Sai fora, caipora! (por Francisco da Zanzibar y Zanzibar)

Queridões, estive no Maracanã neste domingão, sonhando com uma tarde de glórias, mas só não fiquei pior do que um personagem: o pobre que vai pagar a conta do supermercado com cartão de crédito e a bandeira não autoriza. Que ebó, Senhor!

Não sei o que acontece num time que tem tantos beninos travados, moles, sem pegada. Tem que botar filé mignon e feijão no prato dessa gente. Meodeus. Se esse pessoal transa do jeito que vai na bola, haja paciência das parceiras e eventuais pessoas em suas vidas. Precisam de um Viagra natural e transarem mais a bola.

E depois de uma partida de pobreza dessas, ainda me vem o benino Scarpa dar chilique e bater pezinho como se fosse blogayrinho do Agaynaldo Happybath. Vade retro, Satanás! A gente atura esse teu bigode cafona de hor-ror há anos e você vem reclamar da torcida, jogando esse futebol de miserinha, filhão? Sai fora, caipora! Tome tenência nessa vida. Ser tricolor é viver a vida em todas as suas possibilidades, mas não ficar de viadagem pra jogar nas costas da torcida a culpa de uma atuação ridícula. Abel, dá uma varada de marmelo nesse benino abusado e arruma essa casa! Abalou!

Agora é virar o jogo no Fla-Flu de todos os santos. Em nome de Deus, da pátria, da família e contra a corrupção sempre, temos que lotar nossa parte e dar um show para engatar esse time. Vencer o time das pomba gira (sic) é normal. Podemos eliminar o time mais querido da Flapress. Ser Tricolor é jogar com garra, com luta, com muito tesão e não me importa mais nada. Abafa, Fluzão!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: zan

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres