A ardilosa cortina de fumaça contra o Flu (por Paulo Rocha)

Após as vitórias sobre Peñarol e Internacional, o Fluminense pôde dispor de relativa paz em meio ao turbilhão da temporada. Uma semana de treinos livre completa o quadro auspicioso e servirá para intensificar a preparação visando outra pedreira, o Galo, em BH. Porém, mesmo quando os resultados nos trazem paz, fatores externos tentam conturbar nosso ambiente.

O curioso é o seguinte: se tivéssemos levado porradas de uruguaios e colorados, nossa semana seria um inferno. Contudo, nem mesmo vencendo os jogos e dando a entender que o carro está voltando aos trilhos, estamos livres das escrotidões. A da vez é que Yoni González não renovará contrato para 2020 e que vários clubes o querem. Porra, é hora de falar disso?

Enquanto isso, do outro lado do Túnel Rebouças, foi criada uma cortina de fumaça para que seja esquecida logo a sapatada ocorrida em Salvador. “Flamengo quer Balotelli”, diz a Fla-Mídia. Lá, só pode haver notícia boa – repercutida, inclusive, nos idiotas programas esportivos da televisão. Nossos rivais, na verdade, deveriam prestar atenção é em Gilberto, do Bahia.

Quem torce pelo Fluminense sabe bem o que é isso, a perseguição, o demérito, as tentativas de minar nosso ambiente. Mas não adianta, o Flu é enorme. E agora parece que temos uma diretoria que não coloca o galho dentro para esses babacas. A incapacidade de reconhecer os méritos alheios e aceitar os próprios insucessos é algo comum aos urubus.

Portanto, Fernando Diniz e jogadores, é hora de embalar e fazer descer pela garganta desses escrotos que o dinheiro não é capaz de tudo. Vamos em busca de nossos sonhos, com a alegria das vitórias no coração. Que a mística de nossa camisa prevaleça mais uma vez. Como diria Zagallo, vocês terão que nos engolir. Saudações Tricolores.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

2 Comments

  1. Rocha, imagine se a tragédia do ninho do urubu ocorresse no Flu ou outro rival, a pressão da mídia seria terrível….com o clube do goleiro assassino, por pouco, os garotos vitimados não foram culpados por morrerem lá…

  2. Algumas coisas concordo, mas, não consigo colocar a culpa nas notícias ruins pela situação do Fluminense. Quem não sabe que o Pedro, JP e o Yone, até outros, poderão sair no fim do ano ? Não foi a imprensa inimiga que afundou o nosso Flu; foram as administrações irresponsáveis repetidas há vários anos. Se arrumarmos um superpatrocinador, será dada a grande notícia. Agora, na feira, compram os melhores produtos quem tem mais dinheiro.
    Quando tínhamos UNIMED, todos choravam e nós sorríamos…

Comments are closed.