Diz aí Drubscky o que cê vai fazer (por Rods)

DrubsckyAinda não li o livro de Ricardo Drubscky. Na verdade, até escrever esta coluna, não fazia ideia de como é a capa do livro. Mas sim, tenho a curiosidade de conhecer as ideias do nosso atual técnico no campo teórico. Assim como um grande número de tricolores, ainda tenho algumas ressalvas, mas é preciso reconhecer que, na prática, o trabalho dele não parece ruim. Não podemos julgá-lo pelo desempenho no Euricão 2015.

Mesmo com três volantes, Drubscky colocou o time pra frente contra o Joinville e realmente parece ter boa leitura de jogo, pois costuma ser feliz nas substituições. Ainda que a saída do Pierre tenha se mostrado um erro no decorrer do segundo tempo, a opção tática dele foi perfeita. Com o time de Santa Catarina jogando com 10, não havia real necessidade de manter nosso “cão de guarda” em campo.

E agora, já na segunda rodada, com a perda momentânea de Marlon e Kenedy, surge o primeiro grande desafio: armar o time sem os dois titulares. Será que já tem uma nova formação pronta? Enquanto isso, a diretoria corre para sanar os erros nos contratos de Magno Alves e Antônio Carlos. Ficando tudo certo, serão os dois os substitutos automáticos? Ou será que o Vinícius será premiado com a titularidade? E pra zaga? Henrique é mesmo a primeira opção?

Tem mais um detalhe: o perfil do nosso adversário será definido de acordo com seu resultado na Libertadores, hoje à noite. Ou seja, Drubscky iniciou a preparação, mas só pode definir o time com essa carta na mão. Enfim, chegou a hora do nosso contestado técnico mostrar do que é capaz e provar, se puder, que é sim digno de dirigir o Fluminense.

Flu em Brasília

Eu, se ainda morasse em Brasília, estaria surtando de felicidade por poder ir a dois jogos do Fluminense seguidos. Porém, apesar de ser bom para os cofres tricolores (no caso do jogo contra o Corinthians), é extremamente oneroso para os torcedores. No jogo deste domingo, contra o Atlético Mineiro, os brasilienses e quem se aventurar a viajar para assistir ao jogo, desembolsarão R$ 160,00. O problema é que a torcida da Capital Federal é tão carente de futebol que, apesar de reclamar, encherá o Mané Garrincha.

Sobre o possível (ainda não está fechado) jogo contra o Corinthians, vejo muitos torcedores cariocas reclamando. Realmente, já sofremos um bocado durante o estadual, quase que impedidos de ir ao Maracanã e quando chega o Brasileirão, a diretoria leva o time pra longe. As desculpas estão nas finanças do Clube. Complicado de entender e de aceitar, mas talvez seja mesmo necessário.

Salários atrasados

A principal manchete no noticiário tricolor de ontem foi débito do Fluminense com jogadores e funcionários. Não estou justificando e muito menos querendo defender nossa diretoria, mas levando em conta que apenas foi divulgada recentemente a dívida de 8 meses do Corinthians com seus jogadores, jogo a pergunta: a quem interessa escancarar uma crise nas Laranjeiras?

ST!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @Rods_C

Imagem: espn.uol.com.br

IMG_20150425_162953

1 Comments

  1. Boa Rods !

    O Nosso tecnico de bobo nao tem nada. Eu simpatizo com ele. Nao inventa qdo mexe. O cara entende de futebol. Nao nasceu ontem.
    Acredito em libertadores. Os times brazucas que disputam a competicao sulamericana, nao sao nada especiais.

    Aquele abraco !
    ST

Comentário