As surpresas do Fluminense (por Paulo-Roberto Andel)

Boa vitória tricolor no Maracanã, menos pela qualidade técnica e tática, muito mais pela aplicação. Já que fica quase impossível jogar bem com as escalações e substituições de Odair, que o Fluminense ao menos vença. E, sinceramente, tirando os lunáticos e os torcedores de gestão, ninguém acreditava que o Flu fosse capaz de chegar tão alto na tabela do Brasileiro.

Sinceramente, não acredito que seja possível disputar o título por uma questão estatística nestas 18 temporadas de pontos corridos: elenco. Nunca houve um campeão brasileiro desde 2003 que não dispusesse de várias alternativas no banco de reservas, ao contrário do que temos hoje.

Porém, sonhar não custa nada e passar o feriado com uma vitória bem maneira do Fluzão é um ânimo para o resto da semana. Ponto. O principal: ter aberto nove pontos da zona de rebaixamento. Esperança plena em não ter a agonia que nos perseguiu por toda a década, fazendo contas para não cair.

Yago fez sua melhor partida com a camisa do Fluminense. E Digão foi o velho Digão de sempre: atitude e vontade. Ah, o Pachecão merecia ter feito o gol, mas a bola beijou a trave.

##########

Independentemente da vitória, a cada segundo tempo o Fluminense passa por uma cena constrangedora: a entrada quase obrigatória dos jogadores Caio Paulista e Felippe Cardoso. É difícil entender o que se quer fazer com dois atacantes que, somados, possuem cinco gols nas últimas três temporadas. Ofensividade é que não pode ser.

##########

Mano Menezes mostrou ontem em rede nacional toda a sua capacidade de ser desagradável. Para nada.

Foi pênalti. Muito pênalti. Para ser pênalti não é preciso arrancar a cabeça do adversário: basta cometer falta dentro da área.

##########

Na quarta-feira a barra será ainda mais pesada: Atlético no Horto. Não adianta manter o time recuado: é preciso ter coragem e jogar como time grande.

###########

A mais nova piada de mau gosto do universo político tricolor dá conta de que Antonio Gonzalez tentou ganhar dinheiro do clube no caso “Blog do Paulinho” ou “20%”, como preferirem. Antonio Gonzalez, um dos líderes da oposição tricolor. Lembrando uma sentença de meu amigo Bruno Saraceni: “É muita vontade de acreditar”.

Com meio século de clube Gonzalez não enriqueceu, ao contrário de uns e outros que lá estão/estiveram há menos de quinze anos por “amor”. E se recusou a trabalhar no Fluminense em mais de uma oportunidade nesta década. É uma conta que não fecha.

Muitos dizem que há maneiras muito mais simples de se ganhar dinheiro no mundo do futebol. Rodando várias negociações rápidas de jogadores de qualidade duvidosa, por exemplo. Enfim, é o que dizem.

Logo mais, Gonzalez estará no PANORAMA em nossa página no Facebook comentando sobre isso e muito mais. Às 19h em nossa página no Facebook. Às 20h a conversa é com nosso mestre Ricardo Mazella.

##########

Dia 12 de outubro. Dia das Crianças.

Com tantas crianças passando fome e sofrendo nas ruas do Brasil, não dá para não pensar nisso.

Há pouco na TV, cenas de um garotinho sendo enterrado depois de um tiro na cabeça.

Está tudo errado.

Que pelo menos uma parte das crianças tenha um dia feliz, neste mundo destroçado pela estupidez dos adultos.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @pauloandel

#credibilidade

8 Comments

  1. Parabéns pela sensibilidade ao final da coluna.
    Sobre a posição do time, não sou fanático muito menos torcedor de gestão, mas sempre acreditei. Porque basta olhar para fora do clube, para o deserto que é o futebol brasileiro, e se percebe que, mesmo com tantos erros (pra ser gentil), há poucos times melhores que o nosso. Um é o Galo. Acho impossível ganhar quarta.

  2. Por que vc não publica meus comentários? Em nenhum momento eu o agrido, ou a quem quer que seja, apenas coloco minhas opiniões que nem divergem tanto assim das suas.

    1. Luiz Augusto,

      Vários comentários seus apareciam como spam. Isso pode acontecer quando há uma sequência rápida, por exemplo.

      Todos foram publicados.

      Nossa regra é não publicar comentários que afrontem os códigos jurídicos brasileiros. De resto, todos o são. Só aqui, temos mais de 15.000.

      ST.

      Equipe PANORAMA.

      1. Isso tem acontecido quando posto as vezes. Naturalmente que meus comentários não pretendem agredir a quem quer que seja, ou afrontar qualquer tipo de legislação. Apenas eventualmente fazer um contraponto, na maioria das vezes em questões pontuais.

  3. PRÓXIMA SÉRIE NO STREAMING A NÃO NOS DEIXAR LEVAR PELO MODORRENTO ESTRANGEIRISMO COLONIZADO, É, LITERALMENTE NA OPOSIÇÃO, ASSOCIADOS, ENTÃO,
    ” ESPERANDO POR GONZALEZ “, A BATER DURO SEM PERDER A TERNURA COMO NOS BONS TEMPOS E AFINAL SEM FISCALIZAR ESSA PATOTA SEREMOS O CRUZEIRO, AMANHÃ..

    1. Também acho importante bater firme e fiscalizar e não dar conforto. A postura da atual direção do Fluminense é profundamente questionável em inúmeros aspectos. É preciso, sim, fomentar o senso crítico e a cobrança, porque ser presidente não é ser dono do clube.
      E uma má gestão pode gerar danos cruéis no futuro. Mário tem algumas virtudes. Mas sua gestão é obscura demais e há mta coisas erradas, além de uma aparente falta de projeto pra recuperar o clube (só jingles políticos baratos) e uma…

Comments are closed.