, que tome suas decisões.

Não vou ficar entre um o outro. Fred é ídolo. Para mim, um dos cinco maiores do clube. Tem seus problemas. Todos temos. Levir chegou agora. Começou bem e é um excelente treinador, mas ainda não ganhou nada diferente de Fred, que tem dois nacionais, um carioca e foi fundamental naquele final de 2009 épico.

Entre Levir e Fred, fico com os dois.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @mvinicaldeira

Imagem: MVC / PRA

8 Comments

  1. Com a vitória, sobre o Voltaço, o Flu chegou a 11 partidas invicto.
    A última sequência tão longa sem derrota foi entre 29/07/2012 e 12/09/2012 (12 jogos, durante a campanha do título do Campeonato Brasileiro de 2012).

    O Culpi é o culpado!

    Leviram o Frederico para remar no clube podre da lagoa!

  2. Não sei qual será a solução, mas o culpado disso é o Peter, pelos trechos da coletiva dele, não disse nada e jogou pra decisão para o Frederico, Peter sempre foi um frouxo na condução do Flu (sem desmerecer o que fez de bom, antes que seus defensores venham reclamar).

    Jogou a condução do clube nas mãos do Mario, teve que jogá-lo as feras para não perder definitivamente a eleição, agora quem vai resolver a questão para ele???
    em tempo: não quero o Mario como presidente.

    continua…

  3. Tinha que levar o Frederico pelas orelhas (já que está agindo como criança) e colocá-lo em frente ao Levir e definir. Se assim mesmo ele não se entender com o técnico, bota pra treinar separado e manda ele achar um comprador para seu “passe”, mas pagando a rescisão.

    Quem tem grana para pagar esses 20 milhões, e ainda o salário que ele ganha?

    Até o palmeiras, pelo que foi divulgado, ofereceu 500 mil + produtividade, e aí?

    Simples assim

    ST

  4. O Fred não tem demonstrado nem profissionalismo muito menos ética.
    Tá preocupado em derrubar o técnico e continuar o reizinho da parada.
    Ganha 800.000 mês e não quer jogar.
    Já não jogou nos EUA por birra com o dentuço e na Primeira Liga por agredir um colega de profissão.

    Tá se lixando pelos títulos que vamos disputar.
    E o frouxo do Peter não foi homem de tomar uma posição.
    Triste menino mimado.
    Anti-herói Macunaímico.

  5. Vejo bem diferente do q comentam acima. Hierarquia deve ser respeitada, mas respeito mutuo é indispensavel. O Levir adora desestabilizar e bater de frente com os gdes nomes nos clubes que passa. Chegou no Flu cheio de marra e pra tomar o grupo vem provocando e constrangendo atleta e capitão: lhe nega ou caça a palavra que tem que ter como capitão, o substitui reiteradamente nos jogos , depois diz q nao suporta jogar os 90mi, desautoriza-o no grupo e tem q aguentar calado? So c/sangue de barata

  6. O Vilmar, o Fred vai para o Atlético, seria mais adequado vc passar a torcer para o galo.

    Digo isto pois vc não pode ser tricolor, ou não acompanhou o time antes e o depois do Levir.

    Na realidade não tínhamos algo que se assemelhasse a um time desde o Abel.

  7. Acredito que se o Frederico estivesse animando ou dando orientações, combinando posicionamento com os garotos, o Levir não teria enquadrado ele.

    Lembrando a forma como ele vivia dando esporro nos “mulekes” dentro de campo, ou seja, em frente as câmeras, nem quero pensar em como ele deve gritar com eles no vestiário.

    Então se o Levir parou ele “na marra”, tá certo, quem dá esporro e/ou orientações é o técnico em 1º lugar, depois pode haver um complemento de jogadores.

    ST

Comments are closed.