O Fluminense na Copinha (por Hugo Jácome)

O Fluminense anunciou seu elenco para a disputa da Copa São Paulo de Futebol. Os garotos jogam contra o Socorro-SE (02/01), Vilhenense-RO (05/01) e contra o Ituano-SP (08/01). Todos os jogos dos Moleques de Xerém terão transmissão do SporTV.

Trata-se de uma das principais competições de base do futebol brasileiro. O tricolor é o segundo maior vencedor da competição, mas apesar do histórico positivo, as últimas participações deixaram a desejar. A última que teve destaque foi em 2012, um time que tinha como principais nomes Michael e Marcos Jr. Apesar do pequeno destaque que tinha, Fabinho, atualmente volante da seleção brasileira e do Liverpool, atuou naquela edição. De lá para cá, pouco ou nenhum destaque nas competições, apesar das dezenas de jogadores formados. E o que podemos esperar da nossa participação em 2020?

No gol, foram 4 relacionados: Cayo Fellipe, Gustavo, Marcelo Pitaluga e Pedro Rangel. Cayo Fellipe atuou em 2019 pelo sub-17. O jogador nascido em 2003 foi considerado o melhor goleiro do Torneio do Paraguai sub-17 vencido pelo Tricolor. Foi, ainda, o goleiro do time campeão estadual sub-17 da temporada passada. Gustavo é nascido em 2002 e foi goleiro em parte do Brasileiro sub-20 no ano passado. Dividiu a posição na categoria com Pedro Rangel, o mais experiente dos quatro, nascido em 2000, que havia chegado do Itapirense após ser observado na Copinha de 2019.

Por fim, Marcelo Pitaluga, o goleiro de maior destaque. Chegou ao Fluminense ainda no sub-7, o garoto nascido em 2002, com 1,90 de altura, provavelmente será o titular da equipe. Em 2019, revezou entre o elenco principal e o sub-20. Compôs o grupo campeão mundial Sub-17 pela Seleção Brasileira em 2019. Destaca-se sempre em disputas de pênaltis, o que pode ser um trunfo se o Clube chegar nas fases finais.

Para o sistema defensivo, foram relacionados os laterais-direitos Calegari e Guilherme, os zagueiros Cipriano, Davi, Denis, Geovani e Luan Freitas, enquanto para a lateral-esquerda foi levado o garoto Marcos Pedro. Lucas Calegari, nascido em 2002, é um dos principais destaques de Xerém. Chegou aos 12 anos, fruto do trabalho de observação do Clube, como jogador de frente, mas hoje reveza entre lateral-direito e meio de campo. Em 2019 treinou entre os profissionais e foi convocado para a Seleção Brasileira sub-17. Guilherme, nascido em 2000, foi contratado em julho junto ao Duque de Caxias, após um período de testes em Xerém. Desde sua chegada, passou o maior tempo como reserva no sub-20. O único lateral-esquerdo de ofício dentre os relacionados é Marcos Pedro. O garoto nascido em 2001, foi captado em 2017 junto ao Tigres do Brasil, jogou a temporada pelo sub-20 e será o titular da posição.

Na zaga, Cipriano subiu ao sub-20 no final de 2019. Nascido em 2002, o garoto fez a maior parte da temporada pela equipe sub-17, em que se sagrou campeão estadual, sendo um dos titulares do time. Davi fará sua primeira temporada sub-20 nesta temporada, estreando na Copa São Paulo. O zagueiro nascido em 2002 atuou a maior parte da última temporada pelo sub-17, sendo convocado em jogos pontuais para integrar o elenco sub-20. Denis é mais um zagueiro nascido em 2002 e que esteve em ação pelo sub-17 na temporada passada.

Geovani e Luan Freitas devem ser os titulares para o início da competição. O primeiro, nascido em 2000, já está no sub-20 desde 2018 e contará com a experiência de ir para sua terceira Copa São Paulo. O segundo é o grande destaque do sistema defensivo. Em 2019 passou parte da temporada treinando entre os profissionais. Nascido em 2001, foi convocado para a seleção brasileira sub-20 na última temporada. É um dos garotos que deve compor o novo elenco sub-23 criado pelo Clube, além de integrar o elenco principal em alguns jogos. Anda sendo observado por Udinese-ITA e Lille-FRA.

Para o meio de campo são opções: André, Emanoel, Martinelli, Nathan, Caio Vitor, Denilson e Wallace. André, nascido em 2001, é mais um dos atletas que vêm chamando atenção na base. A tendência é que, após a Copa São Paulo, inicie a transição para o profissional, pelo Sub-23. Foi captado em 2013 quando jogava na Bahia. Foi um dos destaques em 2018 pelo sub-17, no time vice-campeão da Copa BH e Copa do Brasil. Em 2019, já integrado ao sub-20, jogou a Copa São Paulo, após se recuperar de uma caxumba que prejudicou sua participação, e teve convocações para seleção brasileira sub-20.

Emanoel compôs o elenco sub-20 ao longo de 2019. Nascido em 2001 é um dos que têm um pouco mais de bagagem no elenco. No entanto, tende a ser reserva no plantel. Nathan foi integrado ao sub-20 ainda em 2019, tendo poucas chances. O próximo ano deve ser sua consolidação, com mais chances de mostrar a qualidade apresentada enquanto sub-17. Martinelli, nascido em 2001, captado junto ao Grêmio Prudente em 2017, deve ser um dos titulares no meio de campo tricolor. Era do time sub-17 de 2018 e fez seu primeiro ano no sub-20 em 2019. Tende a dar sequência nesta temporada pelo sub-20, começando pela Copa SP. Caio Vítor foi captado junto ao Volta Redonda em 2019, integrando, desde então, o sub-20. Nascido em 2000, jogou a Copa SP de 2019 pelo Voltaço. No tricolor, jogou o Brasileiro e fez 3 gols. Um dos mais experientes da turma, Denílson, nascido em 2000, tem histórico em seleções de base, defendendo a seleção canarinho no Sul Americano sub-15 em 2015.

Wallace é um dos destaques do time. Nascido em 2001, carregará a experiência de já ter defendido as cores do Fluminense em uma Copa SP. O garoto, monitorado pelo Liverpool, se destacou pela equipe sub-17 de 2018 que encantou a torcida e já levou Marcos Paulo e João Pedro aos profissionais. Foi convocado para a seleção sub-17 e é cercado de bastante expectativa pela diretoria tricolor, razão pela qual possui uma multa altíssima para o cenário europeu.

Para finalizar, no ataque foram chamados: Gabriel Teixeira, Jefferson, John Kennedy, Kaká, Macula, Luiz Henrique, Miguel Vinicius, Samuel e Yago. Gabriel é nascido em 2001 e já está integrado ao sub-20 desde o início do ano, assim como Jefferson, nascido no mesmo ano e que, também, subiu ao sub-20 em 2019. O segundo foi convocado, neste ano, para a seleção brasileira sub-18. John Kennedy foi um dos garotos que mais chamou atenção em 2019, principalmente por sua estrela em clássicos. O garoto nascido em 2002 fez a temporada pelo sub-17 e, agora, experimentará sua temporada pelo sub-20. Foi o artilheiro do carioca sub-17 com 15 gols, marcando o gol do título. Chegou ao Clube aos 14 anos e fará sua primeira temporada no sub-20.

Kaká é mais um garoto cercado de expectativas nas Laranjeiras. Acumula convocações desde o sub-15 e possui uma multa milionária. Nascido em 2002 é mais um que fará sua primeira temporada pelo sub-20 tricolor. Nascido em 2000, Macula já está integrado ao sub-20 desde 2018, tendo atuado na última Copa SP. Tem dois jogos pela equipe principal e é um dos mais experientes do time. Luiz Henrique é mais um que brilhou no sub-17 que encantou os tricolores e revelou Marcos Paulo e João Pedro. Subiu ao sub-20 em 2019, jogando, inclusive, a Copa SP de 2019. Nascido em 2001, é mais um que chama a atenção. Miguel Vinicius é um dos principais nomes de Xerém. Nascido em 2002, acumula passagens pelas seleções de base entre o sub-15 e o sub-17.

Samuel chegou ao Fluminense na negociação de Biro-Biro à China. Como Biro-Biro tinha percentual junto ao Nova Iguaçu e este queria que o Fluminense aceitasse a proposta chinesa, cedeu Samuel ao tricolor, mantendo um percentual dos direitos econômicos. À época no sub-15, já tinha passagens pela seleção brasileira vestindo a camisa laranja do Nova Iguaçu. Pelo Fluminense, disputou a temporada pelo sub-20, jogando, inclusive, a Copa SP, quando marcou 4 gols em 5 jogos. Nascido em 2000, teve seu contrato renovado neste ano, aumentando sua multa rescisória para mais de R$100 milhões. Por fim, Yago nascido em 2001, filho de Iranildo, o Chuchu, chegou ao Fluminense em 2016. Integrado ao sub-20 ao longo de 2019, frequentou o banco de reservas na maior parte da temporada.

O técnico tricolor é o Eduardo Oliveira, que, desde maio de 2018 comandava o sub-17 e agora terá oportunidade no sub-20 tricolor. Chegou ao Fluminense como Coordenador Metodológico de Xerém até assumir a equipe sub-17, quando comandou o time vice-campeão da Taça BH e da Copa do Brasil da categoria. A aposta do treinador é na base daquele time sub-17, com Marcelo, Luan, Calegari, André, Martinelli, Luiz Henrique, Wallace, dentre outros. De um lado, há a aposta em um time vencedor e entrosado; de outro, é um elenco muito jovem, apesar de alguns garotos nascidos em 2000, o que pode prejudicar a participação. Com isto, embora não se espere um time que brigue por título, sobretudo por sua juventude, certamente será um time que revelará grandes nomes para o profissional, sobretudo pelos destaques individuais, que, em sua maioria, chegaram recentemente ao sub-20.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

2 Comments

  1. Obrigado. Estou sabendo tudo sobre todos. É para pegar experiência. Esse time su 17 tem muitos talentos. S tc

  2. Feliz 2020 a nós tricolores. Que consigamos ter um ano menos turbulento e quem sabe beliscando a Sula.
    Sua análise foi muito detalhada dos garotos do Sub-20. Parabéns pelo ótimo trabalho !
    Moro em São Paulo e sempre que posso vou assistir in loco os jogos da garotada na Copinha.Torçamos para que esse ano consigamos chegar mais longe que nos anteriores.
    Um grande abraço!

Comments are closed.