Editorial – A leviandade das notas oficiais do Fluminense

Em poucos dias, o clube emitiu três notas oficiais sobre os assuntos policiais que o cercam, seja de forma involuntária ou não. Uma coisa é certa: ao precisar se reportar três vezes sobre o mesmo assunto, a péssima comunicação foi exercida mais uma vez de forma desqualificada. Não passou de retórica oca com pretensões ameaçadoras e também debochadas na direção dos sites e blogs tricolores, de forma generalista e, portanto, leviana.

Não chega a constituir novidade no flusocismo de segunda geração que hoje infecta o Fluminense, mesmo num momento em que as coisas parecem melhorar dentro de campo – involuntariamente -, porque o que se vê fora das quatro linhas é de constranger qualquer tricolor que se preze.

No entanto, a patética comunicação realizada pelo clube nesta sexta-feira só vem corroborar o que já se sabe: a ojeriza da atual gestão tricolor por qualquer pessoa que exponha críticas, mesmo que construtivas, ao atual modus operandi das Laranjeiras, mostrando-se absolutamente incapaz de atender aos mínimos preceitos do direito de opinião, que não deve ser confundido com a vista grossa para a prática de crimes contra a honra.

Ao generalizar o rótulo de sensacionalista aos sites e blogs tricolores, tratando-os como aproveitadores da marca tricolor, o Fluminense presta um desserviço a si mesmo e despreza a memória da torcida. Naturalmente, não dispensa o mesmo tratamento aos jornalistas chapa branca da imprensa convencional – e não é à toa que nenhum dessa curriola tratou dos graves assuntos publicados no dito Blog do Paulinho. Mas outros nomes também são poupados há tempos, vide o caso do dirigente de futebol Elias Duba, por exemplo. Por que será?

Em dezembro de 2013, janeiro e fevereiro de 2014, enquanto toda a mídia tradicional apedrejava o Fluminense, este PANORAMA manteve uma defesa incansável da instituição sem se aproveitar dela, ao contrário de papagaios de pirata dos tribunais esportivos. E foi nesta casa que nasceu a maior defesa institucional da história do clube, o livro “Pagar o quê?”.

Aliás, não custa lembrar que aqui reside o blog com o maior número de títulos literários e autores publicados sobre um time de futebol do país. Se o presidente do clube e sua vassalagem desprezam este fato, o mesmo não se pode dizer das centenas de milhares de tricolores que frequentam este endereço digital desde 2012.

Com mais de 15 mil páginas de conteúdo próprio, dezenas de livros publicados – sem um centavo ou apoio do clube para nada – e centenas de programas de TV, é certo que este PANORAMA não precisa da bênção de nenhum dirigente tricolor para manter sua luta em defesa do Fluminense, nem precisaria responder a uma nota leviana e moleque. O currículo da casa fala por si. Mas a omissão não mora aqui.

Não é no PANORAMA que se abrigam picocelebridades e guardiães das gestões anteriores e da atual, com seu trabalho de histeria escroque nas redes sociais, em frenesi nas vitórias e foragido em momentos mais difíceis.

Que o time tricolor continue na luta por bons resultados no campeonato brasileiro. E que fora do campo o Fluminense tenha em 2022 uma eleição capaz de sanear o mofado mais do mesmo fincado nas Laranjeiras, de preferência com uma comunicação institucional e não de vaidade – e cólera – pessoal.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

2 Comments

  1. A OPORTUNIDADE DE FECHAR O CERCO NA BUSCA DE ABRIR ESSA CAIXA PRETA, QUE, VEM A RIGOR DESDE ESSE SIEMSEN UM ACABADO EXEMPLAR DO JANOTA E ALMOFADINHA, ADEMAIS, NO TESTEMUNHO E NA CONSTATAÇÃO DO CONSELHEIRO PRESENTE AO PROGRAMA PANORAMA TRICOLOR, ADEPTO DO JEITINHO TRANSGRESSOR E A RESULTAR EM PREJUÍZO MILIONÁRIO A ESSA AGREMIAÇÃO GLORIOSA À BEIRA D’UM ATAQUE DE NERVOS CASO NÃO HAJA ALGUNS A DETER ESSA SANHA DE OCUPAÇÃO DEVASTADORA…

  2. A diretoria do Fluminense, independente de culpada ou não por esse imbróglio horroroso, demonstra um total desprezo ao clube, e a sua torcida.
    Como muito bem ditonpela coluna, eles odeiam todos que fazem uma crítica, por mais construtiva que seja, e adotam quase um estilo “bolsonarismo tricolor” com ataques nas redes sociais.
    Essa diretoria é uma vergonha, e tem de ser combatida de forma ética e moral, ao contrário da forma que eles mesmo agem.
    Parabéns ao Panorama Tricolor pela postura…

Comments are closed.