Contra os porcos e outros bichos escrotos (por Paulo Rocha)

INFORMÁTICA PARA PEQUENOS E MÉDIOS AMBIENTES

A tática usada pelo Palmeiras não é novidade. Na semana de um confronto entre as equipes pelo Campeonato Brasileiro, o clube paulista joga na imprensa que está interessado em dois de nossos principais jogadores. O argumento é que, como o Fluminense passa por grave crise financeira, fica mais fácil ser bem sucedida a tentativa de sedução.

Todos sabemos como é o Palmeiras. Tivemos episódios com Thiago Neves, Martinuccio (este, creio, se arrasta até hoje na justiça)… no início deste ano, inclusive, tentaram nos tirar o Gustavo Scarpa. Não conseguiram, mas parece que não descansarão até conseguirem contratar novamente algum jogador nosso, como fizeram com Jean no início de 2016.

Não sei se o interesse em Wendel e Richarlison é real ou apenas uma forma de desestabilizar os jogadores antes do confronto. Se for, que Abel saiba usar isso em nosso favor. O treinador também identificou a escrotidão palmeirense. “Que estranho, justamente agora que vamos jogar contra eles…”

Mas amigos, não é só o Palmeiras que está sendo escroto com o Fluminense. As contas da gestão passada, aprovadas sem contabilização, a situação atual decorrente da má administração, são outros dragões que bafejam diariamente nossos rostos tricolores. O atual presidente herdou uma bomba; só não sei dizer se ele estava ciente ou não.

Ah, outra coisa: fodam-se os setores da imprensa que, dissimuladamente, tentam nos desestabilizar e nos tirar da nossa caminhada. Todo dia tem notícia de que estão interessados em fulano, em cicrano, em beltrano, que o clube está na merda… Porra, vão tomar no cu! Eu sou jornalista e sei que essa porra existe. Sempre existiu.

O desempenho do time, mesmo irregular, nos dá a esperança de dias melhores. Nossa torcida também parece ter acordado e, com o surgimento de novas frentes e novas lideranças, a empolgação voltou. Por falta de incentivo da arquibancada o Fluminense não deixará de vencer ou, no mínimo, largar a vida em campo em busca do resultado.

Pois que enfrentemos o Palmeiras em seu chiqueiro high-tech e todos os escrotos de plantão com a altivez dos guerreiros que somos. Que mais uma vez mostremos pioneirismo vencendo outra batalha contra tudo e contra todos. Podemos até não vencer o jogo, mas temos a obrigação de lutar até o fim.

CENAS DO CENTRO DO RIO

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: paro

O maior acervo de conteúdo próprio sobre o Fluminense na internet

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres