A molecada tricolor pra cima, “carvalho”! (por Crys Bruno)

INFORMÁTICA PARA PEQUENOS E MÉDIOS AMBIENTES

Oi, pessoal.

Quarta-feira passada, eu comentei sobre a manutenção da postura ofensiva, da intensidade de jogo agredindo sempre o adversário, seja qual fosse, onde fosse, igualmente nos jogos decisivos que começavam.

Abel não me decepcionou. Até com a vantagem do empate, jogou contra o Vasco de Eurico, “dono” da Ferj, como sempre o Fluminense deve atuar, como time grande, que joga para vencer.

Nos jogos finais contra o Flamengo, que definirão finalmente o campeão, não pode ser diferente. Afinal, temos sempre que lembrar que contra Vasco e Flamengo, pelo Carioca, jogamos contra quatorze (aquele pênalti sobre Wellington Silva que o juiz não marcou foi vergonhoso!).

Mas vamos lá! Que venha o Flamengo com seu apito camarada, que ainda assim fazemos frente ao “melhor time do Brasil com a maior torcida do mundo” (rá). Ainda mais numa final. Da última vez, com time tecnicamente inferior e jogador expulso, vencemos com a barriga de Renato Gaúcho, só para humilhar.

Outros tempos, claro. Assim como o Vasco sabia, o Flamengo também sabe que precisará jogar muito para superar minha molecada. Não vejo o meio-campo deles com essa qualidade de quebrar nossa velocidade na categoria porque são carregadores de bola.

Para o Flamengo ser campeão só mesmo contando com a arbitragem e nosso ponto fraco: a bola aérea, ainda mais com Cavalieri, que não ajuda os zagueiros ficando plantado no gol.

Outra dica seria incluírem bactérias e parasitas na comida da minha molecada! Principalmente mexendo nos jogadores chaves do time: Lucas, Henrique, Orejuela, Sornoza, Richarlison e Wellington Silva, especialmente esses quatro últimos.

Então, sem euforia e calçada com as sandálias da humildade, afirmo sim: somos favoritos porque jogamos hoje o melhor futebol do país. E que prazer delicioso escrever isto sem soberba, relatando os fatos sem compromisso com gestão de imagem de clube A ou B, para agradar C ou D, muito menos sem clubismo tosco e incoerente.

“Esse é meu time, c***!”, vibrou o maravilhado Abel na virada sobre o Botafogo. Eu digo, desde as duas primeiras partidas de 2017, nas vitórias sobre Criciúma e Vasco: essa é minha molecada, “Carvalho”!

Prepare a faixa porque “Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe, Nense! Seremos Campeões”. E se assim não for, pior para os fatos, como diria nosso profeta Nelson Rodrigues.

Toques rápidos:

– Henrique Dourado deve retornar no lugar de Pedro. Moleque muito bom de bola, ficou muito angustiado nas últimas partidas para marcar seus gols, porque sabe que é o gol que consagra. Não precisava. Parecia o Richarlison de 2016. Calma, Pedro: seu talento muito nos ajudará ao longo do ano.

– O que está jogando Wellington Silva é “brincanagem”! Meu camisa 11 indispensável para o encaixe do time, pelo drible frontal, ganhou mais espaço para flutuar com a saída do Scarpa e o recuo do Sornoza, que ajuda os volantes na marcação e saída de bola, infelizmente, mais afastado da grande aérea. Wellington tem aproveitado isso, sendo hoje nosso jogador mais importante.

– Incansável, um leão pelo lado do campo como Wellington, Richarlison anda iluminado. É a minha aposta para autor do gol do título (risos). É bíblico: “70 vezes 7 vezes”, é o 7 do gol de barriga, no dia 7 do ano 17. Matemática correta? Claro que não! Mas o Fluminense a desafia.

– E você, em quem aposta para autor do título? O camisa 70 como eu? (risos) Até lá, vou seguindo a linda Bravo 52:

– “Fluminense, te amar é minha raíz. Estar do seu lado é o que eu sempre quis. São tantas recordações das taças que levantei, dos títulos brasileiros que em laranjeiras eu festejei. Tricolor, minha paixão. Te levarei comigo no peito desde o berço até o caixão. Nense! Nense! Nense! Nense! Nense! Nense!”

– Dedico esse texto à minha tia Edna, tricolor de coração, que nos deixou dias atrás para se unir aos tricolores do céu com a benção de João de Deus. Sempre te amarei, tia.

CENAS DO CENTRO DO RIO – CLIQUE AQUI

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @CrysBrunoFlu

Imagem: bic

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres