Botafogo 2 x 0 Cristovão (por Marcus Vinicius Caldeira)  

fred botafogo 2 0 fluminense 08 2014 carlos costa

Em toda derrota, nós torcedores apaixonados, procuramos um bode expiatório para justificá-la ou culpar alguém, pois é mais fácil bater em um do que aceitar que o outro time é superior  – ou foi superior no jogo -, ou ainda analisar o todo para entender a derrota.

Não queria cometer esse erro. Algumas coisas poderiam justificar a derrota de ontem. Péssimo jogo dos nossos dois laterais. Quantidade de gols perdidos no segundo tempo. Pênalti perdido pelo Fred. E um suposto corpo mole de alguns jogadores.

Mas não tem jeito.

O motivo da derrota ontem me pareceu óbvio: a bizarra e ridícula substituição promovida pelo Cristovão no segundo tempo. O jogo estava ruim, o Fluminense não fazia uma boa partida, mas a disputa estava parelha. Sem sustos para o Fluminense.

Nosso treinador resolveu então tirar Cícero, que é um motorzinho no meio-campo, para colocar Walter pesando 100 quilos no ataque e se juntando aos lentos Fred e Sóbis, abrindo o meio-campo.

Na hora reclamei da substituição e exclamei: “Cristóvão fez merda”! E fez. Pouco tempo depois a vitória do Botafogo estava consumada com o placar de dois a zero.

Para começar, a escalação já foi errada. Ninguém deve ser titular pelo nome. Sóbis e Fred não podem jogar juntos. O ataque fica travado com dois jogadores lentos. Ou se joga com Sóbis enfiado e Fred no banco, ou coloca o Fred e o Sóbis no banco para entrar no segundo tempo no lugar do Fred.

A verdade é que no ataque o time está desequilibrado. Temos três excelentes jogadores para jogarem enfiados – Fred, Sóbis e Walter – e nenhum atacante de velocidade. Esperamos muito por Nem e não traçamos nenhum plano B.

Com a mexida do nosso treinador o time ficou com Fred, Walter e Sóbis.

Bizarro. Não há explicação para essa substituição. Tanto que logo em seguida, os gols do Botafogo saíram. E o time não conseguia produzir nada.

Após tomar os dois gols, o treinador tirou o Bruno e colocou o Diguinho. Conseguiu reforçar a marcação no meio. E o time vou voltou a produzir ataques e teve chances de empatar o jogo.

Conca e Sóbis perderam dois gols cara a cara em assistências do Fred. E Fred perdeu um pênalti.

Aliás, espero sinceramente que o Fred não bata mais pênaltis na vida dele. Não é um batedor de pênalti. Nunca foi. Então que se pare com isso. Mas depois da lambança do Cristóvão, não havia muito o que fazer. A derrota está já estava consumada.

Esperava que o treinador se diferenciasse dos demais e assumisse o seu erro e que a derrota foi fruto desse erro. Seria honesto. Evitaria o disse-me-disse e ainda ganharia muitos pontos. Mas preferiu seguir a cartilha dos treinadores brasileiros: não assumir seus erros. Com isso, vai ficar uma falação sem fim e dá possibilidade de gerar uma porrada de especulações.

Cristóvão continua com crédito. No geral vem fazendo um ótimo trabalho, tanto que estamos no G4 ainda. Mas é bom voltar à sua rota de acertos. Que volte a fazer o time atuar com gala como fez até o jogo do Atlético Paranense ou que, no mínimo, volte a vencer. Se tiver que barrar o Sóbis, que barre. Se tiver que barrar Fred, que barre. Faça o que tem que ser feito para fazer o time voltar a vencer. O que não pode é fazer coisas que levem à derrota. E ontem ele fez.

Sóbis e Fred não podem jogar juntos. Walter tem que ser afastado para se recondicionar fisicamente. Se tem focos de insatisfação no elenco (ninguém de fora vai saber, tudo especulação), que se resolva logo, nem que seja afastando jogador. Para mim, no final de 2013, Wagner, Jean, Bruno e Diguinho deveriam ter saído fora do clube. Não confio no caráter desses jogadores.

Carlinhos não jogou nada. Se continuar assim, que seja afastado, treine em separado já preparando para a sua não renovação de contrato.

O tratamento tem de ser de choque.

Nossa realidade, hoje, é a disputa pela vaga para a Libertadores.

Que corrijamos a rota para esse foco. Se conseguirmos mais, será lucro.

Cristóvão errou feio, mas não é hora de mudar comando técnico. É um bom treinador. Apenas errou.

Quarta é vencer ou vencer.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @mvinicaldeira

Imagem: lancepress/ Carlos Costa

SPRIT

3 Comments

  1. Caro Caldeira, muito boa sua análise. Entretanto, creio que resolveríamos uma boa parte de nossos problemas se voltássemos a jogar com ONZE. Esta aberração que atende pela alcunha de Bruno jamais deveria ser jogador do Fluminense. É o pior de nossa história. Deveríamos afastar em definitivo o Carlinhos, que nitidamente não deseja mais continuar no clube, assim como o Cavalieri. Recinda-se os contratos. Um abraço. Prepare a molecada de Xerem. 2014 já era. Que nós preparemos para 2015.

  2. Sou de uma época em que nossa gangorra era “um ano sim, outro não, e o Flu é CAMPEÃO” e agora a coisa virou, é sempre um ano bom, e outro PÉSSIMO.
    Depois de ontem, e pelas notícias que chegam, acho que não estamos mais na disputa pela vaga para a Libertadores, e sim disputando para NÃO CAIR, repetindo 2013.
    Estou ficando CANÇADO dessa palhaçada, vivendo a eterna dúvida de como estaremos no final de cada temporada.
    Tá difícil!!

  3. Ouvi dizer que o grupo rachou,dois jogadores discutiram sobre o bicho . Um dos líderes ficou neutro,outro ficou indignado com o acontecido , que veio agora ficou sem entender.Se isso realmente aconteceu na quarta 5X2,é melhor pensar nos 47 pontos,apesar que eu já vi que tem gente que aceitou reduzir a proposta salarial.Treino de sabado

Comentário