Ceará 1 x 0 Fluminense: atuações (por Mauro Jácome)

PEDACINHOS DA COPA – CLIQUE AQUI.

O Ceará começou aproveitando os espaços na intermediária e no lado direito da defesa tricolor. A situação era mais complicada devido a velocidade nas trocas de passes dos cearenses. Na transição, o Fluminense entregava a bola com inúmeros passes errados. O miolo da zaga alvinegra não marcava bem, mas o meio e ataque do tricolor não conseguiam trocar passes para criar alguma oportunidade clara de gol. Sem adversário, o Ceará foi criando as oportunidades até conseguir colocar dentro do gol, num lance em que Leandro Carvalho partiu do meio-campo e Richard, Gilberto e Gum deixaram o jogador alvinegro chegar na cara de Júlio César. Péssimo primeiro tempo do Fluminense.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com a marcação mais forte na sua intermediária. Dessa forma, o Ceará não conseguia entrar na área de Júlio César. Por outro lado, o Fluminense não trocava dois ou três passes para chegar à área de Éverson. Das alterações do Marcelo Oliveira, somente o Everaldo fez algo. Os laterais e os meias não conseguiam levar a bola até a área do Ceará. Com a exceção de uma infiltração de Everaldo que bateu para fora e um chute do Richard no último lance do jogo, o Fluminense não criou outras chances de gol. Muito pouco. Derrota merecida para o péssimo futebol jogado.

JÚLIO CÉSAR

Teve que se virar para evitar o gol do Ceará. Conseguiu até os 41’, quando o Ceará abriu o placar. No segundo tempo, não teve trabalho.

GILBERTO

Envolvido em todos os lances pelo seu lado. No gol de Leandro Carvalho, correu atrás, mas não conseguiu acompanhar. Perdeu muitas bolas ao tentar sair para o ataque. Nem sombra do Gilberto contra o Palmeiras.

GUM

Muito exigido pelo ataque cearense. No gol, levou um drible fácil e deixou o adversário chegar na cara do gol. No segundo tempo, conseguiu alguns desarmes e ajudou a evitar que a bola levasse perigo ao gol de Júlio César.

DIGÃO

No primeiro tempo, ficou exposto devido à marcação ruim do meio-campo. Na etapa complementar, mais protegido, teve menos dificuldades.

AYRTON

Devido à pressão do Ceará, não saiu para o apoio. Quando tentou, errou tudo: passes, dribles, cruzamentos. Muito aquém de outras jornadas.

RICHARD

Ficou olhando Leandro Carvalho avançar para abrir o placar. Se não errava o passe, tocava para trás.

MATEUS NORTON

Fez pênalti numa disputa. Sorte que o árbitro não quis marcar. Nas poucas vezes que pegou na bola, tocou para trás.

JADSON

Errou todos os passes. Além de matar todas as transições, deu oportunidade ao Ceará de chegar perto do gol de Júlio César. Ficou nos vestiários no intervalo.

LUCIANO

Começou apanhando da bola. Logo, torceu o tornozelo e não conseguiu mais jogar.

SORNOZA

Nada mais do que uma cabeçada com perigo. Não procurou a bola, não ajudou na marcação. Saiu no intervalo.

EVERALDO

Na primeira bola que pegou, amarelou o adversário. Só nisso, fez mais que Sornoza. Depois, tentou algumas investidas pela direita, mas os companheiros estavam muito distantes. Perdeu a única chance do segundo tempo, ao roubar a bola, invadir a área, mas bater ao gol de cabeça baixa.

JUNIOR DUTRA

Sumido no primeiro tempo, sumido no segundo. Partida muito ruim.

MATHEUS ALESSANDRO

Não conseguiu melhorar o rendimento do ataque. Abusou de chuveirinhos.

PEDRO

Teve que sair muito da área para buscar a bola, mas a marcação foi muito forte. Não conseguiu render.

MARCELO OLIVEIRA

Richard e Mateus Norton juntos matam o meio-campo tricolor. Não há saída de bola. Precisa achar uma solução para o lugar de Sornoza. Há tempos, o equatoriano não está rendendo. Pedro ficou muito isolado porque nem o meio nem os laterais chegaram e teve que sair muito da área. O esquema não funcionou. O time não chegava no ataque, não segurava a bola, deixava o Ceará avançar e as alterações não surtiram efeito. Nenhum jogador tricolor se destacou, no entanto, vários jogaram muito mal: Gilberto, Ayrton Lucas, Richard, Mateus Norton, Jadson, Sornoza, Junior Dutra, Luciano.

CEARÁ

Muito mais organizado e com mais disposição. Poderia ter marcado mais gols.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

3 Comments

  1. Gum é passado, não pode mais jogar no Flu, lento e trapalhão. O tal de Matheus Norton é muito ruim e não sei porque o Marcelo Oliveira insiste em escalar esse cara.

Comentário