Atitude de G4 (por Crys Bruno)

Mjr

Oi, pessoal.

Após três ótimas vitórias, empatamos sem gols contra o São Paulo no Morumbi, no último jogo. Amanhã tem mais luta pelo G4 contra o Cruzeiro, no Maraca.

Sem contar com Wagner e Kenedy, que foram vendidos, Vinícius e Giovanni, que estão machucados, e Edson, que está suspenso, fico me perguntando se Enderson lançará mais um garoto ou se vai abrir outro atacante de lado de campo, no caso, Magno Alves.

Era o que eu faria. Centralizando o Gérson, que junto de Jean, teria opção de passe nos lados do campo. Sem a bola, Marcos Jr e Magno Alves fechariam o corredor – preocupação quase doentia dos técnicos – com o menino formando a segunda linha de quatro jogadores e o Magnata mais próximo a Fred.

Continuo lamentando demais o posicionamento do Gérson, que chega a ficar como segundo atacante. Ironicamente, começo a achar que fazem isso de propósito para que ele ajude, mas sem brilhar. Brilhando, a torcida ficaria de mimimi quando for para a Europa. Só pode!

Outra opção seria ou Higor Leite ou Gustavo Scarpa. Ou pior: escalar outro zagueiro e posicionar o Marlon na cabeça-de-área, ao lado de Pierre. Gosto dos meninos e entenderia a opção de posicionar um dos dois no espaço e função do Wagner: volante pela esquerda, auxiliar de lateral.

Falando em lateral, parece mesmo que o pisão do Ganso foi “bem dado” e Giovanni será outro desfalque. Breno Lopes, que jogou bem na sua estreia, deve substituí-lo. De qualquer forma, o Fluminense entrará em campo já aos remendos.

Ainda assim, nossa espinha dorsal está firme. Por isso, uma coisa que faltou na última partida e não pode se repetir jamais é a falta de ambição. Dentro da circunstância do jogo que tivemos contra o São Paulo, dava para vencer, mas vimos que o time aceitou o empate.

Para ir à Libertadores ou até para brigar pelo título, vencer em casa é o básico e vencer fora de casa, o diferencial. O receio de ser rebaixado é algo para torcedor e já passou. Administrador, técnico e jogador do Fluminense têm o dever de ter postura de grandeza ou, no nosso caso, de enormidade. Não estou sentindo isso como eu gostaria.

Já sabemos que dá para se manter no G4. Ano passado, essa mesquinhez já pesou e muito para que não conseguíssemos. Não pode a falta de ambição, a falta de atitude de clube de topo da tabela, influenciar na atuação dentro de campo. E influência sim. A postura ou a falta dela por parte da direção.

O resultado, no Morumbi, não foi de todo ruim, mas foi irritante porque vimos o time gostar de empatar. Amanhã tem Cruzeiro. A vitória tem que vir na marra! Domingo é contra o Atlético-PR, em Curitiba. É para vencer também. O espírito tem que ser esse. Pelo G4 ou título, há que se portar como um Fluminense!

TOQUES RÁPIDOS:

– Osvaldo e Wellington Paulista devem ser confirmados para suprirem as lacunas deixadas por Kenedy e Walter. Osvaldo sabe jogar. Indo bem, será muito importante. Desde a saída do Wellington Nem, não temos um segundo atacante com essa boa qualidade. Espero que vingue no clube.

– Wellington Paulista é um jogador que não gosto tanto. Mas desejo a mesma sorte e bons jogos a ele, se vier.

– Os dois nomes especulados para meia, Ronaldinho Gaúcho e Marquinho, são surreais: o primeiro pelo custo que deve ser alto, já que Ronaldinho ainda tem mercado e rende mais alguns bons milhões ao seu staff. Bem, é, junto com o Maradona, o maior jogador que vi jogar. Precisa sentir-se motivado. Aposto que, pelo perfil do nosso clube, acontecerá isso e ele se sentirá feliz, como ocorreu no Atlético-MG. Mas não tenho grande esperança acerca da sua contratação.

– Marquinho é um caso à parte. Em anos de Fluminense, demonstrou comprometimento de sobra, mas pouquíssimo futebol. Quase sempre titular, ajudou o time apenas uma única vez, de forma incisiva. Para ter um meia assim, só fica tudo bem, em um time como aquele, no qual outros resolviam. Agora, não. O tiro tem que ser certeiro. O meia tem que estar no nível do Vinícius. Marquinho passa longe disso!

– Por fim, alô, galera do Fluzão: AO MARACA! NA LUTA PELO G4! NA BRIGA PELO TÍTULO! AO MARACA!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @CrysBruno

Imagem: Reginaldo Castro – LancePress / pra

Cartas do Tetra

2 Comments

  1. PAPEI MOSCA! E cravei o Breno Lopes na lateral-esquerda, mas ele não poderá enfrentar o ex-clube. Enderson escalou Scarpa e Higor Leite. Gostei. Sempre me agrada técnico que não tem receio de escalar os meninos!
    ST.

  2. Crys, partilho da sua lamentação em relação ao posicionamento do Gerson. O garoto é talentoso, enxerga o jogo pra caramba. Centralizado, criaria muitas possibilidades. A ausência do Edson será um puta desfalque. Wagner não fará tanta falta, bons jogos foram exceções na sua passagem nas Laranjeiras. A entrada do Gustavo Scarpa ou Higor Leite, implicará na permanência do Gerson no posicionamento atual. Por fim, mesmo sabendo dos limites do elenco, creio ser possível ousar bem mais.

Comments are closed.