Passamos o trator! (por André Biron)

O Fluminense está na final do Campeonato Carioca. Numa partida que se transformou em um baile tricolor (3 a 0), o Tricolor fez o que quis com o Vasco e o estrago só não foi maior graças a grande atuação do goleiro cruzmaltino.

Com a vantagem do empate e ampla superioridade técnica, o Fluminense sufocou o Vasco até os 30 minutos. Pedro e Sornoza pararam em Martin Silva, Wellington sofreu pênalti ignorado pela arbitragem e Wendel gastou a bola. O castigo pelas chances desperdiçadas foi evitado por Cavalieri em defesa a queima-roupa em chute de Nenê.

Logo aos cinco do segundo tempo, após cruzamento de Sornoza, Richarlison precisou de duas tentativas para abrir o placar para o Fluminense. Aos dez, uma jogada cinematográfica. Lucas deu um lençol humilhante em Rodrigo e cruzou para o Wellington, de letra, por baixo das pernas de Martin Silva, decretar a classificação tricolor. 

Aos 15, Douglas foi expulso e a vantagem tricolor passou a ser, também, numérica. Treze minutos depois, o terceiro tricolor. Sornoza cruzou e Léo jogou a última pá de cal no caixão cruzmaltino. 

Uma vitória digna dos grandes momentos da história tricolor, que deve mobilizar a torcida a comparecer às finais em número condizente com o belo futebol apresentado pelo Fluminense.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: abir

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres