Bagunçando o Laranjal (por Fillipe Souza)

bagunçando

Ricardo Whatever. Esse é o nome do novo técnico do Fluminense.

Não amigos, não é 1º de abril. Mas é isso mesmo que vocês leram.

Nosso novo técnico se chama Ricardo Qualquer Coisa.

Teve como último trabalho o Vitória da Bahia, onde ficou por 12 jogos e foi demitido após EMPATAR com o Juazeirense. Irei repetir: JUAZEIRENSE!

Mas que caralhos faz a diretoria do Fluminense? Esse senhor nunca, eu disse NUNCA treinou um time do tamanho do Fluminense!

Eis a lista de times treinados por esse senhor: Atlético Mineiro (aff), Caxias, Ipatinga, Monte Azul, Tupi, Volta Redonda, Atlético Paranaense, Joinville, Criciúma, Paraná, Goiás e Vitória.

Posso citar aqui três ou quatro nomes de custo benefício igual e profundos conhecedores do ambiente das Laranjeiras. Só o Andel citou Duílio, Marcão, Mário Marques, Deco. Eu citaria Branco, Josué Teixeira e a minha mãe. Sim, a minha mãe, que está lá em Alcântara, é capaz de treinar esse time do Fluminense. E melhor que o Ricardo Dubsjdjshdsky. Pois o que ele conquistou no futebol, minha mãe tem na sala de troféus dela: NADA.

Maaaaaaas, a culpa de lá estar não é dele. Ele não desembarcou no Rio, entrou nas Laranjeiras e disse: “Essa porra agora é toda comigo”. Ele foi CONVIDADO. Fernando Simone (foto), dizem as más línguas, foi o principal defensor de sua contratação.

Simone 1

E nosso Vice-Presidente de futebol, juntamente ao nosso Presidente fazem o quê? Emitem notas. Enquanto somos achincalhados via imprensa, temos nossos mandos de campo alterados, deixamos de jogar clássicos no Maracanã para favorecer B (sem trocadilho à série), nossas cabeças pensantes emitem notas. E acatam o que a Federação deseja. Emitir notas de repúdio e acatar o que manda a Federação é, no mínimo, ridículo.

Tivemos uma oportunidade de ouro, mandando o simpático Cristóvão embora, e no dia seguinte, limpamos o nosso rabo sujo com um tufo de titica, contratando um cara que ninguém conhece.

Tá difícil, Fluminense…Tá difícil…

Figura da semana

Ricardo Drubscky

dario

Figura de pouca representatividade no cenário nacional, nunca conquistou nada de importante em 20 anos de profissão. Eu poderia estar falando do Aécio, mas estou me referindo ao Ricardo. Sucesso a ele.

Fillipe Souza não é o Marlone, mas também só chuta para fora.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: mpb

#SejasóciodoFlu

9 Comments

  1. Não sei se choro ou rio (de nervoso, claro!) meus deuses do céu! Espero que ele tenha guardado tudo de bom que um tecnico tem para treinar o Flu

  2. Bom dia Fillipe!. Quando vc quiser escrever no seu blog tenha coerência. Os nomes que vc citou são tão titicas quanto o técnico que o Flu contratou. Tem até alguns que sequer foram técnico algum dia. A sua lista é tão ridícula quanto os seus comentários. Abs.

  3. Quanto preconceito!
    Pra que serve isso?
    Deixe o Ricardo trabalhar e depois julgue como achar melhor.
    No mais,cordiais saudações tricolores.

  4. Para corroborar o seu comentário, é o técnico mais odiado da história do Vitória, o pior técnico da história do Joinville e saiu de maneira melancólica do Atlético Mineiro, não deixando saudades na torcida e nem nos jogadores, qdo vemos Kfourys, Maurício Prado, Antero Grécia entre outros animados e elogiando técnicos do Fluminense é pq não é bom, essa mídia canalha e escrota odeia o Fluminense e quer o pior para o Fluminense assim como essa diretoria medíocre e ridícula fora

  5. Para corroborar o seu comentário, é o técnico mais odiado da história do Vitória, o pior técnico da história do Joinville e saiu de maneira melancólica do Atlético Mingeiro, não deixando saudades na torcida e nem nos jogadores, qdo vemos Kfourys, Maurício Prado, Antero Grécia entre outros animados e elogiando técnicos do Fluminense é pq não é bom, essa mídia canalha e escrota odeia o Fluminense e quer o pior para o Fluminense assim como essa diretoria medíocre e ridícula for

  6. Concordo sobre o Ricardo Whisky DRURY”S. Só um adendo à reportagem: a foto do treinador com a camisa da comissão técnica do bacalhau, acima, NÃO É DO WHISKY DRURY’S e sim do DÁRIO LOURENÇO, ex-zagueiro do FLU nos anos 70, treinador vice pelo Voltaço em 2005 (contra o FLU) e que trabalhou na Euricolândia ! DRURY’S NÃO trabalhou no bacalhausco e, como foi citado inclusive na matéria, NUNCA treinou um time do tamanho do FLU ! ST !

    1. Meu caro Marcos, a foto foi colocada propositalmente, já que temos o Dário Lourenço da nova geração.

      Um abraço.

  7. Será que teremos que passar o ano rezando pra não cair? Vamos começar logo! Jeeeeeeeeesus

Comentário