Athletico 3 x 0 Fluminense (por Paulo-Roberto Andel)

Bem antes de tomar o gol, o Fluminense já tinha levado uma bola na trave e tinha sido praticamente imprensado em sua intermediária. Deficiente na escalação, o Tricolor viu seu domingo final ruir com a contusão de Matheus Ferraz – o jogador mais regular desta temporada, substituído por Yuri – e, mais uma vez, com a merecida expulsão de Airton depois de uma entrada desproporcional.

Perto do fim da primeira etapa, o Flu tomou o segundo gol, descendo para o vestiário com a derrota praticamente consolidada. O atacante rubro-negro Rony foi o melhor em campo, criando o lance do gol de cabeça do veterano Lucho González e marcando o segundo.

No começo da etapa final, o Fluminense ensaiou uma tímida melhora sem grande pressão contra o gol adversário, mas o gás logo acabou e o cenário da partida não foi alterado. Novamente perto dos 40 minutos, o Athletico liquidou o jogo num chute de Marcelo Cirino, desviado ainda por Yuri.

O que mais chamou a atenção na derrota foi que em nenhum momento o time misto do Atlético impôs grande velocidade, ou volume de jogo, ao Fluminense. Jogou naturalmente, sem forçar muito mas construindo sua vantagem de forma tranquila. Dominou de ponta a ponta. Já o Flu não teve o brilho de João Pedro, pouco municiado pelo claudicante meio de campo.

Depois da chinelada na Arena, resta ao Flu a recomposição imediata para a decisão de vaga na Copa do Brasil diante do Cruzeiro no Mineirão, certamente desfalcado de Matheus Ferraz e Yony González. Um jogo difícil contra um adversário qualificado, mas que não passa por boa base.

Por fim, o próximo final de semana será intenso: eleições no sábado e Fla-Flu no domingo. A vida não espera.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @pauloandel

#credibilidade

2 Comments

  1. SERÁ QUE VAO ESPERAR A VACA IR PRO BREJO PRA DEMITIR O “TREINEIRO”? FORA DINNIIIZZZ!!!!!!!!

  2. Bom dia, Andel. Independente de qualquer coisa, o Fluminense tem uma sina que não é de hoje. Invariavelmente, quando joga fora de casa, sempre toma o primeiro gol. Aí, jogando desfalcado e na Arena da baixada que os caras imprensam mesmo, fica muito difícil. Vamos tentar “dar a volta”. Abraços.

Comments are closed.