Baixa isso! (por Gilmar Prado)

Deu no Google: em 2011, o percentual de bilheteria em relação às receitas brutas dos principais times de futebol do país era de apenas 8%.

http://www.bdobrazil.com.br/PDFs/Noticias/Financas_2011.pdf

Então, já que os jogos têm em 99% das vezes arquibancadas vazias, sendo que o “espetáculo” já está pago, por que não baixar o preço dos ingressos de modo a permitir que o torcedor mais pobre – e que sempre encheu os estádios – possa fazer a festa nas arquibancadas?

Baixa isso, pô!

Não adianta fingir que é outra coisa.

Essa historinha de estádios lotados com público rico e sofisticado é muito boa para a Europa, que teve uma definição de perfil desde o começo do esporte.

O Brasil é outra coisa. É arquibancada de pobre.

Lembram que antigamente rico comprava cadeira especial pra não se misturar? Eram meia-duzia no meio de cinquenta mil trabalhadores pobres, todos felizes com seu time em campo, sem cornetagem nem encheção de saco.

Quando Maracanã, Morumbi e Mineirão enchiam direto, não tinha televisão, ninguém via jogo nos bares, o preço era acessível.

Aí inventaram que tem que ser elitizado, estilo primeiro-mundo, só que a nossa “respeitável” elite econômica não está nem aí para o futebol. Ela quer é Village Mall, não colocar a boonda nas cadeiras sujas.

Os setores populares foram liquidados, os ingressos aumentados, mas a dita elite não passou a ocupar o velho Maraca, nem o Engenhão e nem irá de novo ao novo Maraca.

Hoje em dia, para o clássico dar mais de vinte mil pessoas, só sendo decisivo; afora isso, sem chance. Fluminense e Botafogo, terceira rodada do Carioca, 60 contos. Para com isso!

Abelão reclamou ontem e bem; o preço está salgado para quarta-feira.

Atenção: eu sou CONTRA qualquer tipo de tricolebagem. Agora, a 80 contos, se o cara levar mulher e filho, deixa meio salário-minimo no Engenhão num jogo que é importante, mas não decisivo. Claro que isso pesa e muito.

Você vai de carro, deixa no estacionamento do maldito estádio, o jogo acaba meia-noite, você sai da garagem uma da manhã. Brincadeira.

O futebol já está mais do que pago, gente. Anunciantes, televisão (que paga muito e faz o que quer), imprensa, tá tudo muito bem-pago. Mas tá faltando uma coisa essencial no espetáculo do futebol: público nas arquibancadas. Aí fica meio-espetáculo.

A rapaziada que ia até Marte pra ver um jogo agora economiza pra três cervejas e assiste no boteco da esquina.  Eram 20 mil no maraca, agora são 3 mil em Volta Redonda e olhe lá.

A respeitável confraria que acha que tem que ser elitizado mesmo não lota estádio nenhum e vai de Premiére.

E lá vai o campeão brasileiro de novo jogar até meia-noite para meia plateia de Enchenão, quando merecia a p*rra do Maracanã lotado pra si.

Abelão tem razão. Ele sabe do que está falando.

É do tempo em que bastava espirrar “atchim”, as pessoas entendiam “Fla-Flu” e lotavam tudo num segundo.

Gilmar Prado

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Contato: Vitor Franklin

10 Comments

  1. Caro Gilmar, o futebol está caro mesmo e sou contra esta elitização.

    Mas, já que está elitizado mesmo, a diretoria acertou em subir os preços pra forçar o socio-futebol.

  2. Esta nossa diretoria só pode está de brincadeira com o nosso torcedor realmente. Ingresso a R$ 80,00, fora da realidade do povo brasileiro.

    Temos que lotar todos os jogos da Liberta, é o título que falta, pra coroar uma geração vitoriosa.

    Acorda diretoria, Engenhão às traças não dá…..

  3. Concordo com o Caldeira, se o torcedor entrar para Sócio Futebol, pagando 30,00 p/mes, terá direito a 50% de desconto, ou seja o ingresso mais caro sai por 40,00, mais barato que na ultima Liberta que foi 60,00.

    1. Gilmar comenta: Nelsão, Sócio-Futebol é fundamental.

      Mas mesmo assim, a turma a que me referi no texto, que é quem sempre encheu estádio, continuará de fora.

      Nenhum time grande do Brasil tem mais de 10% da receita em ingressos. O futebol precisa voltar a ter torcida nos estádios.

      ST

  4. Acho absurdo querer forçar o torcedor a se associar. A resposta está aí: estádio vazio amanhã. Parabéns Diretoria!

  5. Concordo com tudo que foi escrito, o ingresso está um absurdo R4 40,00 pra Norte/Sul? isso é loucura. Infelizmente vou ter que ver a Libertadores de casa se continuar esse preço.

    Mas aí eu tenho que ler os tricolebas falando “Está caro? se associa” como se fosse possível para um monte de gente ter mais uma mensalidade pra pagar ou então dizendo que Grêmio, Atlético, Corinthians tem os ingressos muito mais caros (estou cag*ndo e andando pra esses times, quero saber do meu e poder assistir aos jogos dele no estádio). Infelizmente nossa torcida está se tornando individualista e extremamente egoísta.

  6. Amanhã, o estádio não estará vazio provando a correção da medida! O jogo tem apelo! Aposto em 30.000!

  7. O Gilmar manda o Caldeira chupar cocô, o povão não vai ser sócio nunca a diretoria nem paga eles tem suas cortesias, quero que eles se ferrem, são uns ridículos gostam de ver os estádios vazios esse negócio de forçar os caras de virar sócio é ridículo…

Comentário