Bahia 1 x 1 Fluminense: atuações (por Mauro Jácome)

Início muito recuado do Fluminense, proporcionando a pressão do time do Bahia. No entanto, na primeira investida pela direita, Lucas roubou uma bola, cruzou, Henrique Dourado tocou de letra e Wellington Silva, quase debaixo das traves, empurrou para as redes. 1 x 0. Em desvantagem no placar, o Bahia aumentou ainda mais a pressão. O Fluminense se livrava com chutões, o que fazia com que o Bahia ficasse com a posse de bola quase integralmente. No primeiro tempo, em função do espaço à frente da área, o Bahia concluiu diversas vezes, mas sem sucesso.

O segundo tempo foi quase uma repetição do primeiro. Sem saída de bola e dando campo para o Bahia, o time baiano cercou a área do Fluminense, mas a marcação saiu mais para cima da bola. Poderia até matar o jogo em algum contra-ataque, mas com Marcos Junior e Maranhão seria impossível. Nos últimos dez minutos, com a opção por defender o placar e sem procurar o jogo, o Fluminense foi castigado com o gol de empate.

JÚLIO CÉSAR

No primeiro tempo, fez inúmeras defesas importantes. Na etapa complementar, a bola chegou menos ao gol, na única, o chute de João Paulo foi indefensável.

LUCAS

Fez a jogada do gol que abriu o placar. Depois, ficou preso em função da pressão do Bahia. Só apareceu na frente nos minutos finais.

REGINALDO

Trabalho intenso, pois o Fluminense não segurava a bola. Foi bem pelo alto, mas foi envolvido em algumas investidas do adversário pelo lado de Lucas no primeiro tempo. Na segunda fase, apesar da entrada de Rodrigão, foi soberano. Um dos responsáveis pela não-derrota.

HENRIQUE

Mais dificuldades do que o companheiro de zaga, pois Mascarenhas se posicionava mal e dava muitos espaços. Exceto no gol do Bahia, quando chegou um pouco atrasado, fez boa partida.

MASCARENHAS

Envolvido várias vezes. No primeiro tempo, colou muito em Henrique e deixou a lateral exposta. Ficou mais aliviado quando a marcação melhorou na intermediária. Quase não passou do meio-campo.

OREJUELA

Fixo na frente da zaga, mas muito próximo aos zagueiros, dando espaços para as conclusões de fora da área. Melhorou o posicionamento no segundo tempo. Errou muito na saída de bola.

MARLON FREITAS

Quase um terceiro zagueiro no primeiro tempo. Depois do intervalo, saiu para a intermediária e ajudou a afastar o Bahia do gol de Júlio Cesar. Errou muitos lançamentos longos.

GUSTAVO SCARPA

Péssima partida. Deveria ter percebido que não havia transição, então, poderia ter buscado o jogo para puxar contra-ataques. Errou um caminhão de passes e de chutes do meio-campo.

MARQUINHOS CALAZANS

Colou em Mascarenhas para proteger o lado esquerdo da defesa. Foi o único que tentou levar a bola com mais velocidade, mas chegava muito só à frente. Correu muito.

MARANHÃO

Irrita até os companheiros. Inútil completo.

WELLINGTON SILVA

Fez o gol e, depois, auxiliou Lucas na marcação. Seria uma boa opção para segurar a bola no primeiro tempo, mas ficou muito recuado. Na etapa complementar, deu algumas arrancadas, mas saiu cedo.

MARCOS JUNIOR

Chamou o time um pouco à frente, diminuído a pressão por um tempo. Errou vários contra-ataques.

HENRIQUE DOURADO

Tomou cartão (terceiro) totalmente desnecessário, numa reclamação inútil. Tentou um gol de letra, mas a bola chegou a Wellington Silva para marcar. Recebeu somente uma bola no segundo tempo.

PEDRO

Muito molengão. Precisa se ligar mais no jogo.

ABEL

Duas surpresas: Leo (de saída) e Wendel (dores no tornozelo ou…) fora. A volta de Henrique Dourado e a entrada de Wellington Silva no lugar do suspenso Richarlison foram natural. Tirou Wellington Silva muito cedo. Colocar Maranhão é brincadeira.

BAHIA

Muito fraco. Era jogo para sair com vitória tranquila.

ARBITRAGEM

Não entrou na onda do Bahia de cavar pênaltis constantemente.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

Imagem: biff

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres